London baby!

Maravileeendro!

Fiquei tão emocionado com a festa de abertura das Olimpíadas da Londra antiga…

Tudo bem que não teve Doctor Who (que eles trocaram pelo Mr Bean e eu tinha certeza que isso aconteceria, ZzZZZ), faltaram meninas e meninos vestidos de Spice na parte musical (mas dizem que elas vem para o encerramento e todas aguardam ansiosamente o momento de tirar o tênis plataforma antigo com 20 cm de altura do fundo do closet para essa performance), mas de resto, foi tudo bem perfeito, não?

Fiquei realmente emocionado a ponto de me arrepiar inteiro com a J.K. Rowling lendo um trecho lindo de Peter Pan (que é o clássico preferido da minha roommate, que está na Londra e disse que iria na abertura, por isso espero que ela tenha conseguido! ♥) e também me emocionei muito na parte musical, quando os Beatles apareceram naquelas projeções durante a parte da “evolução musical” deles, que na sequência ainda teve David Bowie (e o que a gente não daria por uma daquelas cabeças gigantes e ruivas do Bowie?) e Queen, que foi quando eu não consegui conter as lágrimas e me rendi completamente.

Aí tocou Prodigy, que me levou a um tempo antigo, para uma pixxxta mais antiga ainda para a qual eu nem tinha idade, rs. Mas quando eu me senti a dancing queen, young and sweet, only seventeen de novo foi na sequência do Ewan McGregor novinho de tudo, correndo como se não houvesse amanhã ao som de “Born Slippy” do Underworld (que até hoje me dá vontade de sair pulando/rodopiando sem culpa). E ainda tocou “Valerie” (que a gente dança fazendo coreô inspirada nela e para ela, claro), awnnn! Tinha que tocar Amy! (e todos os outros clássicos, claro!). Fora a covardia de colocar a sua própria equipe entrando no estádio ao som de “Heroes”, que pra mim, foi um golpe baixo dos melhores possíveis! (de chorar!)

E teve o bom humor da Rainha, que a gente nem tava esperando que fosse chegar tão bem humorada assim. E teve o Beckham percorrendo o Tamisa de lancha com o cabelo intacto, enquanto sua parceira lutava contra o vento (euri, diva é diva!). E teve a história de um país contada lindamente, com direito a show do Arctic Monkeys tocando até Beatles, vejam só. E depois, para encerrar da melhor forma possível tivemos ele, Sir Paul McCartney!

Realmente, eu não posso dizer outra coisa para essa cerimônia a não ser: Deitou todas Danny Boyle! (mas vamos concordar que com um material riquíssimo desse, a tarefa não seria das mais difíceis)

Espero que a gente tenha aprendido alguma coisa com esses ingleses e que não façamos feio quando chegar a nossa vez. Cultura é cultura e cada um tem a sua, por isso acho que temos que respeitar todas. E mesmo que a nossa não tenha os Beatles, o Bowie, ou a Edina e a Patsy para nos representar carregando a tocha olímpica (dei um pulo nesse momento! AbFab = ♥), espero que a gente encontre bons representantes para a nossa vez. Mas desde já, a minha sugestão é que a nossa cerimônia de abertura comece com a frase “Desculpa qualquer coisa” em vários idiomas… (rs)

London baby!

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Etiquetas: , , , , , , , , ,

2 Respostas to “London baby!”

  1. Cleo Says:

    E vc viu o que nossa presidenta disse?: ” Vamos colocar uma escola de samba e fazer melhor” Ai Jesuis!!!!!! Vontade de Chorar!

    • Essy Says:

      Cher que nos livre dessa vergonha. (mas sabemos que vai ser algo por ai)
      Talvez seja mais fácil agendar as nossas Olimpíadas para a época do Carnaval… (humpf!)

Deixe uma Resposta para Cleo Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: