Posts Tagged ‘Big Bird’

Emma Stone, agora vc já pode bater no peito de dizer que venceu em Hollywood

Agosto 19, 2011

Pq eu considero um participação na Sesame Street como estar no topo da pirâmide e ao lado Abby Cadabby ainda?

Agora sim vc já pode bater no peito com orgulho e dizer que venceu na vida. Go Girl!

Foufas mil!

Preciso tornar o Guilt mundialmente famoso logo, porque o meosonho é estar lá…

E isso me lembrou de uma passagem, que talvez eu não tenha contado por aqui ainda hein?

 

Essy e o grande pássaro amarelo

Da primeira vez que eu fui no Hopi Hari, isso logo quando o parque foi inaugurado, fiquei encantado com aquela parte infantil dedicada a Vila Sésamo, programa que eu a-ma-va quando criança.

Tanto, que eu fiquei horas no sol esperando aquele teatro que acontece com os personagens do programa, onde só ficam os pais, fãs antigos do programa e um monte de criança chorona que não entende nada do que esta acontecendo.

Queria porque queria comprar um personagem (daqueles enormes), mas me contive até a hora de ir embora, pq certamente eu perderia ele pelo parque ao longo do dia (e obviamente que a essa altura eu não era mais uma criança)

Só que eu não sabia que o parque fechava tão cedo e quando já estava na saída, com todo mundo caminhando em direção ao carro eu pedi que me esperassem, pq eu tinha que comprar uma coisa e sai correndo no meio da multidão.

Corri feito um maluco até o centro do parque ala 007 (ou Alias, correndo com as mãos  esticadas na altura do peito, rs) em busca do meu boneco.

Quando finalmente cheguei na loja, as portas já estavam fechadas, quase que completamente. Não pensei duas vzs e atravessei por aquele fresta mesmo, rs. Sabe aquele momento do filme quando o mocinho passa pela porta que esta fechando lentamente? Então, foi mais ou menos assim, rs. (dramáaatico…)

Lá eles me disseram que a loja já estava fechada, mas ai eu expliquei a minha situação (a minha condição de maluco na verdade) enquanto tentava recuperar o fôlego e eles acabaram me vendendo o meu Garibaldo, muito provavelmente por pena ou por me considerarem “especial”, rs, em uma versão menor, mas que eu carreguei com orgulho até o carro na volta para casa.

Garibaldo esse que eu tenho até hoje e agora é possível encontrá-lo em qualquer loja de brinquedo da esquina, humpf!

Mas não interessa, o meu é mais bonito (rs) e tem fundamento, tsá?


<span>%d</span> bloggers like this: