Game of Thrones, uma série literalmente grandiosa

Game Of Thrones foi sem dúvidas a nova grande aposta do ano para a HBO e quando eu digo grande, eu quero dizer enorme! A série foi grandiosa do início ao fim, com cenários fantasiosos de uma qualidade imensa, muito bem explorados e com uma fotografia absurda e que certamente deve custar milhões de zilhões para ser produzida.

Fiquei impressionado logo de cara com a grandeza da produção, mas preferi conter a minha empolgação para tirar as minhas conclusões após o final da temporada. Sim, depois do final de Lost eu ando meio descrente, rs

Não sabia muito sobre a série ou o que esperar dela. Encarei a trama evitando spoilers de quem leu os livros e garante que até agora a série foi bem fiel a história original do autor  George R.R. Martin. Mas entendi logo de cara que a trama seria complexa, algo que já pode ser observado no episódio piloto, com muitas histórias e personagens sendo introduzidos ao mesmo tempo.

Como eu já disse antes, essa coisa medieval, épica, nunca foi muito o meu forte. Mas não é que Game Of Thrones acabou me conquistando?

Achei que seria mais difícil acompanhar a série, já que eu não havia lido os livros antes, mas já estava ciente da sua complexidade,  quantidade de personagens e suas tramas todas sendo contadas ao mesmo tempo. E o ponto forte de Games Of Thrones além de sua produção cinematográfia é  exatamente toda a mitologia por trás da série, que é sensacional e acaba cativando todo mundo logo de cara, por mais complicada que possa parecer a princípio (e na verdade nem é tão complicada assim, fikdik). E me parece que até eles tinham consciência disso, uma vez que até a abertura da série de 2 min, além de ser também linda é super informativa.

A princípio aquele volume todo de personagens e a quantidade de histórias sendo desenvolvidas ao mesmo tempo até que assusta, mas o ritmo lento em que elas vão sendo contadas e seus personagens introduzidos é algo que acaba facilitando a compreensão, mesmo com a minha mente falha não conseguindo lembrar  nem 10 % dos nomes dos personagens depois desse final de temporada por exemplo, rs. Digo isso porque a série tem tantos núcleos, tantos personagens, tantas histórias, que eu até agora eu não decorei nada mesmo. Até o momento também não ficou muito claro quem realmente importa, a quem devemos nos apegar, mas talvez a grande verdade seja que Game Of Thrones não é uma série de um protagonista certo e tudo pode acontecer a qualquer momento dentro daquele jogo de poder. Ainda mais depois desse final corajoso que nos entregou a cabeça do “protagonista” da série no penúltimo ep da sua primeira temporada. Howcoolisthat?

Sinceramente, quando assisti ao tal episódio eu até achei que alguma coisa aconteceria para tentar evitar aquela execução. Mas assistindo ao penúltimo episódio novamente,  fica bem claro que sim, aquele seria o adeus ao até então protagonista. E isso não é sensacional? Desse jeito, qualquer um pode ser protagonista da série, um cargo de alta rotatividade quem sabe? Howcoolisthat? Como são inúmeras as “casas” de Game Of Thrones, acho uma excelente idéia que o elenco vá se renovando a medida que a história for avançando. Algo corajoso e que pode ser bem promissor. Cool!

É claro que todo mundo esperava por um reinado honesto e justo de Ned Stark, mas ver a sua cabeça fincada em uma estaca nos corredores do palácio foi muito mais legal, vai?

E essa execução acabou levando a história para uma caminho muito mais interessante, dramático e certamente essa sede de vingança da família Stark ainda vai nos render bons momentos para a próxima temporada, hein? Ansioso mil!

Depois da humilhação da filha ruiva pelo novo mini rei evil (que é sensacional!) eu acabei aceitando melhor a sua personagem, que eu já havia declarado aqui no Guilt achar insuportável. Mas fiquei rezando para que ela não se vingasse do futuro marido naquele momento, atirando o mini rei evil daquela ponte, o que seria um total desperdício para a série, porque aquele moleque no poder, tomado pelo demônio e do alto da sua arrogância loira e exótica (acho ele muito feio, sorry!) é algo muito, mas muito sensacional!

Como eu já disse anteriormente, o núcleo jovem da série é excelente e não fica devendo em nada para o núcleo adulto, que também é muito bom. E entre as crianças esta a adorável Arya, que é a minha preferida entre eles e que agora terá que fingir ser menino para tentar sobreviver enquanto estiver longe da sua família. Embora tenha achado aquela sua peruca cortada na lâmina da espada um tanto quanto preguiça, continuo torcendo por ela. Go girl!

E não sei se vcs repararam, mas aquele cara que a ajudou no momento bullying com o gordinho folgado (logo o gordo?) e que já apareceu em um outro episódio também, é ninguém menos do que o adorável Chris da primeira geração de Skins. Howcoolisthat?

Até agora foi tudo muito didático, lento e os personagens foram sendo introduzidos sem pressa, propositalmente e talvez até para criar grandes expectativas em torno de todas as resoluções da trama (e talvez também para conter os gastos de uma aposta ainda incerta). Mas tudo isso de uma forma até que leve, o que acaba fazendo com que os mais de 50 minutos por episódio da série acabe passando sem vc perceber, de tão deliciosa que Game Of Thrones é.

Desde o começo, o Tyrion se tornou o meu personagem preferido, com toda a sua inteligência, seu humor ácido e toda a sua grandiosidade (rs). E encerrar a temporada com o título de “Mão do Rei” só vai fazer com que ele mostre ainda mais a sua grande capacidade como líder e talvez seja dele (merecidamente durante toda essa Season 1) o posto de atual protagonista da série.

Gostava do núcleo da Khaleesi  e do Khal Drogo (R.I.P), que acabou se dissolvendo no final (humpf) e também criei uma certa relação de amor & ódio pelo núcleo da rainha bitch e seu irmão gêmeo, que atualmente esta como refém dos Starks e que saiu direto de um dos filmes do Shrek (como ele é a cara do príncipe encantado, não? rs) por mérito deles que são odiosos de tão bons, ou melhor, de tão malvados que são. E também amo o núcleo da família Stark e todos os seu lobinhos de guarda, AMO!

Duas cenas pra mim marcaram esse final de temporada excelente, além da execução é claro (o que foi aquela espada pingando sangue e ainda com fios de cabelo hein? Ew!). Uma delas foi a cena com a ascensão do jovem Robb Stark, que foi emocionante em meio aquela multidão de soldados a seu favor e prontos para iniciar uma grande batalha, algo que devemos ver na próxima temporada, assim como aquela cena maravileeeandra que encerrou o episódio com a “cremação” do Khal Drogo e a Khaleesi em meio as cinzas do seu amado amamentando dragões. Sim, vc não ouviu errado não, eu disse “amamentando dragões”, howcoolisthat?

E só por esse final de temporada, que trouxe uma mulher nua e amamentando dragões vc já pode tirar as suas conclusões sobre a qualidade da série. Uma cena que tinha tudo para ser no mínimo exótica, foi de uma plasticidade impressionante, cinematográfica até. Assim como tudo em Game Of Thrones tem sido até agora, com cenários e figurinos perfeitos e belíssimos de serem vistos. Uma direção de arte realmente impressionante, épica. Clap Clap Clap!

Com o sucesso da primeira temporada, a sua renovação logo de cara e pencas que a série deve render para o canal, já podemos esperar por uma Season 2 ainda mais grandiosa e rica, com efeitos visuais ainda mais caprichados. E a boa notícia é que a Season 2 já começa a ser gravada no próximo mês, tsá?

A temporada foi curta, com apenas 10 excelentes episódios, lenta, mas que caminhou para um final sensacional, abrindo novos caminhos para uma segunda temporada que promete grandes conflitos.

E agora só nos resta esperar a chegada do inverno para a Season 2 hein?

Etiquetas: , , , , , , , ,

17 Respostas to “Game of Thrones, uma série literalmente grandiosa”

  1. eliza Says:

    Eu tmbm gostei muito…..embora tenha parado no episodio 7, e nao consigo achar um lugar para assistir….mas enfim, essa serie promete muito…..muito boa msm!!!!!
    Outra coisa, amo o seu blog é muito bom, vejo todo dia.

    • Essy Says:

      Thnks! E volte todo dia hein? rs
      Eu gostei tanto que já estou tendo até crise de abstinência com esse final de temporada, rs
      E parou no 7 pq? Falta de tempo ou não achou os outros eps? Se o caso for não estar achando, avisa que eu posso indicar meios…

  2. Larissa Says:

    O que aconteceu no ep final de The Killing..
    não tô conseguindo assistir!!

    • Essy Says:

      Não acredito que vc não viu ainda?
      Fiquei tão ansioso na segunda, só no F5 para ver se o ep chegava logo…
      Aconteceu de tudo, e nada ao mesmo tempo…
      Achei o final bem surpreendente, mesmo sendo clichê, mas ainda vou escrever a resenha e lá eu conto tudo.
      O único spoiler que eu vou soltar aqui é: descobrimos, mas não descobrimos muito que matou Rosie, e nem o porque, humpf!
      E o pior é que se assassino for mesmo o assassino, parece que não vamos ter mais como questiona-lo, fikdik
      Ten-so!

  3. Thais Says:

    “…ascensão do jovem Joffrey Stark, que foi emocionante em meio aquela multidão de soldados a seu favor…”
    Esse é o Rob Stark. Joffrey é o reizinho demo 😛

    Série incrível, não? Estou viciadaa, tenso é esperar tanto tempo para a season 2. Enquanto isso vou lendo os livros…

    Dizem por aí (IMDb) que a próxima temporada contará com Gerard Butler como Stannis, o mais velho dos 2 irmãos do falecido king Robert Baratheon. Mais um personagem que promete.

    E parabéns pelo blog! Visito todo dia 😉

    • Essy Says:

      Thnks pela correção. Não falei que eu ainda me sinto perdido com os nomes dos personagens? Euri

      Puta série boa mesmo, do tipo que vicia rápido neam?
      E essa Season 2 promete, ainda mais agora que eles receberam um budget maior para os efeitos especiais. Sinto algo melhor ainda por vir…
      Mentira que o Gerard vai entrar para GOT? This is Sparta! Höy!
      Mas eu acho que esse vai ser mesmo o caminho da série, grandes participações como personagens principais durante as temporadas, fikdik
      Como a temporada já começa a ser gravada em Julho, devemos ter essa confirmação da participação do Gerard em breve…
      E vale a pena lembrar que ele esta todo cabeludo neam? Hmm mmm…seria esse um sinal?

      Thnks tmbm pelas visitas diárias!

  4. lelson vitor Says:

    eu adoreeeeei o final, acho uma maldade ter q esperar ate ano que vem pela segunda temporada.

    • Essy Says:

      Muita sacanagem mesmo eles viciarem a gente nesse nível e depois nos abandonar nessa longa espera por mais…
      Ainda mais com uma temporada tão curta, não? Estava esperando pelo menos por 13 eps, humpf!
      Sacanagem!

  5. Vinicius Nicolau Says:

    A primeira vez que eu passei por este post eu estava lá pelo 3° ep. Depois de te xingar e ficar chocado pelo spoiler do baby dragão, eu acabei ficando ainda mais interessado pela série. Algo do tipo: como diabos essa coisa morna (pq o começo é bem parado) vai acabar com essa mina amamentando dragões? huahauaha

    Depois que vi o 8°, 9° e 10° de uma vez eu só, eu corri para cá só pra ler esse post com calma… e elogiar: pô, parabéns pelo post e pelo blog. Adoro os posts sobre séries e, agora que acabou GOT e The Killing, eu já pretendo ver Doctor Who (depois daquele post declaração de amor, não tem como deixar de dar um conferida!)

    • Essy Says:

      Sorry pela parte do spoiler, que normalmente (quase sempre) eu esqueço de avisar, rs
      Realmente GOT começou muito morna e foi quase esfriando. Mas perto do fim foi ficando muito, mas muito excelente. Os dois últimos eps são de longe os meus preferidos. Também, foi onde tudo aconteceu neam?
      E o pior é que por mais morna que a série fosse, a gente ficava grudado na tela sem sentir os mais de 50min do episódio passar. Blame a qualidade de GOT, que é sensacional!
      Muitos personagens, muitas histórias contadas ao mesmo tempo e sem muita informação de cada uma delas. Mas mesmo assim GOT me conquistou e agora ter que aguardar 1 ano para uma próxima temporada vai ser um verdadeira tortura.
      E não é que eles conseguiram transformar o parto de dragões em uma das cenas mais maravileeeandras da tv ultimamente? Clap Clap Clap!

      The Killing dividiu opiniões, mas eu achei o final sensacional e também vou ter que conter a minha ansiedade pela próxima temporada, humpf!

      Thnks pela segunda parte do comment, foufa mil.
      Estou sempre escrevendo sobre as minhas séries preferidas (já deu para perceber que eu sou viciado em séries, não?) e sempre acho que ninguém vai acabar lendo as bobagens todas que eu escrevo (ou que vão acabar desistindo pela metade, rs)
      No caso de Doctor Who, vc conseguiu captar exatamente o sentimento do post, que foi mesmo a minha declaração de amor pelo Doutor.
      Coloque na sua lista porque a série merece e comece pela Season 5 (2010), que eu tenho certeza que vc não vai se arrepender hein?

      E outra vez, obrigado pelas foufurices!

  6. Thaís Says:

    Eu estou apaixonada pela série…não porque demorei tanto pra assistir. E ainda tenho que encarar os livros.
    Adorei esse post…concordo com tudo, parece até que eu escrevi…hehehe!
    Game of Thrones é tudo de bom. Adoro a Khalessi e os Stark.

    • Essy Says:

      GOT é realmente muito boa e eu estou mega ansioso aguardando por essa Season 2 da série.
      Fiquei até feliz que ontem saiu o vídeo dos bastidores da gravação da nova temporada, mas só de imaginar que isso só vai de fato acontecer em Abril de 2012, fiquei ainda mais ansioso e irritado com a demora.
      Mas imagina só o custo e o preço para produzir tudo aquilo? O que de certa forma, até justifica essa enorme espera.
      Mas é isso, só nos resta aguardar para a chegada do inverno, se é que ele vai mesmo chegar neam? rs

  7. The Modern Guilt Awards 2011, a premiação mais aguardada do ano! « The Modern Guilt Says:

    […] digna e que merece ser lembrada porque está realmente muito boa. E esse ano ainda tivemos Game Of Thrones, uma série grandiosa, corajosa e também […]

  8. A lista preguiça dos vencedores do Golden Globes 2012 « The Modern Guilt Says:

    […] Peter Dinklage, Game of Thrones […]

  9. Você quer liderar algum dia? Então aprenda a seguir. « The Modern Guilt Says:

    […] para tanto, não ficou assim tão difícil de seguir. (se vc der umas pausas, voltar, procurar uma review antiga, rs. Tá brincadeira, foi tudo bem didático, […]

  10. A longa caminhada a passos de tartaruga da Season 2 de Game Of Thrones « The Modern Guilt Says:

    […] Of Thones foi uma série que apareceu e logo de cara impressionou pela grandiosidade da sua Season 1. Cenários maravilhosos, um elenco numeroso e uma qualidade plástica que nós não estamos muito […]

  11. A temporada de Game Of Thrones em que continuamos andando mas que finalmente sentimos que saímos do lugar | The Modern Guilt Says:

    […] que provavelmente acabou sendo a melhor temporada de Game Of Thrones até aqui. Gosto muito da Season 1, que contava com a vantagem do fator “novidade” a seu favor, mas que também já havia […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: