Foster The People, Höy!

05 de Abril, fim de tarde tranquilo, véspera de feriado. Nada demais acontecendo, preguiça, Zzzz…até que, surge um convite de última hora em formato de janela do MSN piscando em laranja, trazendo a seguinte pergunta: “vamos ao show do Foster The People?”

1 hora, foi exatamente esse o tempo que eu tive para me arrumar depois de ter aceito o convite (Thnks C.) e partir para o show de uma das bandas que eu mais estava a fim de ver (das que eu não tinha visto ainda), que iria tocar no Lollapalooza do finde, (festival que ficou sem a minha presença, rs) mas  que antes faria um show extra no Cine Joia, aqui em São Paulo naquela noite.

Cine Joia que eu já queria ter conhecido faz tempo, mas que fiz o meu début naquela noite. Casa pequena, com um passado sensacional, perfeita para shows de bandas fundamento ainda não tão conhecidas do grande público, com projeções sensacionais, quase mágicas, além de uma decoração maravileeeandra, com vários detalhes no formato de diamante, inclusive o palco e a pista. #TEMCOMONAOAMAR? (que casa linda, hein Facundo? Mais uma…Clap Clap Clap!)

Não conseguia pensar em um lugar mais perfeito para o meu encontro com o Foster The People, além de me pegar imaginando uma série de outras bandas que eu adoraria ver tocando naquele diamante, como o The Kills, a Lykke Li, o Civil Wars, o Two Door Cinema Club, o The Vaccines (que confirmou e toca lá no próximo dia 18. Yei!), só para dizer alguns nomes da lista de pelo menos umas 50 bandas que eu poderia facilmente listar nesse momento e que eu adoraria ver em um espaço como aquele. Aliás, vale a pena ficar de olho grudado na agenda do Cine Joia, PARA SEMPRE!

Até que com os primeiros acordes de “Houdini” eles entraram no palco. Banda animada, público animado + emocionado + extremamente feliz, um início que já entregava o quanto aquela noite poderia ser perfeita.

E sabe quando vc vai a um show com poucas expectativas, apesar da ansiedade e da vontade de ver uma banda que vc gosta tocando ao vivo, e acaba se surpreendendo completamente?

Então, assim foi o show do Foster The People naquela noite. Imaginei que como o cd é cheio de synths e mil coisas, que a apresentação ao vivo poderia acabar sendo prejudicada de alguma forma, algo que até já observamos com o MGMT se apresentando ao vivo por aqui no passado, por exemplo (repetindo o feito no finde). Mas totalmente ao contrário disso, o Foster The People para a minha total surpresa, conseguiu soar ainda melhor ao vivo, sem ficar devendo em nada para a proposta do seu fundamento, tocando todas as faixas do seu sensacional “Torches”, álbum que eu mais do que já havia super recomendado para todos vcs, queridos leitores antigos do Guilt.

Além da banda ser super competente ao vivo, entregando um show perfeitinho e super animado, os meninos são todos maravileeeandros, sério. Höy! (em especial o Cubbie, o baixista magia! Höy!) Maravileeeandros! E a energia do Mark Foster nos vocais da banda é bem animadora, onde eu me senti até menos estranho dançando na pista, vendo ele fazendo o mesmo no palco, animadíssimo, rs. Mark que inclusive deu um mosh no meio da platéia, na direção que eu estava, mas que para a minha falta de sorte, só me sobraram alguns empurrões dos seguranças afoitos na intenção de salvá-lo de ser devorado pela multidão que o cercava (muitas meninas super animadas e enlouquecidas à beira do palco). Mark que parece ser mesmo adorável, um foufo e eu só conseguia pensar naquele momento que ele deveria ser um dos meus melhores amigos, rs.

Todas as faixas foram sensacionais ao vivo e super especiais, além de muito bem executadas. Até mesmo o encore com a nova “Ruby”, essa mais calma e bem diferente até do que já cansamos de ouvir do “Torches”.

“Call It What You Want”,  ” Pumped Up Kicks”,  “Helena Beat” obviamente que foram sensacionais e animaram todos naquela noite, que provavelmente já estavam até aguardando por esses momentos (eu aguardava muito “Call It What You Want”) mas até as mais calmas também funcionaram muito bem, como a adorável “Miss You” por exemplo, que foi bem emocionante até, com vocais super foufos do próprio Mark Foster. Lindo também estava o coro do público que parecia estar super feliz com a apresentação da banda e que foi até elogiado pelo próprio vocalista por várias vezes, visivelmente impressionado com a energia especial do público de SP naquela noite. Até uma das minhas faixas preferidas do álbum “Torches”, a também calminha “I Would Do Anything For You”, que eu imaginava que só eu amasse (rs), foi acompanhada pela voz daquelas pessoas que certamente ficaram tão impressionadas quanto eu com a qualidade da banda ao vivo, além de toda a animação que eles conseguiram trasmitir no palco.

Sinceramente falando, eu que já tenho alguma experiência em shows das minha bandas preferidas desde algum tempo, sejam eles em festivais, estádios ou casas fechadas, presenciei naquela noite um dos melhores deles e digo isso sem ter a menor dúvida. Além do que, acabou sendo uma experiência nova para mim, com um show em uma casa bem menor, sei lá, com umas 1500 pessoas, vai? Palco baixinho, uma proximidade absurda entre o público e a banda. Cool Cool Cool!

Senti também que naquele momento durante o show do Foster The People, o meu complexo de Seth Cohen acabou sendo até que preenchido muito bem naquela noite, com um show bem parecido com aqueles que aconteciam em The O.C, para quem conseguir se lembrar da série antiga.

Realmente um show sensacional, do começo ao fim, daqueles que vc recomenda para todo mundo sem medo de errar. Não senti calor (apesar do look em camadas, rs), não reclamei do som, apenas dancei, cantei e pulei o tempo todo, animado e super feliz com aquele fim de noite que eu nem estava esperando (…). Dizem que eles repetiram o feito no Lollapalooza, mas dizem também que nós ganhamos uma faixa a mais no Cine Joia naquela quinta-feira mais do que especial, então…Suck it!

Enfim, agora só nos resta torcer para que a gente tenha a chance de ver mais shows sensacionais como esse em uma casa tão bacana como o Cine Joia e que o Foster The People tenha um futuro tão sensacional quanto foi esse seu show excelente naquela noite, que realmente confirmou e foi mesmo uma noite perfeita!

Live Long And Prosper, Foster The Peolple! (♥)

ps: as imagens acima não são minhas, porque eu não tenho muita coordenação para isso no meio da multidão, além de preferir assistir aos shows com os meus próprios olhos e não pelas lentes do meu telefone (bronca para quem fica o tempo todo com os braços levantados no meio da platéia. E olha que eu sou alto, hein?). Mas espero que os seus autores não fiquem bravos ou fiquem ofendidos porque eu apliquei um pouco mais de magia em todas elas. (mesmo assim, sorry!)

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

14 Respostas to “Foster The People, Höy!”

  1. Dani Z Says:

    Mas que bacana. No meu aniversário, voce é que ganhou um presentão! Eu assisti o Foster na TV ontem à noite, e embora animados, não deve ter sido tão bom quanto ver em lugar fechado e mais reservado (não conheço cine Jóia, mas deve ter sido um cinema que fechou e agora é espaço de show). O Friendly Fires por exemplo perdeu bastante na apresentação de ontem, ficou pobrinho ao vivo.
    Divido com voce a insatisfação de ter que desviar de tanta gente com suas máquinas e telefones, Um exagero. Acho bobo que as pessoas prefiram ver suas bandas e ídolos DEPOIS na reprodução do que na hora, ao vivo.É tão melhor tirar a foto mental,olhar com atenção, ouvir e reparar nos detalhes. Mas, parece que o mundo está se tornando mais registro do que vivência real. Anyway, foi um programão hein?

    • Essy Says:

      Uia! Parabéns!

      O Cine Joia já foi mesmo um cinema da colônia japonesa (fica na Liberdade) nos anos 60, depois disso virou cinema pornô (como todos do Centro, humpf), Estacionamento e dizem que até Igreja já foi.
      Um lugar perfeito para shows menores, fundamento. Ainda mais com aquela casa linda e umas projeções sensacionais por todas as paredes, que realente deixam tudo ainda mais especial, como foi o show da banda naquela noite.

      Não vi os videos do Friendly Fires ainda. Só vi alguma coisa do Band Of Horses (que eu me lembrei que era uma das outras bandas que eu gostaria de ter visto), que eu gostei, mas que a platéia parecia morta, muito diferente do Foster The People no Cine Joia.

      E ainda bem que eu não estou sozinho nessa insatisfação, hein? Gente, as pessoas preferem assistir a um show, pelas telas minusculas dos seus gadgets, do que aproveitar o momento ao vivo. Não consigo entender. E ainda atrapalham quem está por perto, sempre. Quando vou a um show, gosto da sensação de estar dividindo o espaço com o artista, de sentir o meu corpo vibrar com o som, de me arrepiar ao reconhecer o primeiro acorde das minhas faixar preferidas e prestar atenção em cada detalhe.

      E o pior de tudo é que eles perdem um tempão tentando filmar o que eles poderiam ter vivenciado ali ao vivo e a lembrança depois é sempre a de um vídeo bem tremido e com um som totalmente meio assim. Humpf!

  2. Vanessa Tourinho ઇ‍ઉ (@VanTourinho) Says:

    Que delícia deve ter sido esse show, Essy!
    Conheci Foster The People escutando “Pumped Up Kicks”, e não demorou muito para que eu fosse atrás de outras músicas da banda.
    Poder escutar “Ruby”, “Helena Beat” e “Houdini” ao vivo deve ter sido incrível!
    Beijos.

    • Essy Says:

      E foi mesmo, uma delícia! E super especial também!
      No final, ganhamos a versão remix de “Pumped Up Kicks”, que foi o momento do mosh mais do que especial do Mark.
      “Ruby” foi linda, nova, calminha, super emocionada. “Houdini” abriu e “Helena Beat” foi épica!
      E todas as faixas foram cantadas por todo mundo que ali estava. Coisa linda!
      Smacks

  3. Não acredito que o Mark Foster e a Georgina Sparks são um casal? « The Modern Guilt Says:

    […] se eu soubesse antes que o Mark tinha uma queda por garotas do […]

  4. What you want, what you need, what’d you come here for? « The Modern Guilt Says:

    […] bacana e até ter uma coreô super animada, foi a música que abriu o inesquecível show da banda aqui em SP, no Cine Joia. […]

  5. amordemel Says:

    Queria tanto ir no show deles :/ Amo tanto FTP !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: