O que seria de True Blood nessa temporada se não fosse o bom humor?

A gente ficou ansioso, sedento por sangue até a nova temporada de True Blood começar. Mas estamos a três episódios do final da Season 4, e até agora, ainda não deu para dizer que a temporada esta boa. É, não deu…

Plots perdidos por todos os lados, alguns concluídos prematuramente (como a história do baby evil) e outros que a gente a essa altura nem se importa mais (ou talvez nunca tenha se importado…)

Mas disso falamos depois, assim que a temporada terminar, porque o assunto agora por aqui é o bom humor da série. Que é um dos fatores que ainda nos mantém fiéis a True Blood, além do universo bizarro e toda aquela magia inconstestável. Höy!

E o episódio dessa última semana (1×09 Let’s Get Out Of Here) foi uma prova disso. Várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, plots sendo encerrados, outros começando a ter um final e mesmo assim, os grandes momentos do episódio se encontraram na parte cômica da série.

A começar pelo sarro que eles tiraram do “Monster Box” da Jessica. Euri, rolei na verdade.

Que começou com o combo cd da Taylor Swift + livro de Twilight, que me fez perder um pouco da fé na magia da Jessica. Tudo bem que na série, ela ainda é quase uma adolly, mas a gente sempre espera um pouco mais de fundamento de quem a gente gosta, rs.

Mas a cena da vingança, com ela surgindo com o Jason na traseira do carro em um momento da-que-les, me fez recuperar imediatamente a fé na magia do personagem. Höy! E tudo isso ao som de quem? Taylor Patê Swift. Go Jessica!

Uma vingança deliciosa, não? #TEMCOMONAOAMAR?

E o detalhe foufo do ep, foi o Jason ter rabiscado as palavras de ódio do Hoyt na caixa. Awnnnn, foufo mil.

E um outro momento que me deixou até animado por uma questão de segundos, foi o sonho da Sookie. Finalmente, o threesome que todas esperavam! Quer dizer…

O discurso da Sookie foi ótimo no meio do sonho, exigindo ter o mesmo direito dos homens naquela questão, mas ao mesmo tempo foi superficial e fraco, porque ela não bateu o pé e não insistiu na materialização, mesmo que no sonho, do fetiche de geral.

Se quando a Sookie exigiu ser respeitada no oposto do sonho de quase todos os homens do universo, que é a fantasia de ter duas mulheres ao mesmo tempo, ela deveria ter ido mais à fundo e exigido uma interação. Afinal, os meninos que sonham em ter duas garotas ao mesmo tempo, não querem ser os únicos “trabalhando” naquele momento”, fikdik Snooki. (euri)

E nessa hora, eu senti um certo bundamolismo na série, que poderia ter aproveitado o momento para ir além, afinal, a magia de True Blood é um dos grandes fatores que contribuem para que a gente continue assistindo a série, mesmo com a atual fase de plots meia boca.

Perderam uma ótima oportunidade de ter agradado geral e de quebra ainda ter de fato atingido o propósito da discussão…

E depois, ainda tem que amargar o piada da nova temporada de The Walking Dead, que segundo um dos seus promos, vais fazer True Blood parecer iCarly. Ro-lei!

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: