Him ♥ Her (Season 2)

Eles continuam com hábitos de higiene nada saudáveis, vivendo agora juntos, em um apartamento praticamente inabitável, deixando restos de comida e roupas sujas por todos os cantos, muitas tralhas, caixas de mudança que aparentemente ainda nem foram tocadas e muita sujeira por todos os cantos. Mas mesmo assim, esses dois conseguiram conquistar os nossos corações e são hoje o casal mais foufo da tv britânica.

Pode até parecer um exagero, mas Becky (Sarah Solemani) e Steve (Russell Tovey) são mesmo um casal muito do especial, tanto que no meio da recém encerrada segunda temporada, eles já ganharam a confirmação de uma Season 3 para 2012. (Yei!)

Isso considerando que Him & Her é  uma comédia bem simples, onde os protagonistas passam o tempo todo dentro de casa e tudo acontece também dentro daquele apartamento super pequeno. O que me faz lembrar dos episódios antigos e de pouco orçamento de Friends por exemplo (em suas devidas proporções é claro), onde os 6 amigos ficavam praticamente o episódio inteiro dentro do apartamento da Mônica e que sempre acabavam sendo os melhores episódios da série.

Durante essa Season 2 ganhamos um pouco mais de intimidade com o dia a dia do casal, já que agora a Becky se mudou de vez para o apartamento de Steve. Mas eles continuam desempregados, preguiçosos e vivendo do seguro desemprego, rs.

Passamos a conhecer um pouco mais também dos coadjuvantes, que tiveram um maior destaque dessa vez, com visitas cada vez mais frequentes ao apartamento do casal a todo momento.

Achei que dessa vez nós iríamos acabar conhecendo o ex da Becky, do qual o Steve morre de ciúmes e que foi um dos plots da Season 1, mas nessa Season 2,  foi a vez da ex dele entrar em ação, uma garota insuportável, daquela que não aceita muito bem o fato de ter perdido o ex namorado e que de quebra, ainda mantém uma amizade com a irmã da Becky, a recém casada  e muitas vezes totalmente insuportável, Laura.

Laura (Kerry Howard) que por sinal, esteve mais sincera do que nunca hein? Muitas vezes eu me pergunto se aquela garota não tem algum tipo de síndrome qualquer, porque todo aquele comportamento dela não me parece normal e todo mundo até que aceita muito bem, sem dar o troco, o que me parece menos normal ainda. O engraçado é que ela consegue deixar todo mundo super desconfortável falando as suas verdades o tempo todo, ou até mesmo quando ela começa a contar alguma vantagem que ninguém por ali está muito interessado em ouvir. Mas gosto mesmo é quando ela trata o Steve feito criança, e o pior de tudo é que ele ainda a obedece. E o que foram aquelas fotos da lua de mel dela e do Paul hein? Euri com ela montada naquela moto.

Pausa: e não tem nada mais chato do que pessoas que fazem questão de mostrar TODAS as fotos de sua viagem, com direito a comentários para cada uma delas. Pior que isso, só se o pesadelo for em formato de vídeo e a pessoa ainda ficar pedindo para voltar a todo momento. Ai eu prefiro a morte, rs.  

E só eu acho que o vizinho Dan (Joe Wilkinson) tem que ficar com a Shelly (Camille Coduri)? Os dois são tão esquisitos, que eu não consigo não pensar neles como um casal do tipo perfeito! E pior é que eu  AMO as roupas completamente inadequadas da Shelly, sempre curtas demais, apertadas demais, decotadas demais, ou tudo isso junto. E eu AMO também o cabelo dela, AMO! E quase não me aguentei quando o Dan apareceu no episódio final, com a cabeça raspada e cheia de curativos. (rs)

Paul (Ricky Champ) também foi outro que esteve mais revoltado do que nunca durante essa temporada, demonstrando ter sérios problemas em controlar toda a sua raiva, se metendo em brigas de rua e levando a pior, é claro. E também foi impagável quando ele pediu para o Steve examinar as suas partes avantajadas, a procura de um caroço ou algo do tipo (rs). E o melhor de tudo foi a descrição depois que o Steve fez para a Becky das partes baixas de seu cunhado. (e a Becky percebeu que ele andou traindo a irmã dela já na lua de mel, hein?)

Nessa temporada, o meu episódio preferido foi aquele com a visita dos pais do casal. De um lado a mãe e o pai da Becky, completamente desconfortáveis com o modo como a filha estava vivendo ultimamente ao lado do namorado e principalmente o se pai , ele que nunca foi assim muito fã do Steve. E do outro lado, a mãe do Steve e o seu namorado do tipo grosseirão, ela muito mais carinhosa do que os pais da Becky diga-se de passagem, protegendo o filho dos insultos do sogro e ainda mantendo um certo orgulho do fato dele estar feliz e se virando sozinho (mesmo sabendo que do meio daquelas tralhas todas podem surgir um racum a qualquer momento, #TENSO), onde também ficou bem evidente o porque que o Steve ainda não cresceu direito até hoje, fikdik.

Sério, eles passaram um bom tempo esperando pelo jantar em família, que aconteceu no quarto do casal (como sempre), para receber um prato de macarrão com nuggets, molho de catchup e refrigerante em lata, pode?

Pode sim e é dessa forma que esses dois escolheram viver juntos e apesar de nos deixar com um certo nojinho em diversos momentos, eles não deixam de ser adoráveis e provam a cada momento que foram mesmo feitos um para o outro.

E isso ficou ainda mais claro na season finale (2×07 The Split, que só pelo título já me deixou tenso…), com a Becky sofrendo de verdade ao saber que o Steve  havia pedido a sua namorada antiga em casamento, algo que ele nunca fez com ela. Um momento dramático que não estamos acostumados ver em Him & Her, mas que acabou se encaixando perfeitamente, mesmo tratando-se de uma comédia.

Mas foufo mesmo foi como ele resolveu toda a situação na mesma hora, quando percebeu que tinha a magoado de verdade, colocando para fora aquela ex namorada pra lá de inconveniente e provando para Becks o porque ainda vale a pena querer dividir o bolo de €2 com ele no final das contas, em um momento de pura foufurice que encerrou essa temporada deliciosa.

Tenho que dizer também que outro episódio que me fez rir muito, a ponto de sentir dor,  foi aquele em que eles receberam a visita do primo do Dan (2×05 The Rollover), um cara super bacana, educado, divertido, mas que deixou de ser tudo isso no exato  momento em que todos eles acabaram descobrindo que ele havia saído recentemente da cadeia por motivos de um crime sexual. #TEMCOMONAOAMAR?

Agora, nada nesse mundo vai superar aquela sequência inicial desse mesmo episódio (2×05) com o Steve de roupão, comendo yogurte e jogando The Sims, tudo isso ao som de “Dakota” do Stereophonics, banda que faz inclusive parte do cenário da série. Praticamente eu mesmo em um dia de preguiça,  na versão “Curtindo a vida adoidado”. Porém, a minha versão é bem mais limpinha e isso eu posso garantir, com certeza!

Infelizmente não temos a cena no Youtube ainda, então ficamos como vídeo da faixa, que também é sensacional! (e que foi uma das minhas trilhas preferidas durante o caminho para a minha faculdade antiga por muito tempo no passado)

Procurando por imagens da Season 2 para ilustrar o meu post, acabei achando essa foto super foufa do ator Russel Tovey (que eu AMO!), com o meu outro querideeenho, o Matt Smith (que eu tmbm AMO!), que todo mundo sabe quem é neam? Awnnnn! E o que eu não daria para estar nesse date? Hein? CATAPLOFT!

Mas eu sempre acho uma pena a temporada ter apenas 6 episódios. Tudo bem que dessa vez foram 7, mas eu sempre fico com uma sensação de que eu queria ver muito mais da monotonia do dia a dia do casal mais sujinho e adorável da tv.

E não tem como não terminar de assistir qualquer episódio de Him & Her, se não for cantando alto com a música tema da série:

My heart goes

Boom bang-a-bang, boom bang-a-bang

When you are near

Boom bang-a-bang, boom bang-a-bang

Loud in my ear

Pounding away, pounding away

Won’t you be mine?

Boom bang-a-bang-bang all the time

It’s such a lovely feeling

When I’m in your arms

Don’t go away

I wanna stay my whole life through

Boom bang-a-bang-bang

Close to you

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

13 Respostas to “Him ♥ Her (Season 2)”

  1. Sofia (@inverderume) Says:

    Hihihi. Graças à você descobri Raising Hope, que gosto muito e já estou praticamente atualizada (só me falta assistir o 10). Him & Her é certamente a próxima da fila das férias! X)

    • Essy Says:

      Que delícia hein?
      Eu acho Raising Hope uma das coisas mais foufas da tv atualmente. (e o ep 10 é ótimo, com um mundo sem “Hope”. Dra-ma)
      Him & Her tem um tipo de humor diferente indeed, mas tmbm é sensacional!

      ps: se algum dia eu encontrar algum grupo de apoio para pessoas viciadas em séries assim como eu, eu juro que eu divulgo tsá? Só para fazer uma mea culpa, rs

  2. Gui Borsatto Says:

    melhor season finale ever!

  3. Douglas Says:

    Não conhecia a série, mas fiquei muito curioso para assisti-la agora. Tomara que entre para a lista das minhas séries britânicas “queridinhas”.
    O Tovey participou de Doctor Who, o que já é meio caminho para gostar dele. Na época do décimo Doc (o meu preferido, não tem jeito), ele ajudou o Tennant a realizar seu sonho de falar sua célebre frase “Allons-y, Alonso!” para alguém com esse nome. Ainda no final da quarta temporada, apareceu flertando com o Capitão Jack Harkness num bar espacial. Adorável!

    • Essy Says:

      É bem boa, tem aquele humor bem britânico, que se vc gosta de Doctor Who (como eu deu para perceber) e séries inglesas, certamente vc vai gostar.
      E vc sabe que eu estou para fazer uma maratona de Doctor Who antigo, que eu vou começar em 2012, sem falta. Pelo menos 1 por dia.(meio que estacionei na Season 1, mas já tenho tudo aqui e agora só me falta mesmo deixar a preguiça de lado)

      Mas sou Team 11th Doctor. AMO o Matt Smith. (e vi pouca coisa do Tennant, sós uns eps soltos até agora, então)
      E estou quase pulando tudo só para ver essa cena do Tovey com o Capitão Jack Harkness, hein?
      Aliás, vou fazer até um desabafo.Por aqui vende o DVD de Torchwood e nada de Doctor Who. Vai entender?

      • Douglas Says:

        Deliciosa a sua idéia de fazer uma maratona do Doc. Eu mesmo comecei a assistí-lo assim. Assisti a um episódio, me apaixonei pelo universo do personagem, e comecei a devorara as temporadas antigas.
        DÚVIDA: Quando você fala em Doctor Who antigo refere-se à série clássica de 65? Mantenha-nos atualizado sobre as suas impressões durante a maratona. É muito bom poder conversar e trocar idéias com alguém que realmente goste da série (coisa que me faz muita falta!). Nas minhas viagens imaginárias na Tardis, nunca tive um companion… rsrs.

      • Essy Says:

        Na verdade eu já deveria ter começado até, rs. E a ideia é fazer um post sobre cada uma delas, vamos ver se eu consigo…(pretendo assistir tudo antes da premiere da Season 7)
        Comecei a assistir Doctor Who quando já havia sido lançada a Season 6, mas comecei mesmo da Season 5, até chegar a acompanhar a série. Me apaixonei logo de cara.

        Escrevi sobre essas duas temporada, aqui ó:

        https://themodernguilt.wordpress.com/2011/07/01/o-melhor-doutor-de-todos-os-tempos-doctor-who/
        https://themodernguilt.wordpress.com/2011/10/03/e-a-pergunta-que-nunca-deve-ser-respondida-e-doctor-who/

        Mas quando eu falo de Doctor Who antigo, eu quero dizer dessa nova safra mesmo, de 2005 pra cá. Ainda não fui tão a fundo nos eps antigos antigos mesmo, rs. Mas já vi alguma coisa no Youtube tmbm, vale? rs

        Tmbm me sinto sozinho na minha TARDIS assistindo Doctor Who,(embora já tenha viciado algumas pessoas), então por isso, já aceitei o seu convite para ser seu companion, rs (estou esperando esse convite faz tempo, até já fiz eu mesmo uma rachadura na minha parede, rs)
        Geronimo!

  4. Jubs Says:

    O.M.G! Eu não sabia que tinha season 2. Por isso parei de ler o post para evitar spoiler hehe E vou ali correndo baixar e ver assim que terminar de ver Glee. Obrigada por isso😉

  5. Him & Her Season 3, o trailer « The Modern Guilt Says:

    […] casal mais sujinho do mundo indeed (Season 1, Season 2) está de volta para a sua Season 3, dessa vez um pouco mais limpos do que o normal e porque não […]

  6. Him ♥ Her (Season 3) | The Modern Guilt Says:

    […] que para quem não se lembra, foi exatamente o motivo do quase término do casal durante a Season 2, quando ela descobriu que ele havia pedido a ex namorada em casamento, algo que até então ele […]

  7. A temporada em que a série mais vagabunda e adorável de todos os tempos finalmente resolveu sair de casa | The Modern Guilt Says:

    […] nossos outros posts sobre Him & Her: Season 1, Season 2, Season […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: