Posts Tagged ‘Em um mundo melhor’

Oscar 2011 – É, faltou emoção…

Fevereiro 28, 2011

Não sei ao certo o que aconteceu ontém a noite, ou melhor, o que não aconteceu, porque no final das contas, mesmo tendo os meus favoritos como os grandes vencedores da noite, acabei sentindo falta de ficar emocionado na premiação do Oscar 2011, talvez com os discursos, com as apresentações, não sei…

Sem nenhuma surpresa e nenhum azarão, o Oscar 2011 pela primeira vez em muito tempo, acabou premiando exatamente quem a gente esperava. Pelo menos, achei bem democrático o fato do grande vencedor da noite sair apenas com 4 estatuetas, o que de uma certa forma privilegia a diversidade de filmes concorrentes. Achei justo pelo menos, pena não ter me emocionado.

Anne Hathaway e Franco foram OK, mas não me lembro de nada muito marcante na apresentação dos dois, então…

Vamos a lista?

 

Melhor filme

“The Kings Speech”


Merecido, embora não fosse o meu preferido, que como sou do time dos modernos, estava na torcida por “Black Swan”. Mas eu matei a charada quando o video de apresentação dos dez indicados abriu com o discurso do rei do Colin Firth e assim permaneceu, apenas com o audio, intercalando entre cenas dos demais filmes, sem mais nenhuma imagem do “The King’s Speech” até a cena final, que é exatamente a cena final do filme. Senti que nessa, eles acabaram entregando quem seria o vencedor. Fiquei com medo de “The Social Network” acabar levando de última hora, porque o filme é apenas bom, comparado ao outros excelentes concorrentes. Pelo menos foi um prêmio justo. Clap Clap Clap!

 

Melhor diretor

Tom Hooper – “The King’s Speech”

Realmente é um filme muito bom e ao contrário do que muita gente tem falado, eu acabei sentido um certo olhar para a modernidade no filme. Muito embora eu ache o olhar visionário do Darren Aronofsky mais interessante.

 

Melhor atriz

Natalie Portman – “Black Swan”


Ninguém merecia mais, não é mesmo? Ainda grávida? Achei de uma elegância sem tamanho o seu namorado, o bailarino Benjamin Millepied, com toda a sua postura de primeiro bailarino do ballet de NY, ajudando ela a subir as escadas para receber o seu prêmio. O discurso eu achei honesto, só que mais uma vez faltou emoção. E nem eu e ninguém vai perdoar a Natalie Portman (e talvez ela mesmo no futuro) de não ter ido de preto para a premiação neam? Era a hora da volta do look cisne da Bjork, ou seja, a não ser que vcs façam uma continuação (rs), perdeu a chance Natalie!

 

Melhor ator

Colin Firth – “The King’s Speech”


Me bateu um medo quando a Sandra Bullock (que estava ótima inclusive) deu aquela pausa antes de anunciar o vencedor na categoria melhor ator…mas no final, tudo se confirmou e Colin voltou para a sua casa carregando o seu Oscar. Mais do que merecido e esse prêmio eles ficaram devendo para ele desde 2010 por “A Single Man” (que saiu em DVD por aqui no final do ano passado) e para surpresa de todos, ess ano ele voltou com um personagem ainda mais dramático e com um detalhe que sempre pesa: um Rei. Nada mais do que justo não? Clap Clap Clap!

ps: Já pode comemorar Bridget Jones, que o seu boy magia esta voltando para casa com um Oscar! Yei!

 

Melhor atriz coadjuvante:

Melissa Leo – “The Fighter”

Não assisti ao filme ainda (mas quero muito ver), mais quando dois dos atores coadjuvantes levam os prêmios, isso só pode indicar a qualidade do filme, não?

 

Melhor ator coadjuvante

Christian Bale – “The Fighter”

Repito o texto acima e nesse caso, sempre achei o Christian Bale um bom ator, desde aquele outro filme (“The Machinist”)  que ele também aparecer hiper magro e quase irreconhecível (repetindo a fórmula para chamar a atenção feelings). Algo que sempre comove a Academia, fato.

 

Melhor longa-metragem de animação:

“Toy story 3”

Nenhum outro concorrente fez 10 entre 10 adultos chorar tanto no cinema quanto “Toy Story 3”, que voltou anos depois para nos divertir e muito e ainda causar algumas lágrimas. Super merecido! Clap Clap Clap!

 

Melhor direção de arte

“Alice In Wonderland”

Alice é mesmo um banho de bom gosto. Um “esquisitice” maravileeeandra! Clap Clap Clap!

 

Melhor fotografia

“Inception”

É a melhor porque talvez fosse a mais diferente. Todo mundo já viu as belezas da Londres antiga em algum lugar, assim como o horizonte nos desertos americanos. Agora, prédios se dobrando, se enrolando na verdade, isso sim foi a primeira vez e uma primeira vez belíssima. Imagem que não vai sair tão fácil da cabeça de quem assistiu o filme. Clap Clap Clap!

 

Melhor curta-metragem de animação

“The lost thing”, de Shaun Tan, Andrew Ruheman

 

Melhor roteiro adaptado

“The Social Network”

Um roteiro muito bom mesmo, ágil, moderno.

 

Melhor roteiro original

“The King’s Speech”

Outro roteiro que eu diria que é no mínimo inusitado.

 

Melhor filme de língua estrangeira

“Em um mundo melhor” (Dinamarca)

 

Melhor trilha sonora original

“The Social Network” – Trent Reznor e Atticus Ross

Não me lembro de nada da trilha sonora do filme e acho que a melhor trilha tem que marcar, por isso, achei injusto…

 

Melhor mixagem de som

“Inception”

 

Melhor edição de som

“Inception”

Parece que virou tradição no Oscar os prêmios técnicos irem todos para os filmes mais técnológicos neam? Boring…

 

Melhor maquiagem

“O lobisomem”

Dizem que o filme é péssimo, alguém aqui assistiu?

 

Melhor figurino

“Alice In Wonderland”

Super hiper merecido. Fiquei emocionado até. Talvez porque fosse o figurino que eu gostaria de ter feito, rs

 

Melhor documentário em curta-metragem

“Strangers no more”

 

Melhor curta-metragem

“God of love”


Melhor documentário (longa-metragem)

“Inside Job”


Melhores efeitos visuais

“Inception”

Óbvio!

 

Melhor edição

“The Social Network”

Na minha opinião, é a melhor parte do filme.

 

Melhor canção original

“We belong together”, de “Toy story 3”

E o Zachary Levi que ainda cantou lindamente a música de “Enrolados” hein? Que foufo!

Assim terminanos a lista dos grandes premiados no Oscar 2011, sem nenhuma surpresa ou grandes emoções, humpf!

Nem mesmo o meu coral preferido (o PS22 Chorus de NY, procuram no Youtube que é sensacional!) conseguiu me comover ao final cantanto “Somewhere Over The Rainbow”, deveriam ter escolhido alguma das músicas mais funfamento que eles costumam cantar. (mas foi foufo vê-los por lá)


%d bloggers like this: