Quando The Walking Dead começa a discutir continuar ou não com uma gravidez na atual circunstância em que o mundo deles se encontra, eu começo a achar que essa temporada esta mesmo ficando puxada demais…

Sério, eles acharam realmente que caberia uma discussão sobre aborto no episódio dessa semana em The Walking Dead (2×06 Secrets), e pior, levaram isso a sério.

Pra mim, a única pessoa que conseguiu pensar racionalmente no assunto foi a própria mulher grávida, que conseguiu conter os seus hormônios e pensar friamente sobre a sua atual situação em um mundo dominado por zombies.

Eu sei que o assunto é polêmico e sempre divide opiniões e essa não é a questão aqui nesse monento, por isso vamos deixar de lado qualquer tipo de opinião pessoal a favor ou contra o assunto e  vamos nos apegar aos fatos da atual realidade daquelas pessoas:

 

  • O mundo virou um lixão de carne podre e esta completamente tomado por zombies por todos os lados, prontos para atacar vc e quem for da sua família a qualquer momento
  • Uma gestação não é assim tão simples e precisa de cuidados especiais ou mínimos (mesmo sendo encarada de forma oldschool), coisa que eles não encontram facilmente por ali, mesmo morando na casa do veterinário e tendo aparentemente uma farmácia 24 horas disponível logo ali a 236 cavalgadas, rs
  • Uma mulher leva 9 meses para gerar o seu filho e durante todo esse período surgem uma série de problemas com o desconforto do seu corpo mudando por conta da gravidez, inchaço, dores e mais dores e por ai vai (isso contando com uma gravidez fácil de quem teve sorte nessa vida)
  • Além de tempo, uma mulher grávida precisa de repouso, de um período maior para se recuperar e voltar a sua forma antiga, coisa que eles não encontram facilmente na série, tendo que se locomover as pressas de um lado para o outro o tempo todo
  • E tudo isso com o risco de um errante aparecer a qualquer momento na porta da sua barraca (eu disse BARRACA, porque nem casa eles tem…), querendo comer o seu cérebro e caminhando em uma velocidade acelerada como eles estão nessa temporada,  e vc encontrar-se grávida (lenta, emotiva, cansada), algo que seria no mínimo uma grande sacanagem, além de uma tremenda covardia

 

Isso apenas para listar apenas alguns dos motivos básicos e mais óbvios para que essa discussão toda entre o casal sobre seguir ou não com essa gravidez não tivesse nem tomado a proporção que tomou no final das contas.

Sinceramente, eu acho que não coube todo esse mimimi sobre a questão no episódio e o pior de tudo foi a discussão patética do casal sobre ela ter tentando o aborto sem consultar o marido, mesmo tendo se arrependido logo depois, provocando o próprio vômito, mas não sem antes deixar as caixas de remédio todas dando sopa para o flagra.

Nessa hora, se eu fosse a namoradinha com TPM do Glenn, eu diria: Ahhhh sua bitch! Eu quase morro para pegar sua overdose de pílulas do dia seguinte e vc me bota tudo pra fora 5 segundos depois? Agora vai ter que comer do chão ou eu te jogo no celeiro. A escolha é sua…bitch (apontando uma espingarda para a tal bitch).

Ai a gente de quebra ainda ganhou um dos momentos mais aguardados da série: Lori (a mulher grávida) contando para o Rick (o xerife) que andou pegando por todo esse tempo, o seu melhor amigo e parceiro, Shane (que tem se saído muito bem como novo vilão).

E esse plot sim, que tinha TU-DO para causar um drama gigantesco, foi resolvido em menos de um  minuto, com o corno conformado do marido dizendo que já imaginava essa situação, todo compreensivo e quase agradecido pelo amigo e parceiro ter dado “cobertura” para a sua esposa enquanto ele esteve em coma. Ahhh, faça me o favor homem! (#GetSomeBalls)

Juro, eu quase não acreditei nessa cena com uma resolução simples e bocó desse jeito. Eu acho super aceitável que a Lori tenha se envolvido com o Shane, ainda mais porque ela achava que ele estava morto e até ai tudo bem, o cretino da história nesse caso foi mesmo o Shane por não ter contado que não tinha certeza sobre o estado de vida do seu parceiro moribundo. Até aqui Ok, não condeno a Lori.

Mas ai o Rick me faz o maior mimimi porque a mulher não queria seguir adiante com uma gravidez, mesmo ela estando coberta de razão de pensar 10.562 vezes sobre o assunto dada as atuais circunstâncias, e quando ela fala na cara dele que ficou com o seu melhor amigo e parceiro enquanto achava que ele estava morto, o que seria o maior plot da série desde que começou,  para ele esta assim, tudo bem? Dafuck?

Sério, não consegui entender aquela reação conformada e compreensiva demais. Sem contar que eu não sei como anda a questão do tempo na série, mas não me parece que passou muito tempo assim desde que o Rick acordou do coma naquele hospital e pode ficar com a sua mulher. Sendo assim, acho difícil esse filho não ser dele mesmo hein? Não sei não…

Na hora em que ela disse que estava grávida eu logo imaginei: é do Shane. (algo que eu já havia até discutido com a minha roommate, que me deu esse spoiler e disse que  o bebê seria do Rick e eu obviamente desacreditei pela questão do tempo em que o casal se encontra juntos novamente)

Mas o tempo na série parece ser mesmo tratado meio que de forma aleatória, porque até o menino baleado não só já se recuperou e se encontra todo saudável, como esta até aprendendo a atirar.

Aliás, eles estão tranquilos agora de munição e tem um arsenal de reserva em um outro celeiro qualquer daquela fazenda e por isso tudo bem ficar gastando balas com tiros em garrafas? Aff…

Com isso eu concluo que o que interessa mesmo em The Walking Dead são os zombies, e toda e qualquer tentativa de drama que eles vem forçando na série acaba parecendo patético. E isso porque ou pouco a gente se importa com o personagem em questão, ou porque eles não conseguem mesmo resolver a situação direito. Dois problemas que eu considero graves para a continuidade da série, apesar do grande sucesso e da audiência.

Mas não vamos acabar assim com as resoluções de The Walking Dead, porque eu consegui até que entender facilmente os motivos do velho veterinário manter os zombies no celeiro, uma vez que eles são da sua família e essa barra a gente já viu no começo da série com o pai e filho que o Rick deixou para trás, que recebiam a visita constante da mãe zombie. Uma explicação cabível, que envolve algum sentimento, que apesar de ser meio ignorante, é totalmente justificável.

Agora, esse mimimi todo sobre o aborto e o “ok, obrigado querida por não ter ficado sozinha e ter investido logo no meu melhor amigo e parceiro” do Rick, isso eu não consegui entender. Só faltou ele bater no ombro dela e perguntar: Mas o cara é bom mesmo? E ai, quem foi melhor?

Aposto que ele só não perguntou isso porque todo mundo já pode imaginar a resposta. PÁ!

Mas talvez eu não tenha entendido porque eu devo ser  menos moderno e civilizado do que eu penso. Vai saber…

E a minha maior reclamação para esse episódio além de toda essa discussão patética, foi o fato da Andrea continuar viva e de quebra ainda ter se dado bem dentro daquele carro hein? Humpf! (#joguemaandreanoceleiro)

Para finalizar, eu deixo a pergunta que não sai da minha cabeça a respeito da série:

Estaria The Walking Dead sobrevivendo como uma série morta-viva?

Etiquetas: , , , ,

10 Respostas to “Quando The Walking Dead começa a discutir continuar ou não com uma gravidez na atual circunstância em que o mundo deles se encontra, eu começo a achar que essa temporada esta mesmo ficando puxada demais…”

  1. Dani Sá Says:

    Olha essa série é o meu novo Lost…como assim eles gastaram tipo um arsenal de balas ? e a quantidade de armas???to revoltz…o rick foi muito pau mole, no mínimo ,por não dar uns tabefes na lori por ela não fazer o aborto e por tê-lo traído com o melhor amigo…e a andrea agora curtiu se zumbi killer…to odiando ..quero correria e zumbi..custa isso numa série sobre zumbis???ta parecendo novela do manoel carlos….

    • Essy Says:

      Fiquei me fazendo todas essas perguntas e novas ainda foram surgindo depois.
      Detalhe que a Andrea aprendeu a atirar certeiramente em segundos. E eu na torcida para o zombie dar pelo menos um arranhão nela. Mas não foi dessa vez, humpf!
      Agora, eu tmbm estou cansado desse mimimi todo e estou sedento por uma correria de zombie daquelas. More Zombies, menos drama, por favor!

      E pensando bem, sabe qual eu acho que é uma das grandes falhas da série? Quase todas as cenas se passam de dia e um climão noturno seria muito mais tenso. Fikdik produçán!
      Estava pensando nisso um dia desses…

  2. Dani Z Says:

    Suas frases são sempre ótimas, mas voce se superou com a frase: joguemaandreanoceleiro. Barrigadas de tanto rir, obrigada!

    • Essy Says:

      Criei um ódio ENORME dessa personagem, que eu aceitava até uma cena de 37 minutos de zombies a devorando com vigor, rs.
      Depois disso mais 5 minutos de todo mundo chamando o xerife de corno bem, mas beeem manso. Euri

  3. Dani Z Says:

    Outra coisa, eu sei que tu largou de mão HIMYM, mas o epi 11 tá bem legal, com uma participaçãozinha especial de um dos Fab Five.

    • Essy Says:

      Jura? Esses dias me deu saudades e fiquei com uma vontade de pedir para o Paolo Torrento voltar a me trazer a série. Acho que vou pedir esse então, hein?
      Ouvi dizer até que deu uma melhorada, mas naquelas…

  4. Vanessa Tourinho ઇ‍ઉ (@VanTourinho) Says:

    Não acredito que o que eu mais queria ver (a Lori confessando a traição) não teve nada demais! Ah, fala sério!
    Me abstenho de mais comentários, de tanta raiva que fiquei…
    ¬¬

    • Essy Says:

      Pior que foi assim mesmo, uma resolução bocó e totalmente bunda mole, humpf!
      E talvez esse tenha sido o episódio que não me faça mais ter vontade de ver a série logo que o episódio sai…
      Provavelmente a próxima temporada eu só vou assistir depois e com muito sono & preguiça…Zzzz

  5. The Modern Guilt Awards 2011, a premiação mais aguardada do ano! « The Modern Guilt Says:

    […] nada de importante aconteceu, ou personagens acabaram se tornando insignificantes ou pouco importantes e eles ainda insistem em fazer episódios com poucos ou nenhum zombie. […]

  6. Vamos falar de coisa mais ou menos boa, vamos falar da Season 2 de The Walking Dead « The Modern Guilt Says:

    […] decorar os seus nomes (problema que eu sempre associo a uma história com personagens fracos), plot  sobre um aborto levado super a sério, isso em meio a um apocalipse de zombies (Zzzz) e a caça interminável a […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: