Franky + Mini

Franky

Mais dois episódios excelentes em Skins, Franky + Mini

Franky (6×04) totalmente perdida, se achando culpada pela morte da amiga (o que de certa forma não deixa de ser “verdade”) e tentando se destruir do jeito que ela pode, nem que seja desenhando bonecos suicidas em seu moleskine.

No melhor estilo “Laranja Mecânica”, o seu episódio nessa segunda temporada foi um dos mais intensos da série e talvez tenha sido o mais violento de todos. A admiração pelo namorado chave de cadeia (e ele sim, culpado pelo acidente que levou à morte da Grace), onde nele ela enxergava a frieza que imaginava ser necessária para enfrentar aquele momento da sua vida, foi algo sensacional, sendo também o que acabou a levando para esse caminho de dor, que era exatamente o que ela precisava sentir naquele momento.

Brigas de rua com tacos de baseball, muito sangue e sexo para tentar não se importar com o que estava de fato acontecendo na sua vida. O problema é que Franky não consegue não se importar com o que está acontecendo com ela e com a ajuda de um dos seus pais, para a sua sorte, ela conseguiu voltar a ser a menina que sempre foi: perdida (no sentido literal, de não saber exatamente quem é ou o que quer da vida), porém um pouco mais consciente das coisas, rs.

Tudo bem que nós ainda não sabemos o que levou Franky à aquela comportamento totalmente bitch da volta da viagem com o Matty no começo da temporada, que em nada combinava com o seu comportamento de antes, mas talvez ela só estivesse mesmo entediada com a sua vida  monótona como namorada de alguém. Pertencer não é fácil para ninguém, mas parece que agora pelo menos, Franky voltou ao seu estado normal.

Só nos resta agora saber se o seu atual boy magia negra vai se contentar com o final dessa relação…

 

Mini

Na sequência tivemos Mini (6×05), a menina que não aprendeu a amar, logo, o amor próprio também não é o seu forte.

Acumulando testes de gravidez na gaveta, Mini se encontra perdida (como todos eles sempre estão na série), sem saber muito bem o que fazer com a sua nova realidade. Mesmo tendo o apoio de Alo, que mesmo sem saber da sua condição, apresenta-se ser apaixonado pela garota. Pena ela morrer de vergonha dele.

Com o seu atual comportamento sendo justificado como reflexo do comportamento dos seus pais atualmente e também no passado, pela primeira vez em Skins estamos ganhando papéis adultos que não são de pessoas completamente alienadas, isso a começar pelo pai da Franky no episódio anterior, que teve uma participação bem especial e importante para a história da personagem.

Tudo bem que aquele pai de Mini nesse caso, não foi assim um grande exemplo de nada, mas o seu comportamento pelo menos foi o que se espera de um adulto. Nesse caso, um adulto totalmente cretino.

Ele que em um momento recebeu a filha muito bem como hóspede, tentando ajustar a sua vida à vida da garota, pelo menos por um tempo, logo se arrependeu ao perceber que de hóspede ela viria a dividir sua vida com ele e como um grande covarde, ele simplesmente sumiu, deixando bem claro com o seu cheque e um bilhete, que aquele era o máximo de interesse que ele teria na vida da sua filha, agora grávida.

O final foi excepcional, com a trilha perfeita para o momento em que Mini encara pela primeira vez o resultado das suas atitudes impensadas até aqui, entendendo exatamente o que a sua mãe à disse durante o episódio, referindo-se a quando ela passou por uma situação semelhante. Um final bem bacana para um problema tão real.

Bacana também que nunca as consequências estiveram tão presentes no universo de Skins como durante essa Season 6,  o que de certa forma tem trazido toda uma nova perspectiva para a série dos adolescentes mais inconsequentes e adoráveis da tv. Well done!

ps: e o figurino da Mini continua sensacional! Um dos brincos que ela usou durante o episódio, era algo inacreditável de tão maravileeeandro! Adoraria que os adollys  preguiça de hoje se inspirassem…

Etiquetas: , , ,

2 Respostas to “Franky + Mini”

  1. ligya Says:

    Essa temporada de skins ta me deixando cada vez mais apaixonada pela série, ñ é o que senti vendo a primeira geração, mas é tão bom quanto.O episodio da Franky me assustou um pouco pela mudança dela que é praticamente outra personagem, porém fiquei vidrada no ep, adorando o sangue/sexo/pacadaria e até o Luke.Os atores que fazem Franky e Luke são otimos.

    O da Mini já foi mais calmo e penoso, mini me cativou nesse ep, ela parece tão tola, mas tem problemas sérios que eu ñ gostaria de ter, como um pai que ñ sabe seu nome,realmente ninguém merece. Alo dizendo verdades na cara dela, tb gostei e o final realmente foi lindo, ela dizendo com um ar meio de adolescente besta que era só a porra de um baby e depois olhando, chorando, pra mim nessa hora ela já tava diferente.A garota que faz a Mini é linda.

  2. Everyone – a despedida da terceira e última geração de Skins « The Modern Guilt Says:

    […] não adianta, chegou mesmo o momento de nos despedirmos de Franky, Matty, Mini, Alo, Liv, Alex, Rich, Grace e Nick, os jovens ingleses da vez que nos fizeram […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: