Ben and Kate and Boring

Confirmou! Criar crianças está na moda no mundo das séries.

Não vou mentir e já começo esse post dizendo que fui assistir Ben And Kate sem ter a menor expectativa, apenas porque me sobrou 20 minutos na semana passada e era o que estava disponível naquele momento. Nesse caso, não havia visto um trailer, um promo ou qualquer coisa sobre a série,  mas apesar disso, só pela sinopse, já dava para ter bem uma ideia clara do que estava por vir. E não deu outra.

Dois irmãos, um homem e a outra mulher, ambos tetando criar uma filha, a filha dela,  mas o irmão, o homem da história, por muitas vezes parece ser mais infantil do que a própria criança da série. Até aqui temos uma proposta OK, apesar da sensação de que comédias envolvendo pequenas crianças só podem mesmo estar em alta, não? Seriam as crianças o futuro da TV? (AMO um discurso cafona, rs)

Mas a série não chega a ser boa e nem chega a empolgar e o elenco me pareceu todo meio equivocado. Tirando a criança, que me pareceu ser ótima no piloto, apesar de ser mais uma criança brincando de adulto na TV, temos uma mulher (Kate) visivelmente linda e um tanto quanto desajeitada demais para tamanha magia, do tipo que é difícil de convencer que já sofreu qualquer tipo de drama na vida por conta de suas esquisitices, ainda mais tendo aquela cara linda, capaz de desviar as atenções de qualquer pochete cafona que ela venha a usar. E ele, Ben, que é um tanto quanto… como é que eu posso dizer delicadamente… feio, para convencer com o galã da série. (é, eu disse, lidem com isso)

Tá, mas isso não é o suficiente para julgar uma série e não podemos ser tão superficiais assim então, tenho que dizer que Ben é extremamente over (e isso ele é mesmo, não tem como negar), em todos os seus momentos do piloto e uma característica (…) do ator chama mais atenção do que qualquer outra coisa na série, mas eu não vou dizer o que é porque não quero ser essa pessoa que pode estar traumatizando um ator nesse nível, rs. Mas o detalhe está lá, para quem quiser ver… seria ele inglês? (ok, isso pode soar como um preconceito, rs)

Nesse caso, a série me pareceu mais uma grande bobagem, onde não me parece que eles mereçam 20 minutos da nossa semana e se for para assistir séries com crianças foufas, temos ótimas opções na TV hoje em dia, como Modern Family (onde além de tudo, elas também são bem talentosas) e Raising Hope, que tem as gêmeas (a boa e a má fingindo ser apenas uma, rs) mais foufas desse mundo. Portanto não vejo porque continuar com Ben, Kate ou Boring.

Sorry Ben And Kate, mas dessa irmandade estamos fora!

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: