Romanticality

Semana do #SÓAMOR em The Glee Project, com corações saltando por todos os lados, inclusive pelo convidado da semana, Darren Criss, que é sempre um foufo e nós todos AMAMOS! (mas bem que poderia ter aparecido de casal, hein? Ok, não vou dizer mais nada para não entregar nenhum spoiler…) Isso até depois dos pouco mais de 7 min iniciais do episódio ao som de “More Than Words”. Tenho que dizer que essa foi uma semana fraca em TGP, em todos os sentidos. Não sei exatamente dizer o porque, mas esse foi um dos episódios mais sem graça da temporada, o que de certa forma nos dá uma pista forte sobre quem acabou sendo o eliminado da vez…

E era a hora de testar a dinâmica dos possíveis futuros casais da série, o que também fomenta ainda mais a possível ideia de novamente haver mais de um vencedor ao final da competição, mesmo tendo eles declarado que dessa vez apenas um venceria. E quem acredita aposta na bipolaridade do Ryan Murphy, levante a mão? (todas levantadas)

Ali + Blake foram perfeitos, tanto no homework (que ele acabou ganhando até que merecidamente) e ela que realmente só vem crescendo na competição. Gosto de uma coisa na Ali que é o fato dela tentar mostrar que pode fazer de tudo (parece até que mais para ela do que para qualquer outra pessoa) e conseguir resultados excelentes com esse seu esforço a mais, que é claro que ela precisa fazer devido a sua condição. Juro que as vezes eu consigo esquecer que ela é uma cadeirante, porque aquela menina se mexe com uma habilidade que não é muito comum de ser vista dentro de suas limitações e vem se tornando uma das minhas favoritas nesses últimos eps. Sim, eu estou quase AMANDO a Ali. Me julguem, que eu nem ligo.

Lily + Michael também estiveram ótimos e Lily parece ter despertado do pesadelo da gordinha revoltada que quebra tudo e acordou para a realidade de que aquele único personagem que ela parecia saber fazer até então, não estava agradando os jurados e talvez nunca tenha agradado. Mas isso não significa que  passamos a torcer por ela, nada disso, porque ainda continuamos querendo-a fora da competição a pontapés (ops, o que significa que ela não foi a eliminada da vez). Michael continuou sendo aquele foufo de sempre (o que foi aquele date entre ele e a Lily? = ♥), com um rostinho que a câmera (e todo mundo) adora! Sério, tirando a minha crush por ele (que está ficando cada vez mais forte e evidente, rs), sinto que ele é um dos poucos dentro daquele grupo que sempre me pareceu super a vontade e natural em frente as câmeras, embora sua voz não seja das melhores (nessa hora vale lembrar que um dos protagonistas em Glee é o Cory Monteith, ou seja…) e talvez se a Nikki Megabitch não tivesse agido como agiu com ele no estúdio por diversas vezes, sua confiança poderia estar em um nível melhor e consequentemente sua história seria outra a essa altura do campeonato.

No estúdio ele conseguiu entregar exatamente o que era necessário naquele momento, calando a boca da própria Nikki, que a essa altura nem faz mais questão de esconder que é Team Blake desde o começo (AMO o Ryan se importando zero com a opinião dela, rs). E posso falar? Quando vejo outros competidores fazendo  críticas ao desempenho do garoto, fico profundamente irritado. Tudo bem que ele vem recebendo recomendações a cada episódio, mas a gente não via ninguém fazendo comentários do tipo quando o Tyler se apresentava por exemplo e olha que nesse caso, tudo era muito, mas muito pior e vergonhoso do que qualquer comentário negativo que o Michael tenha recebido durante qualquer um dos episódios dessa temporada. Sinto que o Michael está sofrendo de boymagiafobia e isso não é legal.

Aylin + Shanna formaram  a terceira dupla, essa bem mais fraca do que a demais e talvez nem muito por culpa só delas. Nessa hora, nem achei que elas estavam tão ruins assim e talvez a coreografia da dupla tenha as prejudicado a ponto de colocar as duas entre os três piores da semana, ao lado da terceira vaga que dessa vez ficou com o Blake, que ao lado da Shanna (o que é sempre engraçado de dizer sem o sotaque deles, rs) eram os dois virgens de última chance com o uncle Ryan.

E vcs não acham muita coincidência dois participantes que nunca se apresentaram para Ryan Murphy (Shanna + Blake) estarem estre os três piores da semana justo nesse momento tão perto do final? Senti um cheiro de mutreta no ar, algo como se o Ryan tivesse feito questão de ter o seu primeiro encontro com aqueles que ele ainda não tinha visto mais de perto, para ter certeza se realmente valia a pena mantê-los na competição. E pelo menos isso acabou com a ideia do Robert que era a de mandar os dois meninos entre os piores direto nessa semana para resolver essa questão, já que só restaram os dois dentro da competição e isso mesmo sem o Michael ter feito nada para merecer (achei até o comentário do Darren a respeito dele meio “plantado”, mas talvez esse seja o meu lado fã falando mais alto agora). Coisa feia hein Robert? Só porque vc “perdeu a virgindade” ao som de Extreme, não significa que vc precisa ser tão malvado assim com as pessoas, só para descontar (rs). E a gente aqui achando que ele era uma alma boa… estamos de olho! (continuamos achando na verdade, mas digamos que esse não foi o seu melhor momento)

E vamos lá, sejamos sinceros nessa hora. Cheguei a ficar apavorado novamente com a possibilidade da Aylin sair essa semana depois daquela sua performance quase boa, mas que na verdade foi bem mais ou menos e de pouquíssimas palavras. AMO aquela música (“The First Time Ever I Saw Your Face”), gostei da apresentação dela, mas não achei que foi uma apresentação forte o suficiente caso ela realmente tivesse alguma chance de sair naquele momento. (quase morri com a cara de desespero dela na hora de ter que encarar a lista, ainda mais com aquele “OMG!” cheio de lágrimas – glupt!)

Ao mesmo tempo, tudo que Aylin não conseguiu fazer com as palavras da letra da sua música, ela acabou entregando no seu discurso do que uma garota muçulmana como ela, totalmente fora do estereotipo, representaria para cada uma das outras garotas como ela por aí. Fiquei realmente emocionado com o seu discurso honesto e cheio de coragem naquele momento, que dessa fez, conseguiu entregar exatamente a letra completa, com todas as palavras que ela precisava para convencer o Ryan Murphy (e quem ainda não estivesse convencido a essa altura) a respeito da sua estadia dentro da competição.

Blake fez o mesmo, embora não tenha esquecido a letra. Mas visivelmente nervoso, ele entregou uma apresentação das mais preguiçosas possíveis, mesmo com a Nikki animando a sua torcida, praticamente ensaiando uma coreô enquanto ele quase nos fazia dormir ao som de “Lose My Religion”. Sério, só eu esperei que ela levantasse a blusa e estivesse escrito “BLAKE” de batom naquela barriga enorme de grávida dela?

Por outro lado, Shanna foi quem entregou a melhor apresentação entre os piores dessa semana, sem a menor dúvida. Mas vcs lembram que eu disse que o episódio dessa semana foi bem do sem gracinha? Então, ele estregava exatamente o mood da Shanna, que foi a eliminada da vez por ser quase impossível torcer por ela, de tão sem graça que a participante conseguiu ser durante toda essa Season 2 de TGP. E não um sem graça tipo a Nellie por exemplo. Um sem graça pior, do tipo que as vezes vc até esquece que ela estava na competição e quando surge a dúvida de quem eliminar naquele momento tão difícil, cheio de gente mais bacana e personagens super prontos, lá estava aquela que se saísse não faria muita falta, mesmo sendo bem esforçada e cantando super bem sempre, como ela mesmo fez questão de reforçar antes saber que iria sair. Sabe fantasma de reality show, do tipo que fica rondando quietinho até o final mas não consegue chegar a lugar nenhum? Então…

Só achei que ela poderia ter saído sem ter se sentido injustiçada pelo fato do Michael ter sido salvo e ela não. Michael teve um comentário ruim exatamente enquanto esteve fazendo par com ela, mas ao lado da Lily, ele conseguiu entregar um bom desempenho (vejam, eu disse bom e esse é um claro sinal de que esse não é o Essy fã do garoto falando mais alto agora), ao contrário da Shanna, que em dupla com a Aylin quase sumiu, aparecendo sem destaque na câmera e visivelmente fora de sintonia para aquele momento e por esse motivo, acabou deixando a competição e talvez a gente tenha a maior dificuldade de lembrar que ela sequer participou de TGP um dia. Sorry, mas é verdade. (sem contar que a câmera não era a sua melhor amiga…)

E isso foi o que vc perdeu nessa semana bem da sem gracinha em T-H-E-G-L-E-E-P-R-O-J-E-C-T, que ao contrário do que eu declarei no meu post anterior, não irá terminar no próximo episódio (blame IMDB) e sim no 2×11. Yei! Ansiosos?

ps: atualmente minha torcida é Aylin + Michael + Ali. (Beija Blake. #FORALILY!)

ps2: desista dessa franja, Shanna! E diga nunca mais para esse toldo pavoroso! Porque Shanna com franja não dá! (depois me liga para dizer se a sua vida não melhorou em todos os sentidos after esse toque… rs)

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Etiquetas: , , , , , , , , ,

7 Respostas to “Romanticality”

  1. Natália Says:

    A única coisa boa desse episódio foi o Darren que pra mim é dono de uma magia e simpatia inexplicáveis porq foi chato meeeesmo, quase dormi, queria que ele terminasse logo pra ver o que iria acontecer no próximo.
    Amei a saída da Shanna, apesar de achar que ela sempre fez tudo direitinho ela nunca teve graça, que personagem ela seria em Glee?
    Eu vou confessar que eu aprendi a gostar do Blake assim como da Ali, acho os dois super talentosos talvez o que falte neles é esse apelo com o público que a Aylin e o Michel tem mais acho que eles também dariam conta do recado direitinho, chegou o momento que eu só estou torcendo contra a Lily que não me engana com essa semana toda fofa dela.
    Continuo apostando na final com Aylin, Lily, Michel e Blake!

    • Essy Says:

      Realmente, bastou o Darren entrar a cabeça para eu deitar a cabeça do lado, dizendo “Awnnn”. Foufo mil! (e super simpático mesmo)
      Esse ep foi sofrido mesmo, por isso achei que ele teve o mood perfeito para a eliminada, totalmente sem gracinha…
      Com o tempo, eu passei a gostar mais do Blake tmbm, que apesar de parecer ser “o grandão/bonitão/atlético” da turma, acabou nos revelando um lado super foufo tmbm. Mas não me aguento com o Michael! (♥) desde o começo e por isso torço mais para ele. (e a Ali tmbm já entrou para o meu coração)

      Agora a nossa torcida deve se focar inteiramente para o lado da Lily Megabitch mesmo. Com ela saindo, tudo ficaria perfeito para uma final!
      Sinto que pelo menos dois vão ganhar dessa vez, mesmo com eles dizendo o contrário até nos posters de divulgação da série….

  2. Jubs Says:

    Darren Criss (♥)
    Também achei super fraca essa semana, hem. Também, depois da semana passada parece que resolveram pegar leve, só que ficou leve demais a ponto de ficar sem graça.
    Tudo que você disse sobre a Ali eu concordo plenamente, então: me julguem também, que eu não ligo. Eu no inicio não gostava muito do Blake, sentia aquela coisa de “menino bonitão que todas querem” e eu não gosto de caras assim, mas com o tempo fui gostando dele e gostaria de ter o visto fazendo um casal com a Nellie.
    O Michael me conquistou de vez essa semana. Sim, sempre o achei um fofo e lindo (o mais bonito dos meninos), mas eu fui gostado tanto da coisa Blake + Michael que meio que coloquei os dois juntos no meu coração, mas, nesse episódio o Michael me fez sentir inveja da Lily, eu queria estar no lugar dela, então… rs. E adorei o “cala boca” que ele deu na Nikki.
    Também achei a apresentação do Blake e da Aylin bem meio assim, e eles só não saíram por ter uma “personagem pronta”, coisa que a Shanna não tem. Sim, ela foi a melhor dos três piores mesmo errando a letra. E sim, ela NECESSITA desistir daquela franja, não funciona nem um pouco nela.
    Estamos na mesma torcida por Aylin + Michael + Ali + Blake e #FORALILY . Já podemos colocar essa hashtag nos TT’s?

    E para nossa alegria…

    • Essy Says:

      Semaninha chatinha neam? Deu vontade de dormir…ZzZZZ

      Darren é #SÓAMOR, sempre. E só eu tenho achado os convidados muito mais bonitos como convidados em TGP do que na vida real? Darren foi mais um deles. Höy!

      Talvez tenha sido isso mesmo, resolveram dar um descanso para eles depois da tortura do ep anterior. Mas que o clima meio assim foi perfeito para a saída de Shanna, isso foi.
      A essa altura, já não tem mais como amar a Ali. Sério. Ela está ótima e cada vez melhor. Por isso, nos julguem! (rs)

      Blake ainda continua na minha lista negra. Não consigo não gostar dele e nem consigo gostar. Para mim ele é a Shanna versão menino, só que mais bonito. E mesmo assim eu não vejo graça e acho que ele seria a escolha mais óbvia ever!
      Michael estava ótimo nesse e por esse motivo eu não entendi o recalque da Shanna, que poderia ter saído com mais dignidade do que aquele mimimi que ela fez no final. E a Nikki persegue ou não persegue o Michael, hein?
      E pra mim, nada foi mais sensacional nesse ep do que a decepção da Nikki com o Blake. AMEI & GARGALHEI

      Aylin está parecendo cansada. Continuo amando ela, mas acho que alguém tem que puxar ela de cantinho, dar três tapas na cara dela e dizer: “Minha feelha, vc está praticamente na final e com muita vantagem. Acorda!”.
      Mas o meu amor todo continua sendo dela nesse edição. (♥)

      Lily = ZzZZZ. Nunca tive tanta preguiça de uma participante. De que adianta ser uma ótima cantora, uma boa atriz, se vc não é uma boa pessoa? Aposto que vai perder e ainda vai sair reclamando que sofreu gordofobia. Tem preguiça maior? ZzZZZ
      Agora prepare o seu ♥ para o ep dessa semana, que está sensacional! Chegou a hora da eliminação e eu congelei, primeiro com as possibilidades, depois com o resultado. Sério. (#TENSO)

      ps: imagem linda dos dois. Höy!

  3. marjoriematsue Says:

    É, a Shanna já foi tarde… e ainda por cima saiu com a imagem queimada pra mim, pq demonstrou um certo nível de megabitchness irritante(e não o suficiente pra temperar a vida da tipa). Uma beija pra ela!

    • Essy Says:

      Shanna poderia ter saído com mais dignidade ou ter colocado esse seu lado de megabitch para fora mais cedo, para quem sabe assim ela ter tido alguma função nesse edição neam? Porque o que ela foi mesmo foi um fantasma…BOO!

  4. Glee-ality « The Modern Guilt Says:

    […] Dance-ability, Vulnerability, Sexuality, Adaptability, Fearlessness, Theatricality, Tenacity, Romanticality e Actability, dez etapas que nos trouxeram aquela sensação que a gente AMA sentir enquanto […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


<span>%d</span> bloggers like this: