Posts Tagged ‘Emile Hirsch’

Encontrinho Alpha Dog

Abril 19, 2012

Emile & Anton, dois foufos já até que antigos. Höy!

AMEI esse encontrinho “Alpha Dog” hein?

Coachella 2012 – Agora sim, a parte boa e fundamento do festival, que ainda nos dá alguma esperança de que nem tudo está perdido!

Abril 16, 2012

Se por um lado o Coachella 2012 foi uma total preguiça (e esse lado nós já conhecemos no post anterior), do outro, ainda há esperança de que gente bonita e com fundamento, reunidos para ouvir música boa, ainda existe!

Não acredita? Pois bem, nem tudo está perdido…Yei!

Kate Bosworth (Höy!) e o seu Michael Polish, ela que só não vai levar o título de muse da edição 2012 do Coachella, pq esses looks todos dela eram meio que patrocinados e ai fica fácil aparecer assim maravileeeandra nos primeiros dias do festival, neam gata? (não que a gente não acredite no seu own potencial)

Mas tá gatona, tá magrona, tá gostosa e é isso o que importa. PÁ!

ps: querendo me patrocinar tmbm Mulberry, estamos ae!

Um bom exemplo de como um bom patrocínio pode fazer toda a diferença, é esse look da Emma Watson, completamente diferente daquele outro do post anterior, totalmente meio assim…

Agora sim, maravileeendra! (e o que são foufas essas criaturas infláveis? Hein?)

Falando em magia e gente bonita…Jared Followill e a sua namorada. Höy!

Vamos combinar que a fazenda Followill tem um ótimo trabalho de reprodução, não?

Emile Hirsch que agora sim, de banho tomado e roupa trocada, figura na nossa lista que ainda vale a pena do Coachella.

Foufo mil!

Frodo é sempre o Frodo neam minha gente?

Ele que dessa vez, não foi acompanhado nem do seu pé de hobbit (rs) e nem do seu melhor amigo, Wilfred. Humpf!

Foufo mil!

Josh Hutcherson, que mesmo basicão e com essa cara mega quadrada, é o nosso novo queridão, neam?

I ♥ Peeta! (quem viu “The Hunger Games” sabe do que eu estou falando e já pode aguardar o meu post a respeito do filme que deve chegar em breve…)

E eles que foram  o casal foufurice da vez no Coachella : Joshua Jackson e Diane Kruger

Sim, o nosso Peter Pacey (♥), que dessa vez surgiu em um lago cercado de crocodilles (rs) e  provou que merece ser considerado um boy magia mágica porque…

… se sentiu confortável o suficiente para apontar coisas na arara na ludjeeenha, mesmo com a Diane Kruger entendendo muito mais do riscado e com isso subiu ainda mais na nossa categoria de namorados imaginários perfeitos (rs). Atitude essa que só prova que:

a) ele é seguro o suficiente e tem personalidade para arriscar palpites

b) ele presta atenção no que ela diz e já conhece o seu gosto

E sendo a alternativa correta A ou B, eu pergunto: #TEMCOMONAOAMAR?

#TEMCOMONAOAMAR o casal todo combinado no pantone de listras? (♥)

ps: e essa cara de todo simpatico & completamente bobo? E o quanto é maravileeeandra essa Diane Kruger? Höy!

#TEMCOMONAOAMAR  um abracinho (quase afofada) do casal em pleno show?

Awwwnnn! (♥)

Walter estaria orgulho em seus laboratório, certamente! (nós em nossos laboratórios também ficamos!)

Para finalizar esse post que nós dá alguma esperança de que ainda é possível se fazer um festival como o Coachella de forma nada preguiça como na versão do post anterior (que nós preferimos esquecer), ficamos com essas duas últimas imagens que traduzem tudo o que a gente espera de um festival:

A primeira com o Aaron Paul se jogando na pixxxta (tá, gramado, rs), como deve ser e todo mundo tem que experimentar algum dia! Porque afinal de contas, o que a gente sempre espera de um festival é diversão, neam?

E a segunda, com esse pai levando o garotinho ainda super pequeno para o festival, provando que em fundamento a gente investe desde bem cedo.

Foufo mil!

ps: esperamos que o próximo finde do Coachella seja mais inspirador… (e que algumas pessoas prefiram ficar em casa, rs)

ps2: as imagens que abrem e fecham esse post são do Cobrasnake (♥)

Coachella 2012 – A parte preguiça do festival que a gente preferia não ter visto

Abril 16, 2012

Sim, até um dos festivais mais bacanas do mundo sofre com a popularização, humpf!

Mas vejam bem, não quero dizer com isso que não é bacana que o festival seja um espaço para todos, porque todas sabem que o separatismo não é o plot do Guilt. Mas quando a preguiça e os wannabe hipsters passam a ocupar a maior parte das notícias sobre o Coachella 2012, nós começamos a sentir uma preguiça insuportável desse que já foi um festival magia.

E como apesar de tudo, nós ainda acreditamos no festival, na música e no fundamento, resolvemos dividir o Coachella 2012 em 2 partes, com o que foi bom e o que foi meio assim no festival. E é claro que a gente vai começar pelo xoxo neam?

Preparados para o pior?

E vamos começar por ela, a musa da edição 2012 do Coachella, só que ao contrário e de ponta-cabeça: Vanessa Hudgens! (Zzzz)

Ahhh esse pessoal do Highl School…(Faculdade nem pensar neam gata?)

Tem coisa mais pavorosa do que essa fantasia (porque pra mim isso não é um outfit) de Kakadawikka, dela? (“Night At The Museum” quote, rs)

#NAOTABOMNAO

Mas esse não foi o único look pavoroso (talvez tenha sido apenas o mais pavoroso deles) da nossa diva do High School preguiça…

Tem esse outro…PÁ!

E esse aqui também…PÁ!

E a pergunta que não quer calar é: em que pool party das amigués que a Vanessinha anda procurando os seus namorados?

Primeiro o Zac Efron (que significa até imóvel, de boca fechada e com a sua eterna cara de bom moço), agora o aleatório de Switched At Birth. Já podemos dizer que ela tem um tipo? SIM!

E a sugestão do Guilt para a Vanessa Hudgens é que ela desvie o olhar do time de patinação artística do High School (que também sempre significa, SEMPRE!) e comece a prestar mais atenção nos colegas de classe do time de Rugby. (que significa bem menos, porque as amigués espertas não se arriscam a perder os dentes por pouco, rs)

Sugerimos também que ela não faça mais a cockblock, porque o combo sleepers + calça dobradeeenha + regata paga mamilo = mais do que significa, hein?

Deixa essa borboleta voar!

Katy a Perry, parece que mesmo com o namorado novo e modela dela (sim, modela), ainda não superou o ex marido lindíssimo (NOT), porque esse look está ou não está Russel Brand demais, hein?

Depois ela bem que tentou fazer a moça virgem vinda direto do interior acompanhada dos seus gêmeos (rs), mas não colou e o look viúva do dia anterior conseguiu ser ainda melhor do que essa transparência horrorosa da nossa Katy.

E cadê que ela não se apresentou ao vivo? Tanto talento assim disponível e disperdiçado no gramado do festival? Numacredito? (euri)

Se eu fosse ela, tinha grudado na Ke$ha que também circulava na audiência do Coachella 2012 e tinha improvisado um acapella, ali mesmo. (imaginem a terra se abrindo em um racho profundo nesse momento, ao som dessas duas vozes maravilhosas! Se quiserem uma colaboração brasileira, sugiro um nome: Cláudia Leite – e com essa parceria, esse dia também ficaria conhecido como o novo apocalipse, rs)

Outro que pesou a mão no look desse ano foi o Jarde Leto neam?

Logo ele que é praticamente o embaixador da regatinha paga mamilo. Vai entender…

No dia seguinte ele até que deu uma melhorada, mais ainda assim estava pesado demais, não?

Ainda falando do look do meninos, também vamos deixar o Emile Hirsch preso na versão preguiça do festival, apenas por esse look de motoboy militar que não nos diz absolutamente nada, praticamente em um único tom de preguiça. WOO!

E com dor na minha varinha mágica, vou ter que dizer que esse look da Emma Watson com bota de cano alto e salto quase fino #NAOTABOMNAO, humpf!

Achei preguiça, achei Pussycat Dolls e achei que a Hermione merecia um toque a mais de magia…(falando em magia, esse é o seu novo boy magia, Will Adamowicz)

Fugly (Beija Perez Hilton), que não é lá uma pessoa de muito prestígio para se ter em um festival, neam?

Se bem que, poderia ser pior e ela poderia estar cantando com a sua banda preguiça. (NÃÃÃÃÃO!)

Ou seja, antes ter uma Fergie caminhando feito hippie preguiça no gramado (mesmo porque ela vem acompanhada de um acessório até que interessante chamado Duhamel), do que ter os 25 integrantes do BEP juntos no palco, que seria algo como pedir para morrer sob torutra com requintes de crueldade. WOO!

Gerard Buttler, que ultimamente só vale a pena, por quem anda por perto dele, tipo o moço com as tattoos espaçadas a sua frente. Höy! (para o desconhecido)

Será que isso é um sinal de que significa? (pensando sobre o assunto…)

Kellan Slutz…Zzzz (sono profundo)

Vamos a fórmula de Kellan:

cara de Zacharias antigo + corpo de gogo boy + cabelo do Belo = TODAS PASSAM! (ou pelo menos deveriam…)

E o Boone, hein?

Fiquei com a impressão de que ele estava com o mesmo figurino do ano passado. Seria o chapéu?

Ou essa pulseireeenha de bolinha, que já foi budista e hoje eu não sei mais o que representa ou se  ainda reresenta? (NOT, claro!)

ps: vou pular a imagens dele com sua namorada colega de trabalho, por questão de não acreditar no “gênero”…

Rachel, Finn, Puck e Bocão reunidos no mesmo lugar e nem arriscaram um encontro/flash mob?

Tudo bem que faltaram os nossos preferidos (Porcelana + Artie + Santana + Brittany + Becky Evil), mas ainda assim, acho imperdoável que não tenha saído nem pelo menos o refrão de “Don’t Stop Believin’”…

Três últimas considerações sobre o Glee Club no Coachella:

1) O que é a cara de vendida da Lea Michelle, tirando foto no lounge como se fosse para a revista Caras (que já é bem meio assim) e descobrindo dois segundos depois que além de tudo, era para a Contigo?

2) O que é o figurino de bad boy motoqueiro de BMX do Puck?

3) Só eu fico imaginando a Rachel na frente do palco, com uma mão no ouvido e a outra à la diva, tentando alcançar notas maiores do que quem estiver se apresentando no mesmo palco? (rs)

LiLo em liberdade. SEGURA!

E esse figurino de quem foi ao Coachella para arrecadar? Hein?

$$$ Catching (assim esperamos, porque as contas continuam chegando…)

E para finalizar essa versão preguiça do primeiro finde do Coachella 2012 temos ela, minha arqui-inimiga do momento, aquela que no ano passado levou a sorte grande bem grande (não vou falar muito sobre pq ainda me sinto magoado, mas procurem no meu post antigo da outra edição do festival): Teresa Palmer, também conhecida como megabitch.

A respeito dela e do seu figurino pavoroso preguiça e medonho, eu não tenho nada o que falar, a não ser que essa roupinha é inteira horrenda e que eu continuo achando ela uma megabitch evil. Mas nesse caso, o meu recado tem nome e endereço certo e em caixa alta, simbolizando a mágoa do caboclo de alguém que ainda não se conforma:

VC PODERIA FAZER MUITO MELHOR DO QUE ISSO, SCOTT SPEEDMAN! PÁ!

ps: Scott que é o meu muse do Coachella de todos os anos e que não esteve no festival nesse primeiro finde (SIM, Tez esteve sozinha, algo que tem se tornado constante… significa?). Será que ele percebeu que não valia mais a pena?

Só nomes na passarela da Prada, hein?

Janeiro 18, 2012

Adrien Brody, Garrett Hedlund,  Emile Hirsch, Jamie Bell  e Willem Dafoe, todos em Milão, na passarela da Prada Fall/Winter 2012.

Maravileeeandro!

ps: adorei o detalhe dos objetos no bolso e o tecido dos dois primeiros casacos.


%d bloggers like this: