Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Look 4 Today

Dezembro 12, 2013

DSC00272

Porque presentes ou ausentes, continuamos divônicas!

By Face Hunter

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Continuo te respeitando, Scott Speedman

Dezembro 5, 2013

speedman

Apesar da pose, do figurino e das meias… aliás, que relação conturbada é essa do Scott com o que ele usa nos pés, hein?

speedman 2

Mas tudo bem porque afinal, #TEMCOMONAOAMAR e ou resistir a esse alongamento?

Höy!

(R: não, não tem. Nunca, JAMAIS! ♥ #PLIM)

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

A (minha) culpa moderna

Novembro 19, 2013

bryan cranston 4 GQ

Quatro anos atrás nos conhecemos. Começamos a conversar aos poucos, ainda timidamente. Passamos a nos encontrar o tempo todo, cada vez com mais frequência e logo nos apaixonamos.

No começo, a gente fazia questão de se ver o tempo todo (e o universo conspirava a favor), não conseguia ficar longe um do outro por muito tempo, como qualquer tipo de relação clichê que estamos acostumados a encontrar por aí no cinema, ou na TV, embora eu me recuse a acreditar que vivemos uma comédia romântica. Aceito a categoria “dramédia”.

Aos poucos, nossa relação foi crescendo cada vez mais, atraindo cada vez mais as atenções, de pessoas que pareciam torcer para que a nossa história desse certo e ou tivesse algum futuro.

Pessoas que consideramos próximos de certa forma, principalmente para aqueles que se tornaram mais recorrentes e que insistiram em voltar, os quais (agradecemos!), passamos a reconhecer pelo avatar que ficou gravado em nossa memória fotográfica a cada visita (sim, eu decoro o avatar de vocês. Me aceitem e me respeitem) e assim, passamos a ter uma espécie de grupo de amigos, uma torcida, ou simplesmente algumas pessoas mais parecidas com a gente e todas reunidas em um mesmo lugar. É, formamos o nosso own book club da Oprah, sem livros, mas ainda assim, formamos. (essa sempre foi a minha meta de vida! Uma delas…)

Conversamos, descobrimos novas coisas, séries, filmes, músicas… magias (Höy!). Tanta coisa nova, algumas nem tanto assim mas sempre com fundamento. Tantos motivos para nos apaixonarmos novamente… ai ai, #TEMCOMONAOAMAR?

Reclamamos, pensamos por nós mesmos e deixamos bem claro a nossa opinião, mesmo quando ela não soava tão clara assim. Mas essencialmente e especialmente, nos divertimos muito e gastamos algumas risadas. E mesmo que sozinhos, em nossas casas, nos sentimos juntos, por algum motivo.

Logo alcançamos marcas inimagináveis (aquele do 1 milhão, lembra?) e começamos assim a incluir cada vez mais gente no nosso ciclo de amigos desconhecidos. Dividimos o que a gente adoraria poder comprar, quem a gente adoraria poder pegar (uma lista interminável, eu sei…), o que a gente gostaria de usar e algumas outras coisas de forma bem particular, que não sentimos vergonha em compartilhar. Não por aqui, sem culpa.

Mas o tempo foi passando e como todo mundo sabe que com grandes poderes adquirimos também grandes responsabilidades, a vida mudou, tudo ficou diferente do dia para a noite e nossos encontros deixaram de ser tão frequentes assim. Passamos a nos encontrar pouco, cada vez menos. Diminuímos nossa watchlist consideravelmente, não só pela falta de tempo, mas também pela falta de coisa boa de verdade na TV (e para ajudar, algumas de nossas séries preferidas morreram essa ano e ainda precisamos falar sobre isso em algum momento. R.I.P). Fomos menos ao cinema, não enfrentamos quase nenhuma maratona, não fomos ao show daquele que inspirou o próprio nome desse blog (falando por mim mesmo, até agora não acredito nisso. E não acredito que nessa, acabei perdendo o show do Travis também. Humpf!) e mentimos um para o outro dizendo que ficaríamos ausentes apenas por um tempo, quando na verdade, na prática e bem lá no fundo, a gente já podia sentir a sensação de que esse tempo poderia ser um pouco maior do que foi de verdade. (sorry!)

Ainda assim, mesmo que distantes e sem nos encontrarmos a todo instante, continuamos nos identificando, nos reconhecendo quando encontramos algo que sentíamos a necessidade de compartilhar um com  o outro, mesmo que o tempo e ou a falta de, ainda continuasse nos separando.  Enquanto isso seguimos em frente, tentando equilibrar todas as coisas que a gente gosta de fazer na vida e quase nunca consegue fazer ao mesmo tempo. Aceitamos novos desafios, pedimos boas vibrações quando nos sentimos com a corda no pescoço (e deu tudo certo, então, para quem torceu a favor, THNKS!) e mesmo de longe, sem ter notícias um do outro, continuamos voltando através da magia de um toque no F5.

Até esse ponto, esse post até poderia parecer uma triste despedida (para alguns, me incluindo), mas quem tem coragem de desistir de uma coisa que se tornou algo tão bom que facilmente se transformou em um vício diário?

E daí que o diário já não é mais a nossa realidade? Quem se importa se já não temos mais tempo para nos encontrar a todo momento?

O importante é que continuamos aqui, juntos, mesmo que agora com outra frequência, o que não significa que temos menos assunto para falar, porque isso todo mundo a essa altura já sabe que é o que não nos falta.

Por isso voltamos e estamos juntos novamente, ainda em fase de adaptação à nossa nova relação, que pode até parecer outra, agora envelhecida e com responsabilidades mais adultas (e por isso a tão falada falta de tempo), mas o importante é que continuamos aqui e isso deve ter um motivo, nem que seja só para a gente se encontrar e ainda se reconhecer e conseguir dar boas risadas com o que o outro tem para falar. Sendo assim, estamos conversados e espero que a gente tenha se acertado de uma vez por todas. Não quero passar mais tanto tempo longe, sério.

Ass (hole): Essy, cheio de culpa moderna.

 

ps: sim, achei que a melhor forma de voltar depois de um longo período (o maior deles por aqui desde então) separados, seria uma declaração de amor (tinha como alternativa um rap, se eu soubesse fazer um rap), que se não foi evidente, tenham a certeza de que foi a intenção. E sim, estou de volta. HURRAY!

ps2: talvez eu já tenha usado “Last Goodbye” do The Kills em algum outro momento de pedido de desculpas ou qualquer coisa parecida (será que me confundi com a vida real, agora? #DUVIDA), mas achei que poderia repetir a fórmula dessa vez. Gosto de pensar que ela é pra mim como “Don’t You Forget About Me” foi para o John Hughes, rs

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Porque as ruivas são mais legais?

Outubro 14, 2013

Shirley Manson and Actress Christina Hendricks

Porque elas tem representantes como a Christina Hendricks e a Shirley Manson (que se você não sabe quem é me desculpe, mas precisa melhorar o repertório da suas mixtapes, começando pelos 90’s e isso em 3, 2, 1), apenas…

E você achando que é quem na fila da tintura, pedindo um strawberry blonde e 15 dias depois chegando com sucesso no água de salsicha?

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Além de completamente perdida, podemos dizer que a Smiley Cyrus parece estar bem dividida, não?

Setembro 30, 2013

miley-cyrus-

E sim, por bem dividida nós queremos dizer exatamente na região sul central de quem vê a imagem acima. EW!

#CREDINCRUZ

#FRONTEIRAS

#PEPECADIVIDIDAJAMAIS

 

ps: alguém leu a entrevista dela na Rolling Stone dizendo que weed é melhor que molly ou coke? Sério, de um pavor só! E ela dizendo (acho eu que no Twitter), que acha um absurdo as críticas da America a seu respeito, quando todo mundo no momento parece estar amando Breaking Bad, e ela que deu uma olhada na série recentemente (sei), achou a série muito mais pesada, hein? Sério, alguém oferece três tapas de mão bem aberta na cara dessa menina? Quero ver molares ou pré molares no chão… 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

E o red carpet do Emmy 2013 conseguiu ser tão preguiçoso quanto a própria premiação…

Setembro 29, 2013

neil-patrick-harris-emmys-2013

Sim já faz uma semana que aconteceu o Emmy 2013 e sim, ficamos morrendo de preguiça (não vou mais usar a desculpa da falta de tempo, prometo… #CRUZANDOOSDEDOS) de comentar a premiação que foi um excelente sonífero para o último domingo (sério gente, o que foi aquilo?), mas como não somos do tipo que deixa qualquer red carpet passar tão batido assim, resolvemos comentar as escorregadas e os acertos delas todas mesmo assim. Então levanta a barra dessa saia, segura a respiração toda presa nessa cinta emagrecedora sem furo para facilitar qualquer emergência no banheiro (como podem vender esse tipo de cinta, me respondam?) e reza para o guache vermelho do Louboutin do truque não resolver ficar perdido por aí e entregar sua atual condição no cheque nada especial.

E já começamos colocando o NPH no nosso cantinho do #ThinkAgain, porque por mais que até eles tenham feito piada sobre o fato do ator apresentar 24 a cada 24 premiações, suas piadas já estão ficando tão recorrentes como qualquer plot sem gracinha de HIMYM, assim como seus números musicas, todos muito bem feitos, temos que reconhecer pelo menos isso, que mesmo assim já estão com cara do mesmo do mesmo, imprimindo como se estivéssemos assistindo a uma reprise de quando tudo aquilo ainda era novidade. Saudades no NPH provocando o Hugh Jackman no palco do Tonny? Sim, talvez, porque sempre aceitamos ver duas amigas ameaçando uma a outra com grampos de cabelo afiados, mas confessamos que já estamos cansados e não é possível que em toda Hollywood não exista um outro ator, gay, que saiba cantar, dançar, representar e sapatear. (se eu descer e fizer uma audição agora na esquina da minha casa, certeza que aparecem pelo menos uns 358 em 5, 4, 3, 2, 1, jazz hands!

himym 2

himym

Mas Neil não foi o único do seu elenco que errou e suas companheiras de série, também não estavam tão inspiradas assim.

Alyson Hanigan insistiu no look sereia, que ficou pesado demais e mesmo com o tom certo de cabelo para tal, acabou imprimindo mais halloween do que qualquer outra coisa. Ela até tentou fazer piada postando um vídeo com toda a sua dificuldade para sentar no carro com esse modelo, mas a verdade é que tudo isso poderia ter sido evitado com algo simples chamado bom gosto. Apenas…

Já a Cobie Smulders, essa fez a linha lençol de rica com 387 mil fios egípcios que a gente sabe que apesar da qualidade do “ticido”, quase nunca funciona. Sinto que alguém que ainda se importe com HIMYM (não me importo, mas vou ver o series finale, claro) deveria falar para a Cobie todos os dias que ela é uma das mulheres mais lindas da TV atual e que nem por isso ela precisa se esforçar quase nada ou tentar ficar horrorenda toda vez que decidir sair em público. Obrigatô!

Girls

Das Girls que nós AMAMOS (estou revendo a Season 1 agora em DVD, e tenho me emocionado tudo de novo e continuo achando Girls uma das melhores séries de dramédia da atualidade, categoria que deveria passar a fazer parte das premiações para que elas fiquem mais justas), quem se deu melhor foi a Zosia Mamet, que apostou no fundamento da estampona bacana, sem ser muito óbvia e com um modelo todo bem pensado e renovado, apesar de ter uma certa cara de “clássico”.

Já a Lena Dunham….

Lena

Tenho sempre a impressão que ela vai de pernas de pau em toda e qualquer premiação (lembra quando ela ganhou aquele outro prêmio e caminhou até o palco parecendo estar com mais dificuldades do que uma senhora da terceira idade em seu andador?) e ela realmente deveria evitar modelos que além de aumentar a sua silhueta, ainda podem servir como motivo de piada do tipo que ela provavelmente deve ter escondido todo o buffet de salgadinho + a fonte de chocolates debaixo dessa saia.

#NAOTABOMNAO (mas a estampa e as cores estavam lindas, vai?)

zooey

Além da própria premiação em si, nada foi mais preguiçoso nesse Emmy 2013 do que a escolha da Zoey Deschanel, que até que fugiu do fundamento 50’s/60’s de sempre, mas ainda assim ficou naquela cartela de cores batida dela.

É, nada foi mais preguiçoso que isso exceto sua atuação em New Girl, que continua lamentavelmente sofrível.

amanda-peet-

OK, apesar da excelente companhia (Höy!), algo de muito ruim deve estar acontecendo com a Amanda Peet. não? Porque apenas alguém com sérios problemas emocionais e ou espirituais escolheria algo desse tipo, não é verdade? (R: SIM!)

Hey Netflix, já pensou em trazer de volta Jack & Jill e quem sabe salvar uma atriz da depressão? (pelo menos as reprises, vai? Já estou cansado daquele catálogo capenga, exceto pelas sérias originais e a 6 dúzia de coisas que eu não vi ainda…)

Claire Danes

Claire Danes provou que além de vencedora, é uma mulher de peito (pequenos, mas é) e apesar de não ter muito do que se orgulhar de seus gêmeos, ela conseguiu segurar um decotão como esse com cara de vencedora e deitou com todas. Sem contar que só pelo Hugh Dancy que a acompanha, ela já pode dizer que venceu na vida. #RESPECT

Julianna

Já a Julianna Margulies pode até continuar nos irritando, pode até ser a boa esposa demais, pode até ter ido vestida também de lençol com detalhes de origami (sim, o vestido tinha alguns detalhes do outro lado de quem vê), mas vai sempre merecer o nosso respeito se continuar aparecendo em premiações com o acessório certo. Höy!

gunn

Quem resolveu aparecer de bonita foi a Anna Gunn (que eu nunca achei uma mulher lindíssima em Breaking Bad, mas nos últimos tempos vem aparecendo sempre linda nos red carpets todos) com um vestido que não nos diz nada de novo, mas mesmo assim não deixou de ser uma boa escolha para ela. #NICE

bb

E os meninos de Breaking Bad podem até não ter levado nada para casa (nos prêmios individuais, claro), mas ano que vem, a gente já sabe onde as estatuetas de melhor ator coadjuvante em série dramática e melhor ator em série dramática, devem parar, não?

Se deus for mesmo uma mulher justa, ninguém tira essa deles. (e toda e qualquer outra futura indicação de Breaking Bad também!)

Brody

Venho a público dizer que mesmo com uma cabeça do tamanho do lado maior de um Kinder Ovo de Páscoa, o Brody continua com a magia confirmada, sendo o meu terrorista arrependido e ruivo preferido EVA.

Höy!

Downton

De todas as lindas mais lindas da noite, vou ter que dizer que a minha preferida foi a Michelle Dockery e isso porque apesar do seu vestido ter cara de clássico e quase nenhuma inovação, ele tinha cor, mais do que uma, um laço gigantesco nas cotas (imaginem isso sentada e apoiada naquela poltrona?) e isso a diferenciou das demais.

Isso e o fato dela ser inglesa, claro. Höy!

A propósito, sinto que ela vai sofrer da síndrome do Jon Hamm em toda e qualquer premiação, ele que é sempre (ou quase sempre) lembrado, mas nunca leva. Humpf!

E por falar em Jon Hamm…

hamm

Nada nem ninguém…

Wolk

(nem o James Wolk, o novo boy magia do momento que a gente já está de olho faz tempo e isso mesmo antes dele namorar o Max de Happy Endings, que fique bem claro)

… esteve mais magia mágica do que ele e sua barba (e a companhia na imagem acima acima, sem contar que eu ofereceria meu dedo mindinho para ter ido na festa dos perdedores, organizada por ele e a Amy Poehler)). Höy!

rs_560x415-130923065301-1024-JenniferWestfeldt-JonHamm-ElisabethMoss

E não adianta tentar esconder aquilo que todos nós desejamos, Hamm… (e seria esse tom de loiro o equivalente a barba do Jon Hamm para a Elizabeth Moss quando de férias de Mad Men?)

HÖY!

connie-britton

E como prêmio do pior look do Emmy 2013, e por pior querendo dizer extreamente cafona, gostariamos de agraciar a Connie Britton com nossas honras nesse veludo com dourado pesadíssimo. Isso sem contar o make e ou o cabelo também nada acertados. #CREDINCRUZ

#NAOTABOMNAO

poehler fey

E para finalizar, Emmy, por favor, no ano que vem considere essas duas como a salvação para a premiação de vocês. (dupla que a gente encararia até na TV Senado, não? #PoehlerFey #FeyPoehler)

a_560x0

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

O dia em que a Terra parou e rodopiou 666 vezes no sentido contrário depois de dar 3 pulinhos em slowmotion

Setembro 25, 2013

Madonna

Hoje, nós não temos muito o que falar depois da divulgação da imagem acima, com o reencontro histórico da Madonna com o seu ex ex ex ex ex ex ex ex ex ex ex ex ex ex ex (___________ insira 1378 + ex)  marido, o Sean Penn.

E a palavra do dia é: PERDÃO.

#CÁCARANOCHÃO, #NOCHÃO

 

 ♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Seria a Amanda Seyfried na indústria do cinema o equivalente a uma Taylor Swift para a indústria da música?

Setembro 2, 2013

amanda-seyfried-justin-long-

Porque segundo uma pesquisa da Forbes (mentira, apenas usamos a fonte para dar alguma credibilidade ao post. Beijo Forbes, sonhamos com o nosso nome em sua lista de ricah!), ambas são donas de uma lista quilométrica de ex namorados, com direito até a alguns nomes bem invejáveis para ambas as partes.

O que não é o caso do Justin Long, que pode até ser foufo, mas não neam?

Sem contar que a gente julga & torce o nariz para quem já dá confiança para o namorado carregar o cachorro nos primeiros encontros. De resto, tudo está liberado. TU-DO, porque somos livres. LIVRES! (#ESSYMANIFESTANTE)

#ALERTADSTALERTADST

 

 ♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

E não é que a MTV conseguiu trazer de volta a vida o VMeitA?

Agosto 31, 2013

mystique

Eis que esse corpo já estava pra lá de frio faz tempo e todo mundo que gosta de música boa (e tem mais de 20 anos) sabe disso, mas não é que a MTV conseguiu trazer de volta o VMeitA para a boca de Matilde?

Sim, só se falava sobre isso nas últimas semanas e não porque a gente estava esperando uma mega apresentação qualquer dos tempos de Britney de maiô e segunda pele cravada de brilhante fajuto e carnavalesco, não porque a Madonna poderia aparecer e tascar um beijo de língua dessa vez com muita esperança em uma Beyoncé ou na Kyle (Minogue, para quem não conseguiu acompanhar a referência teen antiga), ou quem sabe pelo menos tentar roubar um beijinho de esquimó na Björk (#NUNCASERÁS) e sim porque eles estavam prometendo uma reunião noventista que deixou todo mundo preparado para rodar a underwear no alto e tudo isso apenas por um nome: NSYNC. #PLIM + #CRAZYEYES + #UNDERWEARUP

Logo, o que aconteceu foi que todo mundo resolveu dar mais uma chance para o prêmio da MTV que já não é mais o mesmo tem pelo menos uns 37 anos (mentira, mas a minha calculadora da Hello Kitty está longe, então…) e sim por conta dessa reunion que não era uma simples reunion qualquer e sim o reencontro do JUSTIN TIMBERLAKE com aqueles outros quatro com menos sorte na vida.

Mas como nada vem de graça, para acompanhar o que talvez tenha sido o melhor show do VMA em muito tempo, algo também conhecido como Workshop para os menos talentosos presentes na premiação desse ano, tivemos que sobreviver ao velho e bom teste de tortura de sempre, aguentando miados, coreôs desencontradas e artistas que não reconhecemos o primeiro e ou o segundo nome. Então sejam fortes, aproveitem que esse post é rico em imagem & ação e não em som e vejam se vocês conseguirão resistir a esse teste de sobrevivência até o final. Dirrr…rrrty Pop!

katy-perry-wears-roar-g

E já vamos começar por baixo com essa baixaria baixa, falando de Katya Pérrola. Meow! Ou melhor, agora Roar, porque ela diz que já envelheceu no miado.

Katya foi para a briga, mas ninguém levou muito a sério porque neam? Todo mundo sabe que só com os gatos que ela estrangula durante suas performances ao vivo é que ela tem alguma vantagem na vida. Isso e no vestiário da escola, quando rola aquela comparação dos gêmeos, o equivalente a olhada de rabo de olho para os menino,s.

#NAOTABOMNAO

katy-perry

Depois Katya fez a adolescente para tentar se enturmar, de sainha plissada e sorriso metálico e tudo, mas novamente não conseguiu convencer ninguém porque sabemos que ela está na vida e está na batalha tem pelo menos umas três décadas ou quase isso e a pose se era para impor respeito e ou dar medo, só conseguiu imprimir alguém que não estava conseguindo segurar algo incontrolável dentro dela. Sabe aerolitos? Isso ou Katya anda fazendo bico como atriz especializada em cenas grotescas de filmes que poderiam ser menos nojentos e que todo mundo sabe sobre o que estamos falando, mas poucos gostam de admitir, rs.

#EW

#CONTINUANAOESTANDOBOMNAO

2013 MTV Video

Mas o pior mesmo foi Katya desafiando a Liga da Justiça da referência pop e ousando se fazer de Rocky Balboa em uma apresentação pavorosa que só recomendamos que seja vista no mude por motivos de segurança e ou amor próprio.

Sério? Alguém ficou convencido de que com a Lady Gaga abrindo o VMA 2013, Katya conseguiu sair como a grande vencedora da batalha noite? (R: #MASNEMPORUMCACETE)

E o apresentador da MTV dizia que ela prometia se jogar da ponte do Brooklyn em sua performancé, mas recebemos informações seguras de insiders do Brooklyn e da Associação Mundial das Pontes que quem estava querendo se jogar mesmo era a própria ponte do Brooklyn, por tamanho constrangimento ao seus pés, que se existissem, certeza que teriam chutado a moça direto para a Califórnia. #MEOW

Por sorte e sem fazer nenhuma apologia a violência, tivemos esse senhor a esquerda de quem vê tentando fazer justiça no olhar de pura indignação, ou seja, pelo menos fomos representados.

tumblr_ms45qzK8ei1qh9nffo1_500

Já a Lady Gaga… essa entrou com o que I Do Declare ser o nosso #CREAZYEYES oficial!

E a gente é obrigado a reconhecer toda vez que mesmo já estando um pouco cansado de todo o fundamento emprestado da Lady Gaga (emprestado porque não é exatamente novo, mas de certa forma ela sempre soube transformá-lo em algo bacana e porque não “renovado”, vai?), ela é o que de melhor apareceu nesse universo pop e isso ninguém pode negar. FATO. Canta, dança, representa e se apresenta sempre da melhor forma possível e o seu show de abertura no VMeitA 2013 foi uma prova disso.

O que foram aquelas trocas todas no palco? E as perucas que mesmo tortas não saiam do lugar no bate cabelo?

Sério, mandem uma Katy Perry, uma Rihanna ou uma Ke$ha ensaiarem tudo aquilo e me digam se elas conseguem fazer pelo menos 50% sincronizado igual. (R: não conseguem)

lady-gaga-wears-seashell-b

Sem contar que toda e qualquer pessoa com coragem o suficiente para se vestir de sereia em público e encarar um fio dental no meio da multidão merece todo o nosso respeito e os nossos aplausos. Clap Clap Clap!

ps: olhando de longe assim bem rápido e sem saber direito quem são, em um fim de noite escuro, dava ou não dava para pegar pelo menos uns 3 desses One Directions? Do mais feminino ao mais durinho e sendo bem sincero, claro que dava. Höy! (e de preferência, não precisa nem cantar. Gratô!)

rihanna

E no VMA 2013 ainda tivemos a Rihanna, que não se esforçou muito na hora de escolher seu outfit e achamos que talvez esse seja o melhor caminho para suas escolhas…

#PENSEMENOSRIHANNA

jared-leto-mtv-

Tivemos também o Jared Leto provando que está em dia no casting para propaganda de shampoo e há quem diga que com a roupinha de sereia certa, ele poderia ter passado batido no fundo do mar ao lado da Lady Gaga…

#DIVOUNOPANTENE

allison-williams

E a Allisson Williams jogando na cara do universo o quanto ela é bonita. Sério gente, o que é essa Ghol? O que são essas pernas no red carpet? O que deu de errado com a nossa forma quando fomos feitos?

Perguntas que aguardam respostas do senhor todo poderoso, Cher…

#QUEREMOSSERAALISSOM

selena-gomez-

E alguém que se importa bem que poderia ter dado um toque na Selenita dizendo que ela não tem cara de quem sustenta esse Versace.

Ficou velha, ficou lavada e ficou claro que ela emprestou o modelo. #DEVOLVEULAVADOASECONASEGUNDA

2013 MTV Video

Outra que obviamente errou o modelo foi a Rita Ora, que sem um logo ao fundo para ajudar e ou uma platéia tão xovem ao lado, a gente jamais diria que ela estava pronta para não fazer nada no VMA 2013 e sim em um outra premiação mais arrumadinha qualquer. E foi sem o Calvin (bi-a-tch) e sem a Delevingne, hein?

taylor-swift-harry-

Algo que valeu também para a Taylor Swift, que estava animadíssima durante a premiação, por isso desconfiamos que ela havia abusado do Todynho e ou do suco de beterraba + cenoura + laranja no backstage. Desconfiamos…

Chegamos até a simpatizar com a moça, que fez a vingativa e esclareceu que o seu single vencedor de um prêmio preguiça qualquer da noite era sim referente a um dos One Directions, mesmo correndo o risco dele ter dado o troco quando subiu ao palco logo depois, dizendo um “CHUPA INDEED” bem sonoro, citando nome por nome dos outros todos da lista da Taylor, algo que tomaria pelo menos metade do tempo da premiação e ele ainda correria o risco de ser retirado do palco com aquela vinheta constrangedora que eles tocam no Oscar quando alguém menos relevante fala mais do que “Obrigatô”, mas logo em seguida voltamos com toda nossa ira para o lado de Taylor cara de alface Swift, que estava animada demais para o lado do nosso JT. Bi-a-tch.

vma-winners-1

Por sorte, ele parece não ter dado muita confiança e ou ela estava com bafo. Apostamos que ela estava com bafo, porque porre de suco de beterraba com laranja e cenoura, sempre deixa bafo. Não que a gente frequente esse tipo de drink…

2013 MTV Video

Até que chegamos o um dos momentos mais constrangedores da história de toda e qualquer premiação: Miley Cyrus

Primeiro que qualquer pessoa que me aparece em um red carpet com uma roupinha completamente meio assim para não dizer pobre, feita a base de muita bijoux barata, cola quente e mau gosto, já deixa pelo menos a dica de que algo de muito ruim estava prestes a acontecer…

miley-cyrus-we-cant

…. isso até ela subir no palco e provar que o que já estava bem ruim poderia ficar ainda pior, insistindo no look Cynthia dos Anjinhos (que só a Gwen antiga conseguia sustentar no final dos 90’s), com uma intro longamente constrangedora (sério, foram quantos minutos dela se debatendo em ursos e se achando a inovadoramente inovadora?), mostrando a língua a cada 2 segundos e meio e começar a dança do Vaginil, que na verdade, há quem desconfie que não passava de uma ação publicitária para um novo higienizador para a região down sul feminina.

Com uma bundinha mais sofrida do que a de um frango atropelado, Smiley passou alguns minutos roçando em ursos, enfiando a cara entre bundas gigantescas e mostrando que o seu físico de lagartixa é o que não devemos copiar para o próximo verão. Parecia até que o Gollum havia se transformado em uma estrela pop totalmente decadente. Sério. O que foi aquilo? Faltou ou não faltou alguém que se importe para dar 3 tapas na cara dela, jogar um roupão na suas costas e dizer “vamos sair já daqui”, hein?

robin-thicke-give-it-

Depois disso ela saltou como um grilo albino para um duéte com ninguém menos do que o Robin Thicke, que ninguém conhecia muito até então, mas que sonha em ser o Timberlake, só que nunca serás, apesar de ter certa magia reconhecida e de ter feito esse cover sensacional aqui ó, e entre várias passadas de mão fake (que se ela fosse mulher mesmo como diz ser agora, teria A) metido a própria mão mesmo, como a dele na foto com a tal estudante que andou circulando por aí… ou B) investido em uma mão do Mickey, só para fazer a ex funcionária amarga com a empresa antiga) e um twerk que imprimiu aquela amiga com sérios issues relacionado a uma boa father figure, que dá vexame em festa de debutante porque resolve fazer a sensual com os tios mais velhos e não com a caravana da acne, que estaria mais para o seu target, sabe? Então… #CREDINCRUZ

robin-thicke

Um horrrrrrrrroar, com todos os “Rs” possíveis! Claro que foi tudo combinado, ensaiado e estavam todos de acordo com os movimentos (por isso não concordo com quem pensa que eles desrespeitaram alguém, a não ser nós mesmos e o bom gosto), mas tudo foi tão meio assim, tão fora do propósito e com um conceito tão equivocado, que o que era para ser “provocativo”, acabou nos provocando apenas náuseas e vergonha pela falta de talento dela, que não conseguiu nos passar qualquer outra coisa a não ser um grito de DESESPERO ecoando do seu microfone. Sem contar que a performance acabou deixando o Robin ainda em stand by no limbo dos ainda não tão conhecidos. Sorry, Robin, mas é verdade.

miley-cyrus

Previsões: menos de um ano para ela ir para a fake rehab por seu vício em sálvia e aparentemente, Vaginil. Menos de seis meses para durar esse casamento (se acontecer) com o Liam e ela começar a sair com garotas só por divulgação. Menos de dois anos para ela virar uma cantora country hippie gospel e colocar toda a culpa no coisa ruim. Menos de 3 anos para ninguém lembrar do seu nome sem fazer algum esforço. Menos de 10 anos para ela estar fazendo participações em cidades pequenas de países menos desenvolvidos vestida de Hannah Montana. E isso não é uma praga.

justin-timberlake-p

Até que chegamos ao prêmio prometido da noite, a homenagem a carreira do Justin e a possibilidade de uma reunion do NSYNC, que foi o que nos manteve acordados durante o VMA 2013 (isso e a companhia no Twitter, que é sempre uma delícia em noite de premiação. THNKS!) e eu diria até que se para uma performance daquelas do JT fosse necessário passar por uma Katya, uma Smiley promovendo o Vaginil, uma Taylor Swift colocada de suco de cenoura com laranja e beterraba e qualquer um dos One Directions de novo, que assim seja, porque por aquela performance, a gente aguentaria tudo isso mais uma vez. Sério. Höy!

justin-vma201343383

E o JT #DIVOU com seus pouco mais de 15 minutos inesquecíveis de uma performance que mais parecia uma workshop para toda aquela gente menos qualificada se apresentando ou não na mesma apresentação. E teve ele sendo maravileeeandro e ou foufo agradecendo a avó, fazendo coreôs animadas como poucos conseguem e é meta de 24 a cada 24 de nós que todo mundo bem sabe, teve ele cantando no falsete como um boy magia que se preze deve cantar no falsete, teve ele passando no público e levando mãozadas (eu vi e invejei) e teve ele se reunindo com 4 amigos antigos que me fizeram embarcar para 1900 e qualquer coisa de novo. Pensei até em fazer um permanente, mas achei que não daria tempo e  no desespero da comoção, quase fiz um miojo e joguei na cabeça, só para fazer uma homenagem.

2013 MTV VMA

Sério, imaginem uma pessoa rodopiando no quarto quando reconheceu “Gone” ao fundo, tentando acompanhar (e conseguindo, diga-se de passagem, tisc tisc, #SUCKIT) todas as coreôs, pulando na cama e gritando feito um adolly all over again?

Pena a participação do NSYNC ter durado míseros 2 minutos, humpf… mas já foi o suficiente para fazer todas rodarem a underwear no alto, não foi? (rodando a minha tudo de novo só de lembrar)

61f0a88903ee4aae_tumblr_ms4952MHdY1qh9nffo1_500

E  quem diria que entre todos os NSYNCs, logo o Lance seria aquele que já não conseguiria mais acompanhar os passos todos? (R: todas apostavam que o erro seria dos mais gordinhos da direita de quem vê e quebraram a cara)

E quem notou que pelo menos dois deles passaram um pretinho básico na careca antes de passar na TV? (R: JC + Chris)

E quem diria que o JC pegaria o mic no final e arriscaria uma firula semi constrangedora e totalmente desnecessária? (R: todo mundo)

E quem diria que entre todos eles, o JT realmente é quem conseguiu se manter divamente até hoje, tirando o fato dele já ter casado com alguém de vestido rosa bebê? (R: TODO O UNIVERSO)]

E quem esperava que ele arriscasse um selinho em pelo menos um deles para dar o troco antigo que ele engoliu seco na performance da Madonna antiga com a Britney? (R: seria um sonho, mas sonho mesmo seria se ele beijasse um Backstreet Boy. Sério!)

justin-timberlake-p

(♥) #PLIM

Ou seja, se para ganhar um presente como esse fomos submetidos a qualquer tipo de tortura com os demais convidados presentes no VMeitA 2013, não podemos nem reclamar vai?

Clap Clap Clap!

E agora só nos resta ter que lidar com a depressão de não ir no Rock In Rio para ver o nosso JT ao vivo… (não gosto nem de lembrar). Alguém me leva? Juro que me comporto… (cruzando os dedos)

#VEMPARASPVEMPROESSYVEMPRAVIDAJT

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Mas gente, no nosso tempo, as boys bands eram bem mais discretas, não?

Agosto 26, 2013

one-direction

Esquecendo o logo ali atrás e ou fingindo que não sabemos quem eles são apenas para parecer mais cool na roda de amigos barbudos e primos it girls (ainda tem gente que insiste nessa), digamos que a coletiva do One Directions parece um double date ou #ENCONTRISMO para muitos na fila do catwalk da Dzel, não?

Na nossa época, eu não me lembro de nenhum JC sentado no colo do JT e ou um Brian de mão colada com um Kevão, por exemplo… (imaginando a cena chego a  conclusão de que: QUE PENA. Humpf!)

Mas apoiamos o embichamento, sempre! (♥).

 

ps: tá vendo como todo mundo deveria ter nascido inglês e como é que a vida de todas deveria ser como um episódio de Skins?

 ♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt


%d bloggers like this: