God save the queen… e por queen, eu quero dizer a Madonna, que parece estar precisando

Madonna

Porque em uma semana, ela conseguiu nos provocar as mais variadas reações, não é mesmo?

Primeiro apareceu no Grammy ao lado do seu filho David, com uma roupinha questionável, arriscando um “Blues Brothers” hipster, mas imprimindo meio Yoko, meio Quaker, algo que não funcionou muito bem. Mas perdoamos…

GRAMMY

Depois ela deixou todo mundo emocionado aparecendo na apresentação do Macklemore no Grammy, durante o tal casamento ao vivo dos 33 casais (a forma mais legal de um casamento comunitário, vai?) héteros e gays, cantando “Open Your Heart” em uma espécie de mashup com “Same Love”. É foi lindo, apesar dela ter aparecido de vaqueira da umbanda na sexta feira branca. Perdoamos de novo…

Miley Cyrus:

Até que, para fechar a semana no limbo, ela acabou aceitando fazer uma ponta lastimável no acústico MTV da Smiley Cyrus, cantando “Don’t Tell Me” ao lado da moça, arriscando uma coreô preguiçosa e de quebra ainda terminando com o já clássico porém nada inovador linguão para fora de madame Smiley, que escolheu esse figurino também conhecido como Jeans Maria da Penha Chic. Ew! É, aqui fica difícil de perdoar e talvez a própria letra de “Don’t Tell Me” não seja muito apropriada para esse momento, porque alguém deveria ter falado para essa mulher parar antes dessa vergonha desnecessária a essa altura da sua carreira.

#CREDINCRUX

Miley Cyrus: MTV Unplugged - Fixed Show

Mas poderia ter sido pior e Madge poderia estar cavalgando esse cavalinho bisonho. E por favor, alguém que se importe poderia falar para a Smiley parar também, não?

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Etiquetas: , , , ,

4 Respostas to “God save the queen… e por queen, eu quero dizer a Madonna, que parece estar precisando”

  1. Denise Says:

    Eu até tento, por todo passado dela e meu (ouvindo muito Rain, Like a Prayer, Justify my love, Ray of light…), continuar gostando, mas a Madonna está dificultando bem ultimamente. E por ultimamente, quero dizer últimos 3 anos, pelo menos.
    Se juntar com a Smiley foi a gota d’água!

    • Essy Says:

      Então, tem ficado cada vez mais difícil mesmo. Fui na turnê da época do “Hard Candy”, que não é dos meus álbuns preferidos, mas queria mesmo ter visto a “Confessions”, que tinha uma álbum muito, mas muito melhor.
      Madge tem ficado preguiçosa, parece que anda cansada de se reinventar, que é o que ela sempre soube fazer muito bem no passado.
      Mas também achei que ela deu uma força enorme para a Miley nessa hora. Já fez isso no passado com outras, mas todas elas fizeram bem mais sentido do que com a Hannah Montana. Preguiça…

  2. Tay Says:

    Ah, para, né? implicância com a Madge já😛

    A roupa do Grammy é diferente, ousada mas ficou legal. Foto fofa com o David. Foge do comum e gosto de look machinho pra ela. Embora gostei mais do terno branco da apresentação. Ela e o cara do Macklemore estavam de “vaqueiros”, tlvz em referencia ao conservador estado do Texas mas não sei, de qualquer jeito nada anormal pra ela que sempre vestiu um personagem. E o que é importante: apresentação emocionante

    A apresentação com a Miley foi just for fun. Legal para aparecer, para marketing, se divertir e mais nada. Em tempos em que fãs reclamam que ela anda muito reclusa…foi um bom prato essa semana.
    A parte da dança que eu vi que já era implicância haha, há apenas uma semana atrás a véia tava com a perna quebrada e isso é um acústico não tem a obrigação de seguir passos complexos de dança e sendo da Miley, é só pura descontração. E sim, a parte da Madge pelo menos ficou legal, a Miley tem um timbre de voz estranho ao vivo.

    • Essy Says:

      Mas tá ficando difícil não implicar, hein? Mas tudo bem, não quero ser barrado nos seus próximos shows, rs

      Gosto mais da preta do que da branca, justamente porque ela acompanhava o fundamento do David, o que ficou bem foufo. Aliás, sou fã do fundamento masculindo, mas a versão vaqueira sempre pesou para mim. Se foi na intenção de provocar os texanos mais conservadores, nós até perdoamos. OK.

      Entendo tudo isso do fundamento da apresentação da Miley. Só não entendo o porque dela ter dado essa força brutal para a carreira de uma menina tola como ela. Mas acho que foi bem isso que vc disse mesmo: marketing + diversão.
      E bem me lembro dela de muleta, acho que até por isso ela andou investindo em bengalas. Não que ela já esteja precisando… #XOVEMFOREVER

      ps: até acho que a Miley canta direitinho viu? Mas também não gosto do seu timbre…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: