Seria The Dark Knight Rises o melhor filme do gênero de todos os tempos?

Depois do que eu assisti ontem, não tenho a menor dúvida quanto a resposta para a questão acima. (F**king SIM!)

2h45 minutos de filme, que vc não vai nem sentir passar (eu assistiria até mais 2h45 daquela história). Ou melhor, vai sentir sim e nunca mais vai se esquecer na vida! (sem exageros)

Fiquei tenso, me emocionei demais em diversos momentos e quase enlouqueci com tudo o que a mentre brilhante do Christopher Nolan conseguiu nos apresentar como final para sua belíssima trilogia (que só melhorou com o tempo). E que final!

Sai até meio tonto do cinema, super satisfeito, agradecido até e com vontade de dar uma abraço de 2h45 min no diretor por esse final tão espetacular. (esse sim sem exageros no “espetacular”)

E preciso dizer que um personagem a mais no filme é essa trilha deliciosa (e super presente) do Hans Zimmer, que não poderia ter sido mais perfeita para o longa.

Claro que eu pretendo escrever um post lindo sobre o filme (só não sei se eu vou conseguir deixar ele lindo, mas…), o que vai ser uma tarefa difícil, eu sei, mas há de sair e por isso eu não vou me prolongar muito aqui…

The Dark Essy Rises… (to be continued)

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Etiquetas: , , , , , ,

8 Respostas to “Seria The Dark Knight Rises o melhor filme do gênero de todos os tempos?”

  1. Jaci Carvalho Says:

    Vou ser bem sincera, eu non gosto do Batman, ponto, non o considero um super heroi, porque acho que qualquer um com muito dinheiro poderia ser o Batman, e fui assistir o filme único e exclusivamente para vê a Anne Hathaway, rs e fiquei fascinada pelo filme, sério, que filme lindo! A história, os personagens, tudo perfeito, muito bem encontrado, encaixado, produzido, vale a pena vê e rever!

    • Essy Says:

      Confirmou! Eu gosto dele, mas sempre tive um certa implicância por um motivo certo, que é exatamente o seu cofre de recursos inesgotáveis, que eu sempre achei um recurso preguiça…
      Sempre gostei mais dos vilões do Batman, sempre bem malucos, caricatas, over
      Mas o que #TDKR fez foi exatamente o contrário de tudo isso e talvez por esse motivo, tenha me conquistado para sempre! Que filme sensacional!
      Não é só um excelente filme do gênero e sim um grande filme, em todos os sentidos.
      Se for ignorado em qualquer premiação, vai ser a mair injustiça desse mundo. Já escrevi minha “declaração de amor” sobre o filme e libero em breve…

  2. Cleo Says:

    Deixa eu correr para assistir antes de seu post ser publicado.

    • Essy Says:

      Então corre porque já estamos em fase de desenvolvimento desse post, rs
      Tap tap tap (barulho de Essy digitando como se não houvesse amanhã mais sombrio)

  3. Vinicius Nicolau Says:

    Eu assisti ontem e sai meio tonto, absorvendo tudo aquilo (ou seria porque não comi nada antes/durante o filme? hauhaa)

    Depois que fiz aquele processo de praticamente rever o filme na minha cabeça: PQP, QUE COISA LINDA ❤

    Bane ❤
    Mulher-Gato ❤ (e o melhor é que não citada como MG o_O)
    Marion Cotillard ❤

    Sobre a trilha: eu baixei assim que saiu (porque eu já sou apaixonado por OSTs tem geral e as dos dois primeiros Batman's ouço até hoje) e o melhor é ir reconhecendo o porque do nome das faixas durante o filme rs

    • Essy Says:

      Confirmou! Comecei o meu post (que eu ainda não publiquei) dizendo que sai meio assim do cinema também, rs
      E quem consegue comer com tanta coisa acontecendo a cada cena? #TENSO

      Fiz o mesmo processo antes de dormir. E quem disse que eu conseguia dormir. Sabe quando vc se sente realizado com um filme? Então…

      Bane + Mulher Gato + Marion + Bale + Gordon Levitt = Höy!
      Aliás, queria ser da turma do Nolan e só faltou a Ellen Page no papel da Juno Temple, rs

      Eu não tinha nem ouvido a trilha antes, mas foi exatamente o que eu fiz quando voltei para casa. Que delícia!
      E realmente, muito bem nomeada, cada uma delas…

      • Cleo Says:

        Pronto, aguardando seu post. E eu sabia que ela era bandida. Sempre desconfio das boazinhas.

      • Essy Says:

        Eu também, mas nesse caso era tanta coisa acontecendo, que eu nem desconfiei e fiz o cego mega surpreso na hora da revelação do plot da megabitch (e achei o papel pequeno…apesar da importância no final)
        Só preciso editar…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: