Posts Tagged ‘Hung’

Jon Hammhung

Abril 4, 2013

jon-hamm-

Não tão recentemente assim, descobrimos que o “h” faltando no nome do “Jon” Hamm não fazia a menor diferença porque na verdade, a vida já lhe havia sido bastante generosa. Bastante. E isso porque ainda não tivemos acesso ao material bruto de algum momento mais animador e constrangedor do ator, que pode até ser constrangedor para alguns, mas para outros significa sorte grande. Höy!

Por isso também entendemos o porque da sua esposa estar sempre tão sorridente para a vida. E tem motivo para não estar? Nesse caso, podemos pensar em pelo menos 45 (cm) motivos deles… (sorry, não tem como resistir a qualquer coisa nesse caso)

Apesar do bom humor que o próprio Jon Hamm vem lidando com essa situação constrangedora, tenho certeza que ele não fazia muita ideia de que isso poderia acontecer, fazendo o tipo totalmente desavisado (e imagino as piadas internas na família) e acho também bastante importante e um ponto super positivo a seu favor que mesmo assim ele continue investindo no fundamento “Freedom” onde agora, basta uma aparição dele levando o cachorro para passear na pracinha, para sair pelo menos 58 clicks, todos aguardando alguma manifestação de suas partes intimas. Sério, podem contar…

Agora, #TEMCOMONAOAMAR as propostas de algumas marcas de cueca, oferecendo abastecimento vitalicio de cuecas para o ator?

Não, não tem. (♥)

#HOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOY

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Mad Men Season 6, o promo

Março 21, 2013

Na verdade, o promo acima nada mais é do que uma reunião de cenas que nós já vimos durante a temporada anterior de Mad Men, mas como estamos morrendo de saudades da série, já está valendo de alguma coisa.

Mad Men volta dia 07/04 (até que enfim!), com uma premiere dupla de duas horas. E por aqui, a TV Cultura anunciou recentemente que começará a exibir a série, ainda sem data definida para a estreia. (dizem que a previsão é que a Season 1 da série do AMC chegue ao canal brasileiro ainda em Abril)

Aproveitando o momento, o Huffington Post fez recentemente uma matéria super engraçada, falando sobre a piada interna recorrente que circula nos bastidores de Mad Men a respeito de um hábito que nós por aqui também já percebemos do Jon Hamm (The New Normal inclusive fez uma piada ótima a respeito também, mas nós fizemos primeiro…), dizendo que inclusive, eles que sempre tiveram uma grande preocupação com a dimensão dos gêmeos da Christina Hendricks na hora de tratar as imagens promocionais da série, na verdade, começaram a perceber que esse não era exatamente o MAIOR problema na hora de aplicar esse tratamento. Sério, #TEMCOMONAOAMAR essa lenda aprovada & comprovada?

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Sempre soube que havia um motivo a mais para as nossas grandes expectativas em relação ao Orlando Bloom

Janeiro 22, 2013

orlando-bloom-

Confirmou!

E isso é tudo o que eu tenho a dizer a respeito da imagem acima, com a caminhada do orgulho do Orlando Bloom, que realmente parece não ter nada do que se envergonhar. Höy! (para quem não entendeu, a direção para a graça da piada se encontra na região sul)

Höy!

 

ps: tirando todo e qualquer atrativo e ou distração a mais desse momento,  podemos considerá-lo como um dos poucos que consegue manter a magia, mesmo usando calça de moletom em público?

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Sugestão de presente para o amigo secreto do Jon Hamm: cuecas

Dezembro 7, 2012

jon-hamm

Por esses dias…

jon-hamm

Em setembro antigo…

Juro que eu não queria ser a pessoa descaradamente descarada e indiscretamente indiscreta responsável por trazer esse assunto a tona (se bem que teve gente que falou da outra vez, sobre a segunda imagem…) mas, acabou se tornando algo inevitável já que ele insiste no fundamento “freedom”…

Seria essa uma preferência pessoal dos balangandãs soltos, ou ele não tem avós e tias indiscretas e humildes ou sovinas que sempre nos presenteiam com calcinha ou cueca? (nas famílias mais modernas, pode até rolar os dois, rs)

Juro que eu tentei evitar o assunto Jon. E olha que em setembro, essa imagem foi digna de um CATAPLOFT!

#SETAPARAADIREITA

#RUBORIZEIEHIPERVENTILEI

#PARANDOPORAQUIPARAAPIADANAOPERDERAINDAMAISOLIMITE

 

ps: I’m so so sorry Jon! E se servir de consolo (palavra não muito recomendável porém perfeita para o momento), Höy! Clap Clap Clap!

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

A flechada aparentemente certeira de Arrow

Outubro 15, 2012

Arrow era uma das estreias dessa fall season para a qual nós criamos nossas maiores expectativas devido ao volume e o bom material da sua divulgação intensiva. Apesar disso, nossa experiência em relação a séries do gênero nos deixava com um certo pé atrás em relação a nova série do momento ser ou não algo bacana. Mas não é que a julgar pelo piloto, Arrow parece ser bem boa?

Sim, a nova série da CW teve uma estreia grandiosa em todos os sentidos. Uma grande produção, muito bem cuidada por sinal e mais do que isso até, a série conseguiu demonstrar com esse piloto de que pelo menos parece estar repleta de boas intenções e com vontade de fazer a coisa certa, o que por si só já é um ótimo sinal.

Tudo bem que a série conta com um herói que não é dos mais populares e esse detalhe apesar de soar como uma certa desvantagem, pode também se considerado como um ponto a seu favor, onde a cada episódio vamos fazendo novas descobertas em relação a sua mitologia e assim, vamos conhecendo e descobrindo o personagem aos poucos. Ao contrário do que acontece quando o assunto são os heróis mais populares e nesse caso eu vou ter que citar Smallville, onde era impossível não acabar se irritando uma vez ou outra por conta de suas adaptações, muitas vezes absurdas em relação a mitologia de um personagem tão popular com o Superman. Mas isso também é coisa de fã chato de HQ que se prende a esse tipo de detalhe e não consegue entender que uma adaptação requer alguns ajustes, ainda mais quando retirada do papel e trazida para a TV. (tudo bem que eu também acho que de vez em quando esses ajustes passam dos limites)

Além de uma história bacana, a série ainda conta com uma aparente vontade de tentar fazer algo novo dentro de um gênero já tão visto e conhecido, pelo menos em sua linguagem, já que nesse caso, não é possível fugir tanto assim do óbvio e isso ficou evidente nas cenas de ação do personagens, todas extremamente muito bem executadas, com uma roupagem mais moderna (e parkour parece mesmo ser  a nova “arte marcial” do momento) e bonitas de se ver, mesmo quando irreais demais, quando o herói aparece ileso a um vilão disparando tiros de metralhadora como se não houvesse amanhã e a poucos metros de distância. Outra cena que animou essa premiere foi a fase de transformação do herói, com aquela sequência de exercícios físicos que com certeza dependeram bastante da dedicação do ator Stephen Armell. Höy!

Falando nele, confesso que a princípio eu até cheguei a ficar surpreso quando seu nome foi divulgado como protagonista da série, uma vez que o pouco do seu trabalho que eu havia visto em Hung não tinha me surpreendido tanto assim a ponto de encará-lo como um protagonista (além do recalque do papel não ter ficado com o Justin Hartley- Höy! -, que já o havia interpretado em Smallville) apesar da magia, claro, o que talvez signifique que ele foi pouco aproveitado na série da HBO do passado (apesar de muito bem explorado visualmente, Höy de novo!). Mas não é que o ator foi uma boa surpresa no papel do herói da vez?

Sem ignorar o fato de que ele tem magia suficiente para hipnotizar qualquer um de nós por muito mais do que 40 minutos semanais, seu desempenho foi bem bacana nesse piloto, desde as cenas de ação (achei tão reais aqueles saltos dele) até o drama envolvendo todo o trauma do seu acidente (muito bem executado por sinal, exceto pela peruca, que vamos combinar que nunca funciona muito bem) e a sua identidade antes de tudo isso, que era completamente diferente do homem que ele se tornou após o trauma.

Fiquei realmente impressionado com a qualidade da série, apesar da CW já ter um histórico considerável dentro desse nicho. Pelo menos nesse piloto tudo pareceu grandioso, digno de uma produção como essa, ainda mais considerando que estamos contando a história de um super-herói abastadíssimo, o que não poderia ser diferente e o dinheiro e a riqueza precisaria aparecer de qualquer jeito.

O piloto ainda contou com uma excelente introdução a mitologia do personagem, sem parecer pedante ou ficar chato demais, além de nos trazer uma excelente carga dramática para a história, com o envolvimento dos demais personagens nela, deixando alguns ganchos interessantes para serem explorados no decorrer da temporada.

Mas é claro que a essa altura, escolado como já estamos por conta de diversas produções anteriores (Heroes, The Cape e a própria Smallville), temos grandes preocupações sobre até onde a história pode ter fôlego para prosseguir ou quanto dessa qualidade do piloto (que realmente impressiona) eles vão conseguir manter daqui para a frente, mas nessa hora eu acho que é importante deixar esse trauma de experiências passadas de lado e focarmos apenas nessa novo proposta, que a princípio pareceu ser bem boa e digna da nossa atenção.

Realmente fiquei bem surpreso com esse piloto e já me vejo assistindo a temporada inteira daqui para frente e espero que até o final, eu continue gostando bastante como gostei do piloto.

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Será que a Diane Kruger aceitou a nossa sugestão?

Agosto 20, 2012

Bom, se ela aceitou a nossa sugestão e vai se casar logo com o Peter Pacey Joshua Jackson nós ainda não sabemos ao certo (dizem que eles estão noivos desde Cannes, tisc tisc), mas segundo sua própria linguagem corporal, ela tem “grandes” motivos para dizer que confirmou. Yeah, is that big! (sim, essa foi a nossa cota de piadinha cretina 4 today. Sorry!)

E a cara de orgulho & timidez de Peter só nos reforça essa teoria… Höy!

(♥)

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Barba ruiva é o que há

Maio 28, 2012

Diz que no mercado da magia, uma boa barba ruiva vale alguns muitos pontos extras. Höy!

Boa tarde Brasil (ai ai)

#DIVERSÃOGARANTIDÍSSIMA

Cueca poder? Sorte da Posh? Ou truque?

Janeiro 4, 2012

Não consegui me decidir quanto a imagem acima da nova campanha de underwear da H&M com o David Beckham e as três opções do título do post.

Só sei que se o Beckham fizesse uma participação em Community, ele certamente sofreria bullying por seus micro nipples, rs.

Cueca Poder?

Sorte?

ou Truque?

Höy!

P*rra HBO!

Dezembro 21, 2011

Que tapa na nossa cara foi esse nessa quarta feira de sol, perto do Natal, hein?

3 cancelamentos de uma só vez? DaF*ck?

HBO, um canal sem coração (fikdik de graça para vcs HBUÓ)

Não acredito até agora que eles tiveram coragem de cancelar How To Make It In America…sério, não acredito.

A série é tão bacana, tão fundamento, tão delicinha, que eu não consigo me conformar. É, não consigo.

Mas com aquele final, com os meninos da Crisp NY finalmente lançando os seus sonhados jeans, a gente já deveria ter suspeitado…

Recomendo muito que quem não viu ainda, veja!

Ou melhor, nem veja, pq se estivessem assistindo, a série não teria sido cancelada e eu não estaria me sentindo viúvo no dia de hoje. Humpf…(sim, eu fico magoado e levo para o lado pessoa…)

Agora é torcer, mesmo sem a menor esperança, para eles lançaram os DVDs da Season 1 e da Season 2 por aqui e a gente poder guardar essa delícia.

R.I.P How To Make It In America

 

ps: estou inconsolável…Me liga Bryan Greenberg? Me liga para a gente curtir essa barra juntos (rs)

Outro cancelamento surpresa da HBO foi Hung. Zzzz

Tá, vou confessar. Eu assisto Hung. E pior, eu não só assisto, como gosto, rs. (AMO  Thomas Jane, mesmo achando que ele tem uma voz pavorosa e tmbm passei a amar a Jane Adams como uma pimp toda apatralhada. Yo!)

Mas também, com aquele final da última temporada com a mulher do Ray descobrindo o que ele fazia para ganhar a vida e com a realização do centro de “terapia”  para mulheres da Tanya, a gente também deveria ter suspeitado que talvez esse fosse o final da série…

E só eu acho que para um final de temporada, eles deveria ter se inspirado naquela cena final de “Boogie Nights”, pra gente ter a chance de gritar “Confirnou” ou não neam? Perderam a chance hein HBUÓ?

E a outro cancelamento que deve estar sendo sentido por muitos é o de Bored To Death, série que eu não assisto (mentira, assisti um pouco da Season 1 sim), mas que estava na minha lista para essas férias.

Essa eu aceito um pouco de culpa por não fazer parte da audiência, ainda mais com esse elenco todo sensacional hein? (shame on you, Essy…)

E tudo isso para salvar “Enlightened”, que ninguém assiste…Hump!

I Melt With You, o trailer

Novembro 4, 2011

Apesar de toda a canastrice, eu adoro o Thomas Jane (e eu assisto Hung, juro.). Höy! E gostei da proposta do filme, apesar de considerar o resto do elenco todo também bem canastrão.

Talvez eu veja…

E não sei se vcs sabem, mas o Thomas Jane era para ser o Don Draper de Mad Men. Sim, teríamos um Mad Men Hung, se ele não tivesse recusado e o papel tivesse ficado com a segunda opção de casting, John Haamm, que diga-se de passagem, nasceu para ser o próprio Don Draper.

ps: não consigo gostar do Rob Lowe, já tentei, mas é quase impossível pra mim. Acho que ele parece um boneco de ventríloquo daqueles bem bizarros e a sua atuação animada e acelerada em Parks And Recreation só reforça essa minha teoria.


%d bloggers like this: