Posts Tagged ‘Gaby Amarantos’

“One way trigger” significa que perdemos os Strokes?

Janeiro 31, 2013

Já disse que eu gosto e aceito mudanças, desde que elas sejam para algo melhor ou pelo menos uma boa tentativa tendo em vista exatamente esse objetivo. Quem não está contente como está, não quer ficar pior, não é mesmo? (o que não quer dizer que tentando mudar a gente sempre consiga acertar)

Já disse também no passado que “Angles” não é um dos melhores trabalhos dos Strokes, ou pelo menos, não soou assim para mim. (hábito que eu preciso retomar por aqui e esse é um lembrete para mim mesmo)

Até que eles chegaram agora com a novidade de “One Way Trigger”, primeiro single do novo CD da banda, o “Comedown Machine”, que deverá sair no final de Março e estava todo mundo falando qualquer coisa a respeito. Fui  ouvir atentamente, sedento por alguma novidade boa da banda afinal, como não me dei bem com o último CD, a minha saudade da banda antiga já contava por mais tempo. A princípio, consegui encontrar um pouco até de A-ha antigo e meio desconsertado nessa nova proposta de som, que estava todo mundo dizendo que a banda havia emprestado do tecnobrega brasileiro.

Torci o nariz, não achei a primeira metade da música tão ruim assim (veja bem, eu disse “tão ruim assim”, o que não significa também que ela seja boa), até chegar em sua segunda metade, onde eu tive que concordar que esse novo single é muito mais tecnobrega do que Strokes como conhecemos e gostamos tanto de outros tempos. Sério, o que teria acontecido com esses meninos?

Só sei que dessa forma, é possível que muito fã persistente da banda seja visto pela primeira vez em uma festa de aparelhagem. Imaginem o Julian gritando “Tremé”? HAHA

Para encerrar, eu só tenho mais duas coisas a dizer e que ambas não tem muito a ver com o The Strokes, mas enfim: Gaby Amarantos, eu gostava muito mais de você quando não era muito conhecida e ainda se orgulhava de ser chamada de Beyoncé do Pará (basta procurar uns videos por aí). Na era pré-estrelismo do não quero mais parecer ninguém embora pareça e já tenha aproveitado disso para subir uns degraus. Mas gosto de você, principalmente quando você deixa o seu bairrismo exagerado de lado. Ou seja, quase nunca, rs.

E a segunda é que toda vez que eu vejo a Gabi Amarantos em qualquer lugar, eu só consigo pensar na Preta Gil se roendo ao som de qualquer um dos singles do seu pai, tios ou padrinhos, não se perdoando por não ter tido a ideia da Gaby Amarantos antes. Sério, nada me tira da cabeça que esse personagem foi feito para a Preta. Força, Preta!

Agora, que é difícil esperar qualquer coisa de “Comedown Machine” depois desse single, isso é…

#YOLO(W)

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt


%d bloggers like this: