A sensacional viagem a base de torrões de açucar “mágicos” em Fringe

Primeiro de tudo: CLAP CLAP CLAP! De pé!

Com um enorme atraso por meio das circunstâncias da minha vida frenética nos últimos dias, acabei só tendo tempo de assistir ao episódio (3×19  “Lysergic Acid Diethylamide”) de Fringe no feriado (21), humpf! E quer saber? Foi SENSACIONAL!

Sério, eu não consigo entender que uma série como Fringe e o seu alto padrão possa sempre estar correndoo  risco de não ser renovada. Sinceramente, não da para entender…

Essa semana por exemplo a série saiu mais uma vez da sua zona de confronto, como já fez em episódios “experimentais” do tipo durante a segunda temporada e talvez tenha conseguido com isso criar o seu melhor episódio ever!

BRILHANTE, seria a palavra mais apropriada. O episódio foi um híbrido de ep comum + animação. Como sempre, é claro que eu já tinha visto algum spoiller sobre o assunto durante a semana em que o episódio foi exibido na américa antiga, mas ainda assim fiquei bem surpreso com o resultado final.

Torrões de açucar com LSD (ai esta a magia, rs), garantiram uma excelente viagem de Peter e Walter para a consciência da Olivia, em uma tentativa de trazê-la de volta, já que em seu corpo atualmente habita William Bell.

E foi uma viagem divertidíssima e até esclarecedora, por incrível que pareça, já que estamos falando de uma viagem psicotrópica, rs. A começar pela entrada dos dois na mente de Olivia, em meio a NY em tempos de torres gêmeas, com todos os personagens transitando pelas ruas vestidos como Olivia, e Walter aparecendo sentado no alto de um ônibus em movimento. Howcoolisthat?

Durante a viagem, Walter aproveitou para nos esclarecer sobre o porque do gosto digamos “sem graça” de Olívia para sua roupas. Segundo ele, é tudo culpa do tratamento a base de muito  Cortexiphan, onde todos as pessoas que receberam o tratamento acabam optando por se misturar na multidão e não chamar a atenção. Achei um ótimo fundamento para gente sem graça e agora vou começar a usar o conceito para defini-las, rs. Viu alguém de bege? Provavelmente é um efeito colateral de Cortexiphan, rs.

Como tratava-se de uma espécie de sonho, tudo seria possível, até Walter no volante por exemplo. E não é que ele deu até um cavalo de pau? Cool!

O episódio teve várias referências de filmes do gênero, como o corredor brando cheio de portas no WTC, que me lembrou “Matrix”, além o climão com todos eles dormindo sob efeito do LCD ala “Inception”. Tudo com muito conceito é claro e sem parecer uma cópia barata. Cool!

Quando pela sua metade, o episódio foi transformado em desenho, com a participação da voz de Leonard Nimoy como William Bell e balões de HQ comemorando a mudança de cenário, eu senti que o episódio ficaria ainda melhor. Cool!

E não deu outra, na versão cartoon de Fringe tivemos até zombies perseguindo William Bell, Walter e Peter e uma viagem nos famosos dirigíveis do lado vermelho. Howcoolisthat?

Nessa hora eu juro que eu pensei: quão sensacionais são essas pessoas por trás de Fringe, hein? Quanta imaginação, quanto conceito, quanta referência e o melhor de tudo, quanta história boa! Mais uma vez eu aplaudi, de pé: CLAP CLAP CLAP!

Como se não bastassem todas as referências que eu já mencionei até agora + várias outras que eu posso nem ter percebido durante o ep, ainda tivemos um momento de close nos olhos de Walter, fazendo uma clara referência a Lost, na cena em que Walter retorna da viagem à mente da Olivia. COOL!

Dentro de um episódio pra lá de sensacional, ainda tivemos uma lado cômico

da história, com o Broyles tomando LSD por engano e entrando em uma viagem daquelas, com direito a passarinho animado e tudo mais. E eu bem acho que quem precisava de um daqueles torrões de açucar era a Astrid, fikdik. Coitada daquela assistente, não? Talvez, a mais competente da tv. Aliás Walter, sobrou algum? (rs) É que eu estou querendo entrar em uma mentes ae…

É claro que toda essa viagem à consciência da Oliva não foi a toa e o objetivo principal, que seria o seu resgate foi concluído. Mas como em Fringe nada é óbvio, esse momento ainda contou com uma versão da kiddo da Olivia, foufa mil parando todo um exército de perseguidores, fazendo outra referência a fatos que conhecemos bem da nossa história (só eu fiquei torcendo para aquela mão fazer a referência ao Spock?).

Ou seja, depois de ler tudo isso leitor, vc que não assiste Fringe, não sentiu vergonha por estar perdendo uma série maravilhosa dessas? Eu , que estava atrasado apenas alguns dias com um episódio já quase que dei na minha própria cara por não ter assistido ao ep antes.

E só eu soltei um: Awnnn!, quando Peter voltou da consciencia da Olivia, completamente decepcionado por não ter conseguido salva-la e ganhou um abraço delicioso de carinho do Walter? AMO esses dois, AMO!

Parece que com a solução desse problema, tivemos o adeus definitivo de William Bell da história, o que deixou Walter desolado a ponto de não querer assistir “Zoon”, que a Astrid baixou para ele (howcoolandsadisthat?)

Bom, quando eles começaram com essas história toda do William ocupar o corpo da Olivia eu achei tudo meio assim, mesmo com uma interpretação digna da Anna Torv. Mas agora, com essa resolução brilhante, eu chegeui a conclusão que eles podem fazer qualquer coisa em Fringe que eu vou gostar (só não façam o Amor vencer a Ciência, pretty pleeease!). Sabe quando vc perde o medo de se decepcionar e passa a confiar nos caras? Então, definitivamente eu acho que estamos em boas mãos e longe de nos decepcionar como aconteceu no ano passado com o final de Lost. (despedida essa que logo mais faz um ano hein? Só para constar…)

E para fechar com chave de ouro: o que foi aquela final com o desenho do cara completamente aleatório que pulou do dirigível no sonho e que a Olivia disse com a maior naturalidade desse mundo, ser o cara que irá matá-la? Dafuck?

Quem é ele? Como assim ele vai mata-lça? Alguém me explica? Como vcs tem coragem de terminar um episódio assim e deixar alguém como eu nesse estado de curiosidade?

Resumindo todo  o episódio em uma palavra: UOW!

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: