The Voice Season 4, Live Top 10

The Voice 4x19x20

Mais uma semana de apresentações ao vivo no The Voice e mais uma semana onde dois candidatos de qualquer um dos times fazem suas malas e seguem o rumo da porta da derrota. É, a competição já se aproxima do final e essa semana foi a vez do Top 10 apostar tudo em suas performances, tentando desesperadamente a permanência no programa.

Os destaques dessa semana que deveriam ter ficado por conta das apresentações de Shakira e UÓsher ao lado de seus respectivos times, acabou sendo prejudicado pelos acontecimentos em Oklahoma com a passagem daquele tornado pavoroso e por esse motivo, de forma bastante respeitosa até, tivemos apresentações bem mais contidas no segundo programa da semana, que estava em um clima mais triste devido a tudo o que aconteceu no dia anterior. De qualquer forma, ganhamos uma apresentação linda do casal Blake e Miranda Lambert, interpretando aquela música que a gente sabe o quanto significa para o Blake (uma música especial que ele fez para o irmão que morreu anos atrás) e que foi cantada praticamente inteira pela Miranda, com o marido visivelmente emocionado ao lado, acompanhando apenas no violão aquela homenagem simples à cidade de Oklahoma.

Mas tirando a parte triste da semana, novamente tivemos algumas boas performances durante esses dois novos episódios e mais uma vez, nossas apostas de que essa talvez se torne muito em breve uma temporada apenas feminina do The Voice só tem se confirmado, tanto pelo resultado quanto pela força do programa, que dessa vez está praticamente acumulada apenas no lado feminino. Além disso, tivemos também a volta dos co-coaches da temporada que passaram bem batido exceto pelo Cee Lo, que nós AMAMOS rever mais uma vez, claro.

tumblr_mn7n5mNVgo1rp44uwo1_500

O #TeamAdam, ainda com as mesmas três candidatas da semana passada, vem se confirmando como o (meu) preferido da temporada, com as vozes femininas mais sensacionais dessa Season 4 do The Voice. Exceto por uma delas, que ainda figura no #TeamShakira, mas que já foi do Adam no passado (seu maior arrependimento, certamente). Novamente as três fizeram excelentes performances, sólidas, fortes e vibrantes. Sarah Simmons resolveu colocar seu lado rocker para fora e veio bem mais sexy do que “fada” essa semana, com uma potencia assustadora e digna da sua permanência no programa. Judith Hill fez algo que ela estava relutando para fazer, que seria uma “homenagem” ao MJ, devido ao seu histórico com o rei do pop e todos os acontecimentos que todos nós já sabemos bem a essa altura. Mas o Adam é inteligente e escolheu a música certa para que Judith fizesse sua homenagem, sem soar como qualquer outra coisa a não ser algo bem bacana. Outra que vem surpreendendo é a Amber Carrington, que não fica para trás no seu time e corresponde a todas as expectativas, mesmo com um repertório mais preguiça e sua alma country rejeitada pelo Blake (nesse que talvez seja o grande arrependimento do Blake nessa temporada, que não chegou nem a cogitar escolher a candidata…). E nessa semana, tivemos uma repetição do que aconteceu na semana passada, com o #TeamAdam permanecendo intacto novamente, continuando com suas três grandes potências.

No #TeamBlake a coisa também continua bem boa, apesar do repertório e das nossas reclamações de sempre de um universo country que eles não conseguem fugir nunca. Estou gostando que desde a semana passada, os The Swons Brothers passaram a se arriscar mais, onde ambos da dupla tem ganhado seu espaço durante as apresentações e isso vocalmente falando. Holly Tucker veio gospel essa semana, deixando transparecer um lado dela que a gente ainda não conhecia, mas já imagina como o cenário perfeito para ela, por todos os motivos desse mundo. Sem contar a coincidência dela cantar uma música com aquela mensagem naquele momento. #MEDO. Agora, é fato que desde cedo na competição, Blake só tem olhos para a sua pequena Danielle Bradbery, que como ele mesmo disse, é o seu Justin Bieber e ou a sua aposentadoria do mundo da música. Ela que mais uma vez foi ótima, mas ainda assim não foi a melhor e quando comparada com as demais candidatas mais experientes dessa Season 4, fica visível e notável que ela ainda tem muito a aprender. Mas eu não duvido nada que a nova princesa Disney acabe saindo a vencedora dessa temporada e se isso de fato acontecer, Blake já pode mesmo considerar uma aposentadoria e viver dos lucros que essa menina provavelmente ainda vai lhe render. Repetindo o feito da semana passada e do #TeamAdam, Blake também permaneceu com o mesmo time, com seus três competidores ainda em jogo para a próxima fase.

62708

E a Shakira, veio ou não veio de Mufasa essa semana no The Voice, hein (#CREDINCRUZ)? #TeamShakira que para essa semana tinha apenas dois competidores ainda, Sasha Allen e Khris Thomas. Sasha que é uma das nossas divas da competição e essa semana veio mais atualizada, pop e com um figurino ótimo, nos entregando uma apresentação bem bacana, sem muitos exageros e com cara de coisa nova boa. Para o Khris, além do talento indiscutível, a falta de carisma acabou finalmente pesando (até que enfim!), apesar da sua performance para essa semana ter sido muito mais solta e até “feliz”. Mas não foi o suficiente e assim ele acabou saindo da competição, deixando Shaks apenas na companhia de Sasha, com quem a gente espera que pelo menos ela chegue até a final. E sim, o UÓsher foi péssimo com ela de novo, mas essa semana ele não esteve sozinho, apesar do Adam, que também acabou entrando na briga, não ter feito a maldita com o megabitch da vez.

No #TeamUósher, tivemos uma semana bem difícil. Digo isso porque aproveitando o talento do Josiah Hawley, UÓsher andou pegando pesado na escolha de repertório do ex modelo construtor (sim ele nos revelou esse plot do seu passado e a Christina Milian não perdeu a chance de cantá-lo ao vivo. Sim, aquela megabitch fez isso… bitch) selecionando mais uma música bem difícil de se manter ao vivo, com “Clocks” do Coldplay, que Josiah até que conseguiu carregar bem, mas como se trata de uma música cheia de nuances, suas chances de que a America antiga o entendesse realmente pareciam mínimas, tanto que ele acabou sendo o eliminado da vez do #TeamUÓsher, que agora, apesar do carisma gigantesco da Michelle Chamuel, acabou se tornando o mais fraco entre os quatro. Michelle que cantou Pink, super dentro da sua zona de conforto e mesmo assim eu ainda sinto como se a voz dela fosse pequena demais para a competição, mesmo adorando a personagem/pessoa.

E assim ficamos com apenas oito candidatos para essa semana, que esperamos que nos reserve boas surpresas e que a America antiga não esteja surda e resolva nos surpreender de forma negativa dessa vez, ainda mais se aproximando cada vez mais da finale. Veremos…

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Uma resposta to “The Voice Season 4, Live Top 10”

  1. The Voice Season 4, Finale | The Modern Guilt Says:

    […] (Live Top 10, Live Top 8) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: