2 criminosos agora endinheirados e 1 mosca = A brilhante Season 3 de Breaking Bad, Yo!

Eu não sei se brilhante seria a palavrar certa, mas é algo mais ou menos por ai.

Continuo ficando de boca aberta, com falta de ar e com o coração disparado e tudo isso graças a minha maratona da Season 3 de Breaking Bad, que é algo que merece ser respeitada. Vou dizer algo que vem sendo recorrente em minha vida toda vez que eu assisto uma série do AMC: Puta série boa!

Aquela sequência inicial, com as pessoas rastejando pelo chão, em uma espécie de ritual e na cena seguinte, um enlouquecido Walter White colocando todo o seu dinheiro na churrasqueira e acendendo o fogo em todo aquela bufunfa, foi tipo sensacional hein?

E quando você tem uma série boa o suficiente,  onde você  até consegue fazer um episódio quase que inteiro, com os dois protagonistas presos em uma sala e uma mosca atormentando a vida deles como coadjuvante, em cenas recheadas de diálogos inteligentes, as vezes com duplo sentido, quando você consegue fazer isso sem deixar o episódio chato ou com cara de filler, significa que talvez você tenha encontrado o caminho para a perfeição. Sério, eu fiquei de cara!

E nada me surpreende se os dois atores principais levarem o Emmy desse ano para suas casas e se isso acontecer, sorry para os demais concorrentes que eu também gosto, mas eu vou aplaudir de pé.  Muito bons, os dois. Mr White com sua timidez, concentração, nervosismo e momentos de pura ira e revolta e Jesse perturbado, em abstinência e com os nervos a flor da pele, é muita covardia para qualquer outro concorrente. Yo!

Sinceramente, eu não vejo mais nenhuma saída para esses dois. Já terminaram a sociedade e depois voltaram. Desistiram um do outro, mas logo voltaram atrás. Pinkman e Mr White estão realmente sem ter para onde ir e fadados a um destino trágico (mas eu espero que não) e juntos. É o que eu acho que vai acontecer no final das contas, a não ser que eles matem todo mundo que já cruzou o caminho dos dois neam?

O que começou com um negócio pequeno, errado do mesmo jeito, só que em proporções bem menores,  quando os dois se arriscavam dentro do trailler em meio ao deserto para cozinhar o tal produto que eles ofertavam na região, tornou-se um negócio de gente grande devido a competência e qualidade do material dos dois, coisa  de crime organizado. E muito bem organizado, diga-se de passagem. Linda a cena com a metanfetamina sendo pesada, embalada e devidamente camuflada em sua linha de produção.

Atualmente, os dois dividem uma pequena fortuna, que talvez eles nem imaginaram um dia chegar tão perto e um laboratório de ponta para a realização do trabalho sujo. E o problema é que quando isso acontece ($$$), você sempre quer mais neam? Agora a pergunta que não quer calar: quando parar? E como parar? Porque a essa altura, os dois sabem demais, conhecem demais o mercado, e ai já viu neam?

E assim os dois sócios se envolvem cada vez mais no mundo do crime, mergulham de cabeça nesse universo extremamente violento. A recompensa fica cada vez maior, mas aumentam também as responsabilidades, a produção e as pessoas envolvidas nessa história. (adoro o advogado e o vovô matador/zé faz tudo de plantão)

Mr White, agora oficialmente divorciado (mesmo relutando no começo de tudo), se vê entregando toda a verdade para a sua ex mulher, que passa a fazer parte desse crime de certa forma. Skyler se envolve cada vez mais, propondo até uma maior participação nessa história, ainda mais quando ela percebe o montante poderoso que o seu ex já conseguiu capitalizar. $$$ Catching! E imaginando que ele e o seu envolvimento com o crime possa ter alguma ligação com o “acidente” com o seu cunhado, ela o faz começar a pagar pelo tratamento do oficial, inventando uma história (para a sua irmã aceitar a ajuda financeira) de que Walter ganhou todo aquele dinheiro em jogos de sorte. Espertona não?

Além disso, a  vida de Mr White  corre cada vez mais risco, ainda mais com a chegada dos “primos”, o único detalhe dessa temporada do qual eu não gostei muito, mesmo eles vindo acompanhados do sempre sensasional “tio”, rs. Péssimos atores, algo forçado demais, à la dramalhão mexicano daqueles! Precisava andar tão igual, de forma coreografada? Olhar sempre com “sangue nos olhos”? E precisava ter um machado tão polido? E ternos tão brilhantes? Caricatas demais…

Mesmo assim, o final dos dois foi digno e cheio de sofrimento, o que ambos fizeram por merecer.

Jesse, agora “recuperado”, seguindo os 12 passos da Rehab, longe das drogas, ainda sofrendo pela morte trágica de sua namorada, porém se tornando cada vez mais o alvo do Hank, que ainda não se contenta em não ter descoberto quem é que produz a tal droga azul. E ele só tem um nome que o deixa cada vez mais perto da verdade: Pinkman.

E o resultado de toda essa desconfiança é uma cena de pura adrenalina e suspense com o Hank localizando o trailler que os dois usavam para cozinhar, ficando a poucos passos de descobrir toda a verdade e com ambos presos dentro do próprio trailler, uma sequência com uma tensão deliciosa. Mas como é de costume em Breaking Bad, toda vez que algo se aproxima de uma situação sem solução, eles dão um jeito de livrar a cara dos protagonistas. É Hank, não foi dessa vez…

Mas isso só indica que a vida dos dois está mesmo por um fio, que fica cada vez mais fino.

Hank ainda se deu bem mal nessa temporada hein? Sendo afastado da polícia por ter espancado sem motivos o Jesse, quase perdendo o seu patrimônio e ainda trocando tiros com os “primos”, o que acabou o deixando impossibilitado de andar por um bom tempo. Fiquei até com pena dele… mas adorei a sua mulher dando uma “mãozinha” para tentar ajudar (rs). E pelo menos ele finalizou os dois também neam? Yo!

Adorei quando depois de um tempo separados, Mr White se cansou do seu novo parceiro de laboratório (que tem uma cara de freak e você pode creditar essa  culpa ao seu papel em Damages ) e acabou levando Jesse para conhecer o seu “novo escritório”. Cena bem divertida com Jesse todo excitado ao ver todos aqueles equipamentos e logo depois ficando rapidamente entediado por não poder/saber usar os brinquedos novos. Poor Jess…

O bom é que em Breaking Bad, tudo faz sentido, até quando não tem sentido. Todas as cenas que nós já vimos na série serviram para alguma coisa, que se explica em algum momento da história. Série coerente, isso sim é que é coisa boa! (Shame on you Lost)

Aproximando-se do final de temporada, tivemos Jesse em nome de uma vingança tola e sem sentido (tá, tem sentido pra ele, mas não em mexer com aqueles caras, quando o assunto já estava praticamente resolvido neam?) frente a frente com a morte, de onde Mr White acaba o salvando, o que deixou o chefão dos Pollos bastante irritado (tenho um medo enorme dele, sério!). Amo o Jesse, mas achei que ele andou pisando na bola. Yo, bi-a-tch!

Confesso que o Jesse me irritou um pouco durante essa temporada, fato. Toda aquela culpa, climão de viciado em recuperação e ao mesmo tempo querendo vingança, roubando para tentar ter mais lucro, só se metendo cada vez mais em roubadas. Acho que ele esta precisando de uma folga de toda essa inconsequência. Run Jesse, run (outra  sequência ótima!)

E que sequência linda aquela com a namorada morta (flashback), onde ela fuma o cigarro que ele acha em um dos episódios, no cinzeiro do seu carro neam? Cool!

No final, temos Mr White a um passo da morte e agora dependendo de Jesse para salvar a sua vida, virando o jogo no último minuto (como sempre) e mandando Jesse realizar o trabalho sujo, do qual ele parece não ter muita coragem para finalizar a tarefa. E com a arma apontada para as nossas cabeças e um disparo que teve como função “explodir as nossas próprias cabeças”, a Season 3 termina, elevando o nível da série ao máximo, nos deixando ainda mais  curiosos e colocando Mr White e Jesse em uma posição quase impossível deles se livrarem.

E agora, o que será que acontecerá meodeos? A resposta, só na Season 4, que eu estou seriamente considerando assistir apenas ao primeiro episódio (para ver o que deu essa cena final) e depois aguardar a temporada terminar para assistir tudo de uma vez (até parece que eu vou conseguir…). Ou eu não dou conta de tanta ansiedade! E o que é muito bom em Breaking Bad é nunca conseguir fazer a menor  ideia do que ainda está por vir. Nunca é nada óbvio, nada que você esteja esperando para acontecer, um outro nível de série de tv, do tipo incomparável.

Não sei até quando eles planejam levar a série, só espero que não seja por muito tempo, para que o que parece tão inovador e excitante agora, não fique com cara de “já vimos isso antes” no futuro. Mas que a série só vem melhorando ao longo do tempo, isso também é inegável.

E eu faço o que com toda essa ansiedade até a Season 4?

Advertisements

Etiquetas: , , , , , ,

3 Respostas to “2 criminosos agora endinheirados e 1 mosca = A brilhante Season 3 de Breaking Bad, Yo!”

  1. Jesse e Walter fechando a firma no final da Season 4 de Breaking Bad « The Modern Guilt Says:

    […] esses dois por 1, 2, 3, 4 temporadas até agora, e estamos caminhando para a conclusão da série, que acontecerá na […]

  2. Breaking Bad volta hoje. Mas será que lembramos de tudo que já aconteceu na série até agora? « The Modern Guilt Says:

    […] ♥  Season 3 […]

  3. Breaking Bad termina hoje e você reclamando que não tem coisa boa na TV | The Modern Guilt Says:

    […] Season 3 […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: