Posts Tagged ‘Drive’

Only God Forgives, o trailer (vermelho)

Abril 4, 2013

Ryan Gosling trabalhando novamente com o diretor  Nicolas Winding Refn (“Drive”) em um filme sobre o plot de uma vingança familiar envolvendo mãe e filhos, todo situado na Tailândia.

Ansiosos?

 

ps: se for com a mesma classe do trailer, sim Ryan, eu quero brigar. Caí dentro! (e quando ele pular, vocês todos jogam o gel, combinado? – escrevendo enquanto visto o meu monokini de lamé dourado #HELLYEAH)

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Quem foi que disse que nós não podemos ter o nosso próprio Ryan Gosling nesse Valentine’s Day?

Fevereiro 14, 2012

E chega de ficar implorando por uma magia do tipo “Ryan Gosling” para o São Valentim (chega nada, vai que ele atende? rs), que talvez ele esteja recebendo esse mesmo tipo de encomenda de muita gente recentemente.

Por isso, o nosso problema está resolvido (parcialmente pelo menos) com essa versão em papel criada pelo artista Kyle Hilton da versão “Drive” do nosso boy magia preferido do momento, que é só entrar lá no Tumblr do artista, salvar, imprimir e pronto, já pode falar para as amigas que vc tem o seu próprio Ryan Golsling, com direito a troca de roupas e tudo mais.

E não vale escrever “my blue valentine” na t-shirt branca dele, porque essa ideia já foi utilizada (…), então: sejam mais criativos and suck it!

Happy Valentine’s Day! (aceitamos agradecimentos em formato de doces ou chocolates por esse presentinho de amor que o Guilt dedica à todos os seus leitores no dia de hoje)

(♥)

ps: e o Flannel Animal tem uma coleção maravileeeandra e sensacional de paper dolls e vale a pena conferir todos! Sério, tem versões para personagens de Breaking Bad, Parsks And Recreation, It’s Always Sunny in Philadelphia, Arrested Development, entre outros. Ou seja, #TEMCOMONAOAMAR?

Com essa cara de evil magia, ele só pode estar planejando alguma coisa, não?

Janeiro 30, 2012

Com essa cara de evil magia do Ryan Gosling de passagem na Tailândia, ele só pode estar planejando alguma coisa sobre a esnobada do Oscar (e das demais premiações) em relação aos seus filmes, hein?

E a sugestão do Guilt é que ele compareça a cerimônia, completamente nude e bem a vontade (não tão a vontade assim, if you know what i mean…rs), em sinal de protesto e caminhe lentamente atrás do vencedor, quando o prêmio de melhor ator for anunciado. Mas tem que ser lentamente, para parecer bem natural. Höy!

Seria ou não um momento épico?

#IDREAMEDADREAM

Drive, o trailer

Agosto 23, 2011

Já que começamos o dia com ele, achei justo tmbm terminar.

“Drive” é o novo filme do Ryan Gosling (o nosso novo herói) que ganhou prêmio em Cannes, com direção do Nicolas Winding Refn (que foi quem ganhou o beijo do Ryan naquela época, vcs lembram?) e que tem pencas de gente talentosa e conhecida de todos nós no elenco.

Ansioso mil!

Drive, o poster

Agosto 16, 2011

Estou bem curioso com esse novo trabalho do Ryan Goling, “Drive”, que ainda tem no elenco Carey Mulligan, Bryan Cranston e a Christina Hendricks.

Promissor esse elenco, não? Höy!

Ansioso mil!

Au revoir Cannes 2011

Maio 23, 2011

Terminou! E vc já sabe quem levou? Bom, vai ficar sabendo daqui a pouco, mas antes disso eu preciso dizer que…

Seja com peruca preta de franja e descalças, seja toda de uniforme amarelo e ensanguentada (minha preferida!), ou seja com esse modelón azul poder, Uma Thurman vc continua sendo a minha Muse 4ever. TE AMO!

E tah magrona, tah gatona, tah gostosa!

E dividir a Muse com o Tarantino não é para qualquer um hein? Tudo bem que ele não sabe dessa divisão, mas isso é apenas um detalhe, rs

Agora sim, vamos a lista:

Palma de Ouro: “A árvore da vida”, de Terrence Malick (EUA)

Atriz: Kirsten Dunst, por  “Melancolia” (Dinamarca/Suécia/França/Alemanha)

Ator: Jean Dujardin, por “The artist” (França)

pausa dramática: receber qualquer coisa das mãos do De Niro, até mesmo um guardanapo usado, seria o equivalente a um infarto para mim. TRAVIS!

Diretor: Nicolas Winding Refn, por “Drive” (EUA)

Roteiro: “Footnote”, de Joseph Cedar (Israel)

Grande prêmio: aqui deu empate entre “O garoto de bicicleta” (Bélgica/França), de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, e “Once upon a time in Anatolia” (Turquia), de Nuri Bilge Ceylan

Curta-metragem: “Cross country” (Inglaterra), de Marina Vroda

Prêmio Câmera de Ouro (para diretor estreante): “Las acacias” (Argentina/Espanha), de Pablo Giorgelli

Prêmio de júri: “Polisse”, de Maiwenn Le Besc (França)

E a Kirsten Dunst que levou como melhor atriz? Merecido, mesmo sem ter visto ainda, mas pelo conjunto da obra. Outra das minhas Muses!

Além do que, ela foi receber o seu prêmio muito bem acompanhada desse Chanel poder! PÁ!

Agora o momento que todas aguardam desde o post anterior…

Vcs viram que quem levou o prêmio de melhor ditetor foi o Nicolas Winding Refn, do filme “Drive”, que tem o Ryan Gosling como protagonista, neam?

Mas e ai, rolou ou não rolou o beijo que todas aguardam ansiosamente hein?

Bom, para acabar com o climão de suspense, eis o momento que todas esperavam…sisegura!

HÖY! CATAPLOFT!

Agora o que todo mundo quer saber é: as inscrições do curso de cinema começa quando mesmo?

#TEMCOMONÃOAMAR!


%d bloggers like this: