Posts Tagged ‘Chris Evans’

Só quem é bonita e ou quem importa na fila da promoção na Sephora no 2013 GLAAD Media Awards

Abril 22, 2013

Nesse finde aconteceu o 2013 GLAAD Media Awards e como esse ano todas resolveram aparecer nesse que é um dos prêmios mais importantes em apoio a comunidade gay, resolvemos mostrar somente as bonitas da noite. Preparados?

charlize-theron-glaad-media-awards-2013

Charlize Theron esta numa ótima fase, não?

Mãe, talentosa e linda, Charlize tem a altura dos sonhos para encarar perfeitamente um jumpsuit. Höy!

E você percebe que tem um nível avançado de magia quando até mesmo com os cabelos naquela difícil fase do curto bem curto até o apenas curto e depois piorando muito até chegar no médio (prepare-se Charlize) e mesmo assim continua maravileeeandra.

Sem contar o quanto o make é importante e pode se tornar facilmente o seu maior acessório, não? (e nesse caso o bocão foi o seu maior acessório)

Maravileeeandra!

leonardo-dicaprio-tobey-maguire-glaad-media-awards-2013

Charlize que não é boba nem nada e sempre foi muito bem relacionada, não?

Agora me fala de zero à “Romeo + Juliet” contemporâneo, o quanto nós amamos o Leo DiCaprio?

#ALOT e da sua geração, ele é o próximo por quem torcemos para ganhar um Oscar.

Quem sabe com “The Great Gatsby”?

charlize-theron-glaad-media-awards-2013-red-carpet

A gente poderia falar que encontrar a Charlize Theron ao lado da Elle Fanning (que estava de debutante, não?) é tipo uma covardia covarde versão blonde. #HELLYEAH

Não parecem da mesma família?

Sim, eu acho que ela podem interpretar irmãs. De nada, Charlize. (rs)

kirsten-dunst-ali-larter-glaad-media-awards-2013-01

O mesmo que dissemos para o Leo vale para a Kirsten Dunst. De zero à “As Virgens Suicidas”, o quanto nós gostamos da Kirsten?

#ALOT, ainda mais quando ela me aparece toda recortada em renda e pelo menos outros dois acabamentos, com esse cabelo fundamento antigo que nós amamos e vamos correr para copiar só para encarar o Metrô das 18h00 horas com mais dignidade.

Höy!

jennifer-lawrence-new-short-hair-at-glaad-media-awards-201303J-Law pode até ter ganhado um Oscar, estar em chamas no novo trailer de “The Hunger Games: Catching Fire” (sério que eu tive coragem de fazer essa piada? Desde já, minhas mais sinceras desculpas a todos vocês, queridos leitores) e ter vencido na vida, mas até agora, ela ainda não conseguiu acertar muito em suas últimas escolhas para red carpet, não?

E esse vestido é mais uma prova dessa teoria, ele que não ajudou em nada o corpão que a gente bem sabe que tem a Jennifer Lawrence (visto que ela encarou um maiô branco como poucas em “Silver Lining Palybook”), ainda mais com esse decote meio assim e essa saia com volume onde normalmente ninguém gostaria que existisse algum volume. Fuén.

#NAOTABOMNAO

drew-barrymore-glaad-media-awards-2013Outra que não foi muito feliz na sua escolha foi a Drew Barrymore, que ainda assim, conseguiu sustentar esse modelo que foi o erro da estampa à modelagem.

#NAOTABOMNAO

naya-rivera-darren-criss-glaad-media-awards

Outra que está em uma ótima fase é a Naya Rivera, não?

Primeiro, AMAMOS quando ela foi parar em NY em Glee e ja chegou colocando a Rachel e seu namorado de plástico no lugar, além de roubar o travesseiro do Kurt, claro, rs.

E segundo que com esse corpo, Naya realmente anda podendo fazer qualquer coisa, porque ela tá magrona, tá gatona e tá gostosa.

Höy!

matt-bomer-trevor-donovan-glaad-media-awards

Quem consegue olhar para o Matt Bomer e não pensar em um Príncipe Disney?

Höy! (♥)

chris-evans-glaad-media-awards-2013-with-brother-scott-02

Apesar do terno pavoroso, bem achei esse Scott, irmão do Chris Evans, um forte candidato a cobrir a cota de magia dessa família, hein?

Porque está ficando pesado para o Capitão America… (se bem que um shirtless sempre ajuda a nos lembrar o porque daquela respirada profunda e com mais vontade quando ele aparece nessas condições…)

Mesmo assim, por manter uma relação tão bacana com o irmão que é assumidamente gay, achamos que tanto o Chris quanto o Scott merecem a nossa saudação da magia à sedução: Höy!

alex-pettyfer-kisses-betty-white-at-glaad-media-awards-2013-16

Para encerrar, preciso dizer que todo prêmio deveria ter a dobradinha Betty White e Cloris Leachman, que se somadas suas idades, não chega a dar 25 anos, de tão jovens que ambas parecem ser. Sério. (e de nada também, meninas! rs)

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Achei o Tocha/Capitão America tão deslocado…

Abril 12, 2012

…para não dizer blasé, nessa premiere de “The Avengers” que rolou no Rio.

Só eu estava esperando fogo saindo por todos os lados (à la “Hunger Games parade”, rs)  ou pelo menos um sorrisinho de herói projeto de magia?

Vamos fazer valer esse clareamento, Chris? Hollywood não tem investido a toa…(rs)

E toda a magia que faltou, acabou sobrando nas festas pré e pós Oscar 2012

Fevereiro 28, 2012

No finde tivemos pencas de festas e outras premiações antes do aguardado Oscar 2012.

Tivemos o Spirit Awards, a festa da Elton e a da Vanity Fair. Ou seja, muito red carpet para cobrir.

Como já estamos meio que cansados de falar de modelões e ou de red carpets nesse momento, mesmo porque, tudo anda numa preguiça tão desanimadora, que decidimos fazer um post especial aqui no Guilt, reunindo somente toda a magia que passou por cada uma dessas festas e que em dia de premiação como essas, quase nunca são valorizadas porque os vestidos todos acabam chamando muito mais atenção do que qualquer tux bem cortado e em preto, desconsiderando quem o estiver vestindo.

E também, com um Oscar 2012 tão capenga e carente de feitiços (tirando o Dujardin, Höy!), todas a essa altura já estavam necessitadas de alguma magia, não é mesmo? Höy!

Chris Pine, o capitão Kirk que toda mãe pediu para Santa Cher como genro. Höy!

Bradley Cooper, aquele que perde convenientemente a memória durante a ressaca brava da noite anterior. Sei…Höy!

Matt Bomer, que não precisava nem falar nada, bastava ficar assim, com essa cara, congelado, no canto do quarto, com os braços abertos, para a gente aproveitar a sua presença e já usar como mobília, para pendurar as roupas e as fedoras todas, rs. Höy!

Boone agora diz que é vampiro com fama de mau, mas todo mundo se lembra do seu passado suspeito em uma certa ilha distante, guardada por uma rolha mágica, não?

Sem contar que ele continua fazendo muito bem a sua única cara, aquela com os olhos apertadinhos de sempre. Höy!

Zachary Quinto, embora esteja com o óculos errado, pequeno demais para o seu rosto, a gente perdoa, porque com esse combo de outfit escolhido pela mãe + cabelinho arrumadinho + memória afetiva de novo Spock, a gente aproveita logo para realizar a fantasia nerd. Höy!

Joseph Gordon Levitt é foufo, tem cara de primo carente e safadinho do interior de Connecticut e de quebra, já estabelece um período de pelo menso 500 dias para te conhecer melhor. Algo que funciona bem para quem estiver procurando um namorado sério e que goste de The Smiths (sonho de todas= uma namorado sério com o mesmo gosto musical= o seu próprio iPod Touch, rs). Höy!

Geraldo já foi melhor e todas sabem disso, acabou de sair da rehab por motivos do truque, mas talvez esteja bem carente e precisando de companhia. Vai que é a sua chance de ficar com o Leonidas antigo? Será que ele ainda guarda aquele figurino em casa? Höy!

ps: I love you till the end

Chris Evans é daquele tipo que deu uma piorada com o tempo, mas ainda assim, continua bem humorado, jurando que é herói do tipo agente duplo. E mesmo com o passar do tempo, continua se garantindo muito bem no shirtless. Höy!

E para finalizar, o nosso boy magia representante maior da magia sueca e das presas afiadas:

Ele, nórdico, alto, loiro sueco,  Alexander Skarsgard!

Que fazia tempo que não aparecia hein? Primeiro em azul, um pouco mais casual, só para ir entrando no clima e para já ir matando a saudade…Höy!

Depois em preto, para finalizar e mostrar toda a versatilidade do vampiro sueco xerife residente do sul americano. Höy!

Mas pensa que acabou?

Ainda não, porque o presente ainda não acaba por ai não, viu?

Temos a versão do Skarsgard em tux e fazendo cara de sei lá o que pensar numa hora dessas. Duvida?

PÁ! Porque quando a gente fala em magia, a gente joga sujo e vai a fundo no poder do feitiço. HÖY!

Todo mundo a-a-ma o Chris

Fevereiro 3, 2012

Se não ama deseja, pelo menos isso, Sejamos sinceros, vai?

Tudo bem que a gente faz a maior campanha a favor dos magricelos, aceitamos de peito aberto um peso a mais ou aquela barriguinha meio assim, mas afinal, estamos pegando quem mesmo para conseguir ignorar o Chris Evans? Mesmo braçudo e com cara de boneco de cera, hein?

#TEMCOMONAOAMAR&DESEJAR?

ps: só ficaria confuso em como chamar: Tocha ou America? Tocha America, resolve?

Green Lantern vs Captain America

Setembro 23, 2011

Depois dos trailers de ambos os filmes terem me decepcionado bastante, prometi para mim mesmo que talvez fosse melhor esperar e deixar para ver os dois longas depois…

Como eu costumo não cumprir as promessas que eu faço para mim mesmo e como todo bom nerd e pessoa que sofre com toda a sua curiosidade, é claro que eu acabei me traindo e assistindo os dois filmes, rs.

Resolvi então encarar como una competição, quem levaria a melhor? O dono do anel verde ou o homem do escudo?

 

Green Lantern

Poderia ter sido lançado como game e já estava bom. E  na batalha entre os dois novos filmes dos heróis do momento, o “Green Lantern” acabou levando a pior. (Fom forom fom fom)

Talver tenha sido prejudicado pelo seu próprio universo, muito mais fantasioso do que o do seu concorrente e assim, cheio de excessos de recursos visuais por todos os lados.

Mas sabe quando eles pesam a mão no conceito de efeitos visuais? Então…

Achei tudo exagerado demais e isso me incomodou desde quando foi lançado o trailer do filme. Movimentos artificiais demais para um herói que não parecia de verdade em boa parte do longa. Eu sei que esses recursos são necessários para um filme de ação, ainda mais como nesse caso, tratando-se de um super-herói, mas sempre fiquei decepcionado com essa falta de cuidado e exagero por parte do conceito de direção de arte. Sabe quando vc consegue perceber de longe que o herói não é real e sim um efeito de computador poder? Então, mas poder mesmo seria se esses efeitos passassem quase despercebido, ou fossem pelo menos bem disfarçados, fikdik…

Não vou entrar no mérito da questão quadrinhos vs filme, que apesar de nerd, eu não sou tão conhecedor assim do herói ou dos seus quadrinhos (e tmbm pq eu acho esse tipo de discussão muito chata e o mesmo vale para livro vs filme… sorry). Mas acho que a história foi prejudicada, analisando apenas pelo lado da sétima arte.

Seria muito mais interessante ter gastado mais tempo com a jornada do Green Lantern dentro daquele universo desconhecido, quando ele passa a conhecer o fundamento dos próprios lanternas, algo que poderia ter rendido muito mais. Talvez pelos altos custos, talvez por pura preguiça, mas eu senti que ele decidiu entrar e sair do clube do anel verde com muita facilidade, sem ter muito tempo para ser treinado e assim, assumir a sua função de herói.

Também considero que Hollywood já esta perdendo a hora de reconsiderar o perfil de atores de filmes de ação ou heróis. Não basta ter corpão, não basta ter magia (Höy!), tem que convencer e nessa hora, tanto o Ryan Reynolds quanto o Chris Evans na pele do Capitão América ficaram devendo e muito. Eu diria até que depois do Robert Downey Jr encarar de forma brilhante o seu Iron Man, esse conceito de que basta ser bonitinho e ficar bem dentro de um spandex ficou cada vez mais fraco, revelando o quanto uma boa atuação é importante sempre, ainda mais como falamos de algo com a dimensão do cinema. Algo até que não deveria restar a menor dúvida…

Outro fato que me irrita muito no Green Lantern enquanto herói é o seu poder. O anel podendo se transformar em qualquer arma ou ferramenta que ele precisar pode até parecer muito cool para alguns, mas eu acho bem preguiça. Eu que sou o homem aranha (sim, prazer!) e tenho que ficar saltando pela cidade dentro do meu spandex bicolor (euri), se tivesse o poder do Lanterna, ficaria sentadinho fazendo as unhas e hidratando o cabelo enquanto o meu anel mágico (ui) resolvia tudo por mim. Nesse caso, eu acho que para ser um bom Lanterna, vc só precisa de uma imaginação fértil e um pensamento rápido para resolver todo e qualquer problema da humanidade. Nesse caso, eu acho que me daria super bem no cargo e como é o próprio anel que escolhe o seu dono, fikdik para um próximo representante (alguém com o meu perfil e não eu mesmo, porque não posso acumular funções de herói, rs)

Tanto que com esse tipo poder, ficou bem ridículo quando ele usou uma pista de Hot Wheels mágica para resolver a questão de salvar a sua amada, ainda mais que no começo do filme, temos aquele close bem cretino para vender brinquedo de uma dessas pistas no quarto da criança e assim ainda aproveitando para revelar que talvez aquele objeto de cena em destaque tenha alguma importância para a trama do filme. Super lame…Zzzz

E a Blake Lively como Carol Ferris, hein? Preguiça vai? Não me convenceu em nenhum momento, sorry Serena, xoxo para vc (tenho que dizer que ela sempre faz uma boquinha irritante de quem esta segurando alguma coisa dentro dela mesmo e que sempre me dá uma aflição enorme, porque eu sinto que ela sofre de prisão de ventre, rs).

O saldo final do filme não é positivo, apesar do fato do herói ter uma jóia como a sua maior arma e isso já ser um fator importante a seu favor para todos nós neam? Euri (bling)

Vc tem a sensação de que esta jogando um game durante todo o filme e talvez essa experiência seja até muito mais interessante do que o próprio filme, porque dentro desse universo dos games, nós até aceitamos esses recursos tecnológicos com maior facilidade.

 

Captain America – The First Avenger

Poderia ter sido bem melhor, sim poderia. Já vou dizendo logo de cara, que entre o Ryan e o Chris, eu prefiro o Ryan e não me perguntem o porque. (Höy! E olha que ele tem aquela cara enorme e mesmo assim ainda tem uma mini boca hein? rs)

Sabia que eu achei uma experiência bem melhor? Sim, tenho que confessar que eu gostei mais dessa segunda opção e nesse caso da batalha entre heróis, o Capitão America se deu bem melhor.

Talvez pelo climão antigo, que já é um ponto alto a seu favor, mas a história ficou bem mais interessante com esse detalhe, pelo menos a princípio e eu senti que a construção do herói foi mais bem resolvida nesse caso também, apesar da nova onde de “criatividade comum” que anda rondando Hollywood onde todo mundo resolveu também querer matar o Hitler. Algo que depois do trabalho primoroso e delicioso do Tarantino em “Inglourious Basterds” eu acho até vergonhoso que alguém tente fazer melhor. Eu pelo menos já me sinto realizado e bem vingando com a versão do Tarantino e acho que basta, já deu.

Desde o começo, acompanhamos um pouco da trajetória do Steve Rogers até o momento em que de fato ele se transforma no Capitão America e isso foi bem bacana. Tudo com muito mais calma do que em “Green Lantern” por exemplo, com muito mais detalhes, onde vc vai ganhando aos poucos a simpatia pelo personagem, entendendo melhor por onde ele passou para se encontrar naquele momento da sua vida e assim, vamos conhecendo muito melhor a sua história.

Nesse caso, apesar dos efeitos visuais também serem utilizados como recurso (e não tem muito como fugir disso em filmes de heróis), da para perceber que rolou um cuidado maior com a direção de arte e isso é notável logo de cara, quando toda a magia do Chris Evans se encontra resumida em um corpo frágil do Steve Rogers no começo de tudo. Nessa hora, eu só acho que deveriam ter aplicado um truque naquela voz toda, que parecia demais para aquele rapaz frágil, soando como se o personagem estivesse sendo dublado. (não me lembro desse detalhe nos quadrinhos, então…)

Também não seria possível abusar dos efeitos nesse caso, porque o filme se passa em uma outra época, nos 40’s e é preciso manter alguma dignidade para tentar parecer real, não é mesmo?

Aliás, o clima antigo dos anos 40 é delicioso no filme, desde os figurinos com fundamento militar e um estilo pin up comportada para as mulheres,  até as ruas movimentadas do Brooklyn antigo.

Figurino esse que eu tenho que dizer que achei uma ótima resolução no caso do outfit do próprio Capitão America. A cor certa, o tecido mais pesado e nada de spandex (apesar de que…rs). Um herói retrô eu diria, que mesmo caricata quando o governo se aproveita da sua imagem para promover a guerra, conseguiu manter uma certa dignidade para o personagem, mantendo-se fiel ao período em que a história estava sendo contada. Excelente!

Outro ponto a favor do filme foi o elenco. Pencas de participações de atores consagrados do cinema e uma Peggy Carter (Hayley Atwell) muito mais convincente do que a Carol Ferris da Serena (euri) e ainda de quebra, um vilão bem mais interessante de ser visto, o Red Skull, vivido pelo Hugo Weaving, o eterno agente Smith/Priscilla (euri).

Aqui, além do vilão ser mais interessante do que o Hector Hammond do Peter Sarsgaard que é um ótimo ator, diga-se de passagem e que não teve muito tempo ou profundidade para evoluir em “Green Lantern”, o Red Skull acabou tendo um destaque maior para a construção e evolução do seu personagem de vilão, que ficou muito mais envolvido com a história apesar do seu desfecho ter acontecido até que de forma fácil demais para alguém que tinha os poderes semelhantes ao seu adversário.

Mas talvez eles tenham usado um pouco de tempo demais construindo a imagem do Capitão America no filme e tenham deixado um pouco em segundo plano demais as cenas de ação, que estão presentes no filme, mas que nos são apresentadas sempre meio assim. Se tivessem acelerado um pouco mais o processo de transformação (que durou 1h20 minutos no longa), talvez tivesse sobrado mais tempo para uma batalha mais intensa e com mais níveis de dificuldade para o herói, inclusive para a batalha com o seu maior inimigo até então. Senti mesmo a falta de uma grande luta, ou um confronto que tivesse começo, meio e fim, humpf!

É claro que como em todo filmes, a gente adora apontar as falhas neam? Nesse caso, eu gostaria de comentar dois momentos envolvendo a maior arma do Capitão America, que é o seu escudo (além da sua bondade, Zzzz). Como é que nenhum inimigo viu aquele escudo antigo nada discreto que contrastava claramente com todo o cenário, quando ele foi sozinho tentar salvar os soldados americanos e procurar o seu amigo Bucky? Hein? E como é que depois, naquela perseguição no meio da floresta e de moto, todo mundo só atirava no escudo (dessa vez o novo e definitivo) e ninguém pensava em mirar nas pernas ou no pneu da moto, por exemplo? Recursos da ficção que eu não consigo entender…

Um recurso que funcionou melhor nesse caso também foi o humor. As piadas funcionaram melhor e o sarcasmo dos diálogos foi melhor aproveitado. Até ganhamos uma nova expressão para o antigo “estão se pegando” que agora é “estão fazendo fondue”, rs. Fondue for Two (Glee Feelings)

E esse recurso de humor vale a pena ser creditado ao próprio Chris Evans, que já provou desde o “Fantastic 4” que ele consegue ser um cara engraçado, mesmo que continue sendo bem canastrão enquanto ator. E talvez falte isso para o Ryan Reynolds, se decidir se ele consegue olhar para o seu passado de comédias escrotas e tirar alguma coisa de bom disso, ou encarar de vez essa nova fase de “atorzão”, mas que para isso ele ainda vai precisar se eforçar e muito (sorry). Nesse caso, acho o Chris Evans melhor resolvido.

O filme realmente peca pelo final, que tem uma resolução até que simples demais com aquele salto no tempo de 70 anos e que coloca o Capitão America pisando na Times Square de hoje. Mas eles precisavam de algum jeito encontrar um link para colocar um herói do passado no atual presente e tudo isso por culpa do “The Avengers”, que eu espero que valha bem a pena e confesso também que esse detalhe sempre foi algo que me preocupou: como colocar heróis de diferentes contextos e épocas em um mesmo tempo e lugar? Bem, acho que ano que vem a gente finalmente descobre.

Ainda assim, vale muito mais a pena assistir ao homem do escudo poder, do que optar por aquele com a jóia mais brilhante, mesmo que seja mais atrativo, mas acreditem, não se enganem, porque aquilo não é esmeralda. Humpf!

Agora sim temos quase todos os vingadores reunidos

Setembro 5, 2011

Os vingadores nas ruas de NY. Mas cadê o Hulk, hein? (e a resposta é: na tela de um Mac poder, rs)

Tudo bem que vê-los assim sem a luz e o tratamento apropriado acaba um pouco com o encanto, mas mesmo assim, estou ansioso mil!

E os vingadores já estão reunidos

Agosto 22, 2011

Thor e o Capitão America no set do “The Avengers”, que por enquanto esta mais para reunião dos boy magia. Höy!

Esse eu estou ansioso mil para ver hein?

Captain America vs Green Lantern

Julho 13, 2011

 

No que diz respeito ao estilo dos dois, fico com o Lanterna Verde do Ryan Reynolds, que esta sempre de cardigã, xadrez, jeans, dez milhões de vezes melhor do que o Capitão America Coxinha do Chris Evans e esse sapato pavoroso.

MTV Movie Awards 2011, a premiação mais preguiça e previsível do cinema (Zzzz)

Junho 6, 2011

Ontém rolou o aguardadíssimo MTV Movie Awards 2011 (Zzzz, mas já foi aguardado por mim no passado antigo, quando era legal), o prêmio que desde que a saga “Twilight” surgiu (e não termina nunca mais, humpf), todas saben quem vai levar todos os prêmios da noite neam?

Vivo para o dia em que a franquia leve algum prêmio e alguém faça o Kanye West, ou quem sabe a platéia comece a levantar indignada, abandonando a premiação. SO-NHO com esse dia!

Tirando a menina do “Kick-Ass”, que levou 2 prêmios, incluindo o prêmio mais legal ever que é o de “fodona do ano”, super merecido, o resto dos prêmios todos foram para o filme “Twilight, os vampiros da depressão” como vcs podem ver na lista do final do post, para quem aguentar acordado até lá, rs

Mas do que a gente gosta mesmo em premiações é o red carpet neam? Pq todas amam falar de “modas”, euri

Então vamos dar uma olhada no show de horrores de ontém e ver quem nos deu motivo para gargalhar?

 

Porpetone da noite

E o mundo que tinha celebrado essa aposentadoria, teve que suspender a festa com o retorno inflado da atriz Amanda Bites (a lot), quer dizer, Bynes.

A aposentadoria foi pra que hein minha filha? Para começar uma nova vida como vendedora de hot dog e acabar comendo o carrinho todo? Dafcuk?

Mas ela que deve frequentar a escola XL-Tina Aguilera, que acha que gordinha tem que se enfiar em um bandage dress que “todas afinam” (NOT!), até que tentou bancar a esperta colocando esse sapato pavoroso de franjas, para tentar chamar a atenção para outra parte do seu corpo que não todo o resto inflado.

Funciona por 5 segundos, até vc voltar para a cara e PÁ!

 

Camarão Diaz

Vamos dizer a verdade? A gente sabe que a Cameron acabou de terminar o namoro de duas semanas (brinks, tem mais tempo, mas euri) com o seu boy magia e todas choram, mas não deu para segurar o choro na festa? Que cara inchada é essa?

Posso falar? Corpeeenho de 33, cara de 55, prontofalei

O gargula da idade chegou e grudou no ombro da Cameron, não tem jeito…

#NAOTABOMNAO

 

Animal print mudérno

 

Pq festa jovem e do rock (Zzzz) todas elas querem parecer modernas neam?

E nada melhor do que um bom animal print, para fazer a gostosa mudérna.

Rosie Huntington foi com a melhor estampa, mas acabou apelando demais para a sensualidade e imprimiu travestismo. O que todas adoram quando proposital, mas não era o caso.

Já a Reese fez a gostosa comportada e combinou o look com um sapato bege preguiça. Um vermelho nesse caso teria feito toda a diferença. Cherry, fikdik

E vcs sabem que todas elas resolvem aparecer em festa jovem que é para roubar a juventude da platéia neam?

Nunca olhe direto nos olhos delas, fikdik

 

Permuta da azeitona

Há quem aposte que essa ai, em troca de uma boa permuta para se manter na midia com um namoro no truque, acaba levando por contrato apenas 1 azeitona por dia, que é para manter o corpeeenho.

Selenytta Who?

 

E não tem Lea T certa meoamor

Todo mundo querendo saber da trasnformação da Lea T, quando Maria Gadu Beaver esta cada dia mais feminina? Não entendo…

Já ganhou o primeiro par de brincos e dizem que daqui uns anos, quando a fama acabar, é possível que ela ganhe seu primeiro sutiã, fikdik

 

Liquidação Balmain, 80% Off

E o MTV Movie Awards serviu para o que mesmo?

Para deixar pistas de que a Balmain esta fazendo uma queima de estoque hein?

No quesito poder, a Leighton Meester levou a melhor e roubou o brilho já tão apagado da Kristen Stewart, porque todas sabem que quanto mais bordado, brilho e pedrarias, maior é o poder ou pelo menos o prestígio na assessoria da Balmain, neam?

Até que enfim deu uma dentro hein Blair?

E nem adianta a Kristen grudar no boy magia, para tentar roubar algum carisma…

…pq nós também já cansamos dele, o Zé Vampir da depressão. Zzzz

 

Novo Tio Charlie, pode cuspir as batatas…

O que aconteceu com o Ashton? Alguém avisa que ele pode cuspir o caramelo do Du, Dudu e Edu (euri)

Já sei, ele tentou competir com os balloons da Nicki Minaj, só pode ser…

#NAOTABOMNAO

 

http://www.piadavelha.com

Too soon?

Eu AMO o Justin, acho os cds dele sensacionais, também acho ele um bom ator e meosonho é aprender a dançar como ele (e com ele).

Mas eu não consigo perdoa-lo por não ter assumido aquela história do peitcheeenho da Janet Jackson no Super Ball de 2004. E agora na Milla Kunis pode neam? Zzzz (mas nada que a gente não possa negociar hein JT?)

E hoje em dia ainda temos a Lady Gaga sambando todo dia na cara da sociedade com um “X” de fita isolante em cada peito. Euri!

Convida ela para se apresentar no Super Ball, convida vai? Quero ver se vcs são boludos mesmo, rs

 

http://www.piadamaisvelhaainda.com

Alguém ainda acha engraçado?

Na minha época ou a mascara que era verde, ou ele vestia um spandex verde cheio de pontos de interrogação. Bons tempos…

E eu juro pela Santa Cher que se algum dia o Jim Carrey cruzar o meu caminho, eu vou pedir de volta o dinheiro do meu ingresso para ver  “The Number 23” no cinema.

Vc me deve R$14 reais, Jim Carrey…

 

Magias desperdiçadas pela preguiça…Zzzz

As duas deveriam ter pensando mais antes de sair de casa, hein?

Achei muita preguiça essa falta de fundamento (mas a bolseeenha verde é maravileeeandra!)

 

Boy magia negra

É com enorme pesar que eu venho anunciar que o seu tempo de boy magia terminou hein Chris Evans? Queéqueaconteceu com o Tocha?

#NAOTABOMNAO

Agora esse Kellan Lutz , eu tenho certeza que é a reencarnação do Zacarias. Ui Didi! (não sei porque mas acho os dois praticamente gêmeos, rs)

 

Confirmou: estamos em falta de boy magia

Sim, temos cada vez menos motivo para gritar “Höy!”, humpf…

Não esta fácil minha gente, não esta fácil!

Só de pensar que no passado, a gente tinha o Johnny Depp, o Brad Pitt, o Jude Law e até o Keanu Reeves em suas melhores fases. Bons tempos!

Até que me chega a vez desses próximos três, para dar uma aliviada…

I ♥ Steve Carell. Höy!

I ♥ Emma Stone. Höy!

I ♥ Ryan Gosling. HÖY!

 

Vilão queridão 

Eu sei, eu sei que a gente odeia ele em Harry Potter

Mas eu amo esse casting. Sinto que eles foram meus colegas de classe, rs

 

Tapas na cara da sociedade. PÁ!

Elle Fanning, maravileeeandra em flores by Dolce & Gabbana. PÁ!

Emma Stone de volta a sua magia ruiva nesse Bottega Veneta poder. PÁ!

E a Brooklyn Decker, linda e dourada. Höy!

 

Agora, se vc resistiu até aqui e ainda não caiu no sono depois desse post enorme com essa premiação preguiça, segue a lista dos vencedores da noite.

Melhor Ator – Robert Pattinson, em “Eclipse” (Zzzz)

Melhor Atriz – Kristen Stewart, em “Eclipse” (Zzzz)

Melhor cena de cair o queixo – Justin Bieber, em “Never say Never” (Zzzz)

Melhor ator durão – Chloë Grace Moretz, de “Kick-ass” (Yei!)

Melhor revelação –  Chloë Grace Moretz, de “Kick-ass” (Yei!)

Melhor cena de luta – Robert Pattinson vs. Bryce Dallas Howard e Xavier Samuel, em “Eclipse” (Zzzz)

Melhor Frase de um Filme – Alexys Nycole Sanchez, em Gente Grande, pela frase “Eu quero ficar bêbada de chocolate” (Zzzz)

Melhor Vilão – Tom Felton, em ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 1 ” (Yei!)

Melhor Performance Cômica – Emma Stone, em “Easy A” (Yei!)

Melhor Filme – “Eclipse” (Zzz, apnéia profunda)

Não sabia que o Capitão América andava com duas bolas de futebol americano agarradas no braço…

Abril 25, 2011

Sério? Tá demais neam? Diz que essa é a versão dos gêmeos para os meninos, Ester & Oide (rs)

Exagerou no peso Capitão, fikdik

#NAOTABOMNAO


%d bloggers like this: