Burlesque, o clipão da Christina Aguilera feat Cher

Não, “Burlesque” não é um musical. Diversão, fundamento burlesco e entretenimento, mas é só isso. Quando um filme é anunciado como musical, vc espera um musical clássico como estamos acostumados a ver nos cinemas, do tipo que tem a sua história contada musicalmente.

E esse não é o caso de “Burlesque” do diretor e escritor Steve Antin (que tmbm é ator e fez até “Os Goonies”) e o mais correto seria dizer que trata-se de um filme recheado de momentos musicais bem produzidos, com músicas antigas em lipsync que todas amam (rs) e novas músicas na voz da Christina Aguilera, que é bem talentosa para isso e  ninguém menos do que a Cher, que dispensa qualquer comentário pq ela é Deus neam? rs

Achei que para o seu primeiro papel no cinema (talvez ela já tenha feito alguma coisa antes, mas nada que tenha alguma importância) até que a Xtina estava bem viu? Uma iniciante ok, sem momentos constrangedores e com a voz certa para o tipo de papel. Ou seja, Xtina esperou a hora certa de se arriscar nos cinemas e assim evitou um clássico tipo “Crossroads” em seu resumé,  euri. Alô? Britney?

Além disso, depois do seu “Back To Basics”, Christina Aguilera estava bem dentro desse universo burlesco e por isso, nada mais do que justo a sua escolha para o papel. Mas alguém poderia ter pedido para ela evitar as firulas durante as músicas, não? Sempre acho firulas algo bem irritante, fikdik

E alguém também poderia ter falado para a Christina ter parado de mexer tanto na cara a tempo, para evitar o constrangimento pós “Burlesque”. No filme, ela aparece com vários perucões poder, que ela poderia ter aproveitado como fundamento para o seu próprio bem. E como ela é exagerada, não? Pelo poster vc já pode reparar, no make da Cher e o da Xtina, para tirar suas prórprias conclusões. Menos é mais Xtina, fikdik (mas agora parece ser tarde demais para vc).

Cher é a Cher neam? Engraçada, com aquela pose de sabedoria e que esta pronta para ser desafiada por qualquer um a qualquer momento, com o discurso pronto de “eu já passei por tudo nessa vida meu amor, não venha querer bancar o esperteeenho para cima de mim”, Snap! (rs). Durona, quebrando vidro de carro com barra de ferro e tudo mais. Cool!

Kristen Bell, a nossa Veronica Mars faz a invejosa no filme, que é claro que acaba se dando bem mal. Zzz

Na verdade, por ser tão previsível e cheio de clichês,  o filme acaba parecendo tolo, com uma história fraca e que com certeza vc já viu antes em algum clássico da Sessão da Tarde, por isso não espere muito de “Burlesque”.

Mas ai eu me pergunto: quem diria não para a chance de contracenar com a Cher? Ninguém neam?

Talvez por isso o filme tenha pencas de coadjuvantes conhecidos das séries que nós amamos, tipo o Cam Gigandet e o  Peter Gallagher (The O.C), Eric Dane (Grey’s Anatomy), a Dianna Agron (Glee), e o sempre adorável Stanley Tucci. Aliás, quem não queria ser o melhor amigo do Stanley Tucci, que sempre faz o melhor amigo gay mais foufo ever, hein?

Reparei tmbm que entre os dançarinos homens que estão no filme durante os números musicais, esta um dos dançarinos principais da Sticky and Sweet Tour da Madonna, foufo mil (um bem branqueeenho e careca que sempre faz par com ela nas coreôs e que tem um momento coreô ao lado de Xtina no filme).

O filme vale mesmo pelo climão burlesco que é sempre bem vindo. Tem aquele erotismo bem humorado, que é quase inocente (para os dias de hoje então…), tão característico do fundamento. As performances são lindas, com coreôs bem animadas e músicas deliciosas. A minha alma de stripper  pelo menos já ficou toda com vontade de grudar em um pole dance logo depois de assistir o filme, rs.

O figurino eu também achei bem bom, dentro do fundamento, com as cores certas, mas tudo com muito brilho, o que nesse caso cabe perfeitamente. O filme se passa quase todo dentro do prórprio “cabaré” da Dona Cher, que é lindo e tem cara de casa de espetáculo antiga. Cool!

Vale a pena assistir pq é tudo bem bonito, animado, divertido, mas não espere por um grande musical e sim por um filme com muitos números musicais e de quebra, uma caixa de biscoitos para amimar todas (Höy!).

Tenho certeza que vc vai terminar de assistir com vontade de fazer uma performance numa taça de Martini gigante, rs.

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , ,

4 Respostas to “Burlesque, o clipão da Christina Aguilera feat Cher”

  1. CarolD Says:

    Mesmo não sendo muito fã da Xtina, estava afim de conferir por causa da Cher… torci um pouco o nariz qd vi as primeiras imagens do filme, pq na hora me remeteu ao filme Chicago, tanto pelos cenários, qt pela caracterização da Xtina…tá parecendo a “Roxie Hart”…mas pode ser só impressão..
    Bjsss

    • Essy Says:

      Fui assistir seguindo o mesmo pensamento, tudo por conta da Cher. Tmbm achei as imagens bem parecidas com Chicago e até rola uma homenagem durante o filme.
      Mas Burlesque esta mais para um clipão mesmo, não tem o mesmo fundamento musical de Chicago, nem de longe.
      Vale a pena assistir só para se divertir um pouqueeenho e quem sabe se animar com o clima burlesco, rs
      Smacks

  2. Rodrigo Alves Says:

    Esse foi o primeiro post sobre a Xtina que não está metendo o pau nela (do começo ao fim) e eu resolvi comentar para clarear algumas coisas! O filme é um musical sim (não como os clássicos)! Ele não foi feito em momento algum com a intenção de contar história através de músicas ou até mesmo concorrer ao Oscar, desde o começo, muito antes da estréia, o diretor e até mesmo a Christina disse que seria apenas um filme ”Popcorn” (sessão da tarde), leve e divertido! Ele jamais foi criado com a expectativa de um ”Chicago” ou ”Moulin Rouge” da vida.

    O ”tal” dançarino, na verdade é oficial da Christina, que quando não estão em turnê com ela, trabalham com outras cantoras como Maddona, JLO, Britney…

    Pra quem não sabe, o filme recebeu ótimas críticas (incluindo a atuação da Aguilera) e também bateu recordes! Sim, basta se informar melhor! E o CD com a soundtrack foi um dos mais vendidos nos EUA ficando por semanas nas paradas da Billboard, isso sem grandes divulgações ou single!

    O que vc queria dizer com ” alguém também poderia ter falado para a Christina ter parado de mexer tanto na cara a tempo, para evitar o constrangimento pós “Burlesque” ??? Juro que não entendi.

    Quanto às outras críticas eu percebi que foram bem pessoais e não merecem tanto comentário. Afinal de contas, a opinião é sua né? Quem pode mudá-la?

    Uma dica para melhorar o blog: seja um pouco mais imparcial. A não ser que a intenção seja ser engraçado, o que não tá dando muito certo! Pelo menos pra mim.

    De resto o blog é legalzinho.

    Rodrigo Alves.

    • Essy Says:

      Querido Rodrigo Alves…

      Talvez vc não esteja entendendo o Guilt, por isso, começo a resposta ao seu comemment com um enorme ZzzZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ de tamanha preguiça em ter que responder post antigo sobre um filme que muito provavelmente (se Cher me der forças) eu nunca mais vou ver na vida e pouco me lembro da experiência quando o vi.Mas vamos lá. Força Essy!

      Sim, “Burlesque” não é uma musical, e eu disse isso. Se essa era a intenção ou não, eu não sei, não procurei saber e pouco importa, mas que o filme é qualquer coisa do tipo Sessão da Tarde, isso está no texto, basta interpretá-lo melhor, deixando a mágoa de fã de lado, talvez? #NHÉ

      Sempre vejo o tal dançarino com a Madonna, até acho que o vi nas imagens dos ensaios da nova turnê. Talvez ela seja freelancer, hein? Porque outro dia, se não me engano, vi ele no Craig Ferguson dançando ao lado da Kylie. Será que estamos falando da mesma pessoa? Não sei… (vai ver ele andou fazendo Freela pq turnê da Aguilera ainda existe? Ou ela agora só faz ponta se cagando inteira no maiô em funeral alheio, hein? PÁ!)

      Também disse que a atuação da Aguilera não me ofendeu e até achei ela ok. Mas não lembro de ter lido nada muito bom a respeito do filme naquela época e acho bem difícil que tenha acontecido. Não de alguém respeitável. (por mim, pelo menos)

      Quando disse que “alguém também poderia ter falado para a Christina ter parado de mexer tanto na cara a tempo, para evitar o constrangimento pós “Burlesque”” eu quis dizer que a sua imagem real quando o filme foi lançado, estava bem diferente do que vimos nele. Ou pelo menos, estava “bem maior”.

      Dicas são sempre bem vindas, mas talvez o Guilt não seja o blog ideal para vc, para o seu tipo de humor, fazer o que, acontece. E não gosto de nada imparcial, quando escrevo sobre alguma coisa, empresto o meu olhar para ela, um pouco da minha identidade e as minhas impressões sobre o assunto. Ou seja, o blog é exatamente o contrário do que vc considera algo que poderia ser “melhorado”, portanto, acho que vc não está acertando as suas escolhas de leitura hein? Mas tem muita coisa imparcial e preguiça por ai, boa sorte! (ZzzZZZ)

      Uma beija e desculpe qualquer coisa… (o seu comment tmbm foi legalzinho. Um pouco atrasado, mas tudo bem, cada um tem seu tempo… Mas vem cá, vc passou esse tempo todo contando quantas vezes eu achei a Aguilera meio assim? Isso é que é dedicação hein? Que ela te convide para ser o padrinho do seu filho. Amém!)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: