Posts Tagged ‘Jim Parsons’

E quem ganhou o Emmy 2014, hein?

Agosto 27, 2014

66th Emmy

Podemos dizer que eles até foram bem honestos com os vencedores esse ano, não?

 

Série Dramática

Breaking Bad

Sério, alguém consegue considerar esse prêmio uma surpresa? Claro que Breaking Bad merecia todo o reconhecimento por sua excelente temporada final e que bom que isso aconteceu. Clap Clap Clap! emmy para todo mundo!  (saudades do tempos de ouro e riqueza da platéia da Oprah)

 

Série Cômica

Modern Family

Mais uma vez. Pior que a série continua boa, mas é sempre tão a mesma coisa. Pior ainda é que temos outras boas séries por aí. Quem sabe no próximo ano eles finalmente ganham alguma concorrência. Mas que foi melhor do que ver o prêmio cair na mão de uma The Big Bang Theory, isso foi…

 

 

Minissérie

Fargo

Só vi o piloto. AMEI. Todos dizem que é muito boa e por enquanto, eu só tenho motivos para acreditar. Vou ver logo…

 

 

Telefilme

The Normal Heart

Nada mais do que merecido. Clap Clap Clap uncle Ryan! A grande surpresa ficou por conta dos atores não terem levado nenhum dos prêmios em sua categorias. Suspeito que eles preferiram valorizar os atores de TV mesmo… #SHADE

 

 

Ator de Série Dramática

Bryan Cranston por Breaking Bad

Clap Clap Clap! Por melhor que qualquer outro dos indicados tenha se saído durante essa temporada, o trabalho do Bryan Cranston merecia ser reconhecido e não só por isso, mas por toda a sua trajetória dentro dele. 

 

 

Ator de Série Cômica

Jim Parsons por The Big Bang Theory

Sono. TLIM! Acho que meu bolo de cenoura ficou pronto. Vou ali preparar a cobertura. Volto já. 

 

 

Ator de Minissérie ou Telefilme

Benedict Cumberbatch por Sherlock

ÊEEEEEEEEEEE! Finalmente! Uma pena o nosso Cumberbatchman não ter aparecido para receber o prêmio. Uma pena mesmo indeed… Humpf! #CHUTANDOLATAS

 

 

Atriz de Série Dramática

Julianna Margulies por The Good Wife

Sono de novo. Ó, aproveitei para fazer uma cobertura que ó, já ficou até pronta. Vamos decorar?

 

 

Atriz de Série Cômica

Julia Louis-Dreyfus por Veep

Sempre muito boa porém, ainda pouco vista. Tenho curiosidade, mas tenho que superar meu trauma de Seinfeld

 

 

Atriz em Minissérie ou Telefilme

Jessica Lange por American Horror Story

Jessica é outra que é sempre muito boa, mesmo quando em uma série ruim. Tisc, tisc…

 

 

Ator Coadjuvante em Série Dramática

Aaron Paul por Breaking Bad

 De novo, fiquei mais do que feliz com o prêmio desse cara. Como eu AMO o Aaron Paul, gente! Quero ser amigo, quero ser padrinho dos filhos dele, quero ser companheiro de laboratório e ou do mesmo time no paintball. Sério, #AMOR!

 

Ator Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme

Martin Freeman por Sherlock

ÊEEEEEEEEEEE! Finalmene! Um bom Sherlock não funciona se não tiver um Watson tão bom quanto. Outra pena da noite foi ele também não ter ido. E vestido de Hobbit, o que seria mais legal ainda…

 

Ator Coadjuvante em Série Cômica

Ty Burrell por Modern Family

Gosto do Ty mas… preguiça. Hora de cortar o bolo que já deu aquela esfriada. Alguém quer um pedaço?

 

 

Atriz Coadjuvante em Série Dramática

Anna Gunn por Breaking Bad

Merecidíssimo. A trajetória dessa personagem foi da insuportável a megabitch sofredora e desesperada, vítima do próprio marido e pesadelo endinheirado em 3, 2, 1. E ela conseguiu segurar muito bem, em todas as etapas. Hazô!

 

 

Atriz Coadjuvante em Série Cômica

Allison Janney por Mom

Alguém já viu? É boa mesmo? Alguém aceita outro pedaço de bolo? Acompanha café, leite, ou chá, senhor?

 

Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme

Kathy Bates por American Horror Story

Um dos poucos papéis ruins que ela já fez na vida foi em The Office, porque o resto, sempre mereceu. 

 

 

Roteiro – Série Dramática

Moira Walley-Beckett por Breaking Bad – Eps. Ozymandias

Clap Clap Clap!

 

 

Roteiro – Série Cômica

Louis C.K. por Louie – Eps. So Did The Fat Lady

Choro com Louis C.K. ganhando prêmio de roteiro. Essa sim é uma comédia que vale muito a pena e que deveria ser muito mais premiada. Um dia eles ainda vão descobrir isso. Espero… 

 

 

Roteiro – Minissérie, Telefilme ou Especial

Steven Moffat por Sherlock – His Last Vow

Clap…………….. Clap………………Clap, lentamente… Se estivesse lá, daria um beijo no Moff igual o Bryan Cranston fez na Julia Louis-Dreyfus. Muah!

 

 

Direção – Série Dramática

Cary Fukunaga por True Detective – Eps. Who Goes There

E não é que descobrimos que além de bom, esse diretor é magia e poderia facilmente entrar para o cast de Sons Of Anarchy? Uma magia de bastidor para ficar de olho, anotem..

 

 

Direção – Série Cômica

Gail Mancuso por Modern Family – Eps. Vegas

Tá, melhor deixar a preguiça de lado e aceitar que depois do bolo, chega a hora de lavar louça. 

 

 

Direção – Minissérie, Telefilme ou Especial

Colin Bucksey por Fargo – Eps. Buridan’s Ass

 

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Todo o nosso amor para o Jim Parsons!

Maio 24, 2012

Pq a gente bem sabe o quanto esse momento é importante e ele sabe o porque. E por isso, nossa dose de amor extra vai para ele hoje (♥²)

E mais uma vez, palmas para a nova geração de Hollywood: Clap Clap Clap!

Lembra de quando The Big Bang Theory era uma boa série de comédia?

Maio 16, 2012

Então, parece que isso já faz tanto tempo, não? Pelo menos essa é a minha sensação…

Hoje, a comédia que acaba de encerrar a sua Season 5, já tendo até mais duas temporadas garantidas pela frente, se encontra apenas no posto de mais uma série de comédia na TV. E só.

Claro que a gente que permaneceu enquanto audiência, continua com um carinho enorme por seus personagens, que durante algum tempo foram realmente sensacionais. Mas cinco temporadas após a sua estréia, é notável que existe um certo cansaço no ar em The Big Bang Theory, cansaço esse que não vem de hoje, mesmo com eles se esforçando para renovar a fórmula da série, que obviamente já se encontra bem desgastada. E talvez esteja exatamente nessa tentativa de se renovar o maior defeito hoje da série.

E essa tentativa de renovação da fórmula da série acabou acontecendo justamente com a entrada das meninas para o grupo, agora contando apenas com as duas sobreviventes (descanse em paz no mármore do inferno, Priya!), Bernadette e Amy Farrah Fowler. E é claro que a entrada definitiva das duas novas personagens para o elenco, trouxe algumas mudanças para a dinâmica do grupo, positivas e negativas. O que eu nem considero de todo ruim, porque essa presença feminina na série acabou trazendo alguns benefícios para a mesma. Mas por outro lado, o grande sucesso de The Big Bang Theory sempre esteve na relação do grupo em si e não em suas possíveis tentativas amorosas, não o tempo todo e por esse motivo, a novidade apesar de fresca, não significa necessariamente que tenha sido a melhor opção de renovação. É claro que esse detalhe fazia parte de um todo, onde sempre foi bastante engraçado ver a dupla Howard e Raj por exemplo, investindo na procura de garotas. Mas fazer disso um plot muito presente durante uma temporada inteira, a ponto de modificar bem toda a dinâmica do grupo, acabou de certa forma prejudicando a série, por isso eu considero essa tentativa de renovação por meio desse caminho “do coração” como um ato falho.

E vejam bem, quando eu digo isso, eu não quero dizer que eu acho que eles devam permanecer sozinhos, acompanhados apenas de suas HQs muito bem conservadas e de seus bonecos colecionáveis, para sempre. Não é isso. Mas acho que eles não precisavam que essas questões de amor tomassem mais tempo em suas histórias do que qualquer outro plot típico nerd, por exemplo.

Mas como essa mudança já foi feita e agora não tem mais volta, quem poderia imaginar que logo o Doutor Sheldon Cooper iria acabar funcionando muito bem ao lado da sua candidata a namorada, a senhorita Amy Farrah Fowler?

Amy (Mayim Bialik – I ♥ Blossom) que dessa nova safra de personagens, foi sem dúvidas quem mais veio se destacando no elenco desde a Season 4. E como não amar as suas investidas para cima do gélido Sheldon Cooper (investidas de sucesso até, embora ainda não exatamente como ela gostaria, rs), ou até mesmo a paixão que ela mantém descaradamente pela Penny? (aliás, as duas juntas são sempre bem boas também)

Achava pouco provável que o Sheldon conseguisse se sair bem com uma namorada, mas o impossível se confirmou com esse casal dos mais adoráveis. Juntos, ambos funcionaram muito bem, o que acabou nos rendendo alguns bons momentos durante toda essa Season 5. O que foi o momento de total descontrole em que ela ganhou uma tiara de diamantes do Sheldon? Algo que chegou bem próximo daquela cena do passado glorioso da série, com o Sheldon ganhando da Penny o guardanapo autografado pelo Leonard Nimoy. (Live long and prosper!)

Mas é fato que desde algum tempo, eu venho acompanhando a série com um certo custo. Para ser mais preciso, posso dizer que isso vem acontecendo desde a temporada anterior. Mas mesmo assim, eu não consigo não torcer pelo casal Shamy, aceitando de coração aberto a entrada da Amy Farah Fowler na vida do Sheldon e acredito que esse deva ser um sentimento comum em relação aos fãs da série com a nova personagem. Aliás, AMO falar esse nome, AMO!

E nessa renovação de elenco, quem de certa forma acabou sendo prejudicada foi a própria Penny (Kaley Cuoco), que dessa forma acabou sendo deslocada para o núcleo cor de rosa da série (e ele não inclui o Raj, rs). Cada vez mais distante dos meninos e passando um bom tempo sem a companhia do Leonard, sobrou para ela o posto de “ponte” para as novas personagens, criando assim alguns momentos do tipo “clube da Luluzinha” na série nerd que a gente não havia vivenciado até então, o que de certa forma também foi bem bacana. Mas esse foi um deslocamento um tanto quando injusto, porque a essa altura, já era bastante difícil considerar aquele grupo de nerds, sem lembrar da Penny, sempre fazendo um contraponto bem divertido do outro lado do corredor. Mas apesar disso, quando ela esteve ao lado da Amy durante esse temporada, foi um bom ganho que essa nova dinâmica trouxe para a série, porque ambas formaram um dupla ótima. Enquanto dupla tudo bem, mas e quando elas formavam um trio com a Bernadette, hein?

Confesso até que eu gostava da Bernadette (Melissa Rauch) no começo, mas com o passar do tempo, a personagem foi ficando bem chatinha como futura senhora Wolowitz  e é claro que a sua voz fininha acabou contribuindo bastante para tal, rs. Apesar disso, gosto da ideia dela ter se tornado a Senhora Froot Loops, agora oficialmente.

Falando em Howard (Simon Helberg), nada mais merecido do que o personagem ter se tornado um “astronauta” ao longo dessa temporada, ele que cansou de ser humilhado por ser o único não doutor da turma. Uma forma de recompensar o personagem (que é sempre muito bom também), causando uma inveja enorme nos demais. Me fala um nerd (e nesse eu me incluo) que não adoraria ser astronauta?

Outro que continuou adorável foi o Raj (Kunal Nayyar), cada vez mais feminino e muito bem resolvido com essa sua porção mulher da turma. Fico sempre morrendo de pena que ele ainda não tenha encontrado uma parceira (ainda que ele tenha tido um affair com a Siri, rs), mesmo que para isso ele talvez tenha que adquirir um possível nível de alcoolismo, devido a sua condição, rs. Mas sempre imaginei que no dia em que ele se apaixonasse de verdade, aquele seu probleminha acabaria sendo resolvido. Torcemos por vc Raj!

Do lado dos meninos, outro que tem se tornado cada vez mais chato, é o Leonard (Johnny Galecki). Ele que parece o “zangado”, sempre de mau humor, reclamando de alguma coisa o tempo todo, o que há de se levar em consideração, já que ele divide o seu espaço com ninguém menos do que o Sheldon e isso todos nós sabemos que deve ser bem puxado. Mas até mesmo quando ele esteve com a Penny durante essa temporada, acabamos vendo um pouco mais do mesmo, o que a essa altura já se tornou bem cansativo. Já deu essa tentativa de Ross and Rachel dos dois, não?

Por último, temos que falar dele, Dr Sheldon Cooper (Jim Parsons). Personagem que mesmo com todas as suas manias e a sua forma nada fácil de conviver com os demais simples mortais, conseguiu evoluir graças a nova dinâmica da sua história ao lado da Amy Farrah Fowler. Apesar disso e ele sempre funcionar, o personagem continua sendo o centro das atenções em quase todos os episódios, carregando por um tempo longo demais os maiores plots da série. A fórmula utilizada em The Big Bang Theory é sempre mais ou menos essa: Sheldon apronta alguma esquisitice ligada ao seu próprio modo de vida que ele recusa a mudar e os demais, mesmo se manifestando contra, acabam sempre sendo quem tem que se adequar a ele. Não digo que isso seja ruim, mas chega uma hora em que essas resoluções muito óbvias acabam cansando e acho que já estamos passando dela…

Ou seja, se atualmente eles não estão repetindo essa fórmula acima, eles estão resolvendo algum plot enquanto casal, cada um com o seu cada qual e de vez em quando, invertendo as duplas. E nessa hora, eu acredito que a série acaba deixando a desejar cada vez mais, principalmente com o espaço que hoje, todas as questões “amorosas” dos personagens acabaram ocupando, a ponto do series finale dessa vez ser pautado no primeiro casamento dentro da série.

Um casamento que foi bem bonitinho, graças ao talento do Raj no quesito organização de festas e o surto de Amy Farrah Fowler tendo a sua chance de ser madrinha do casamento. E todo mundo que estava esperando a mãe do Howard aparecer, acabou decepcionado por mais uma vez , onde tivemos apenas a sua voz presente em cena, como de costume. Adoraria conhecê-la, vcs não? Acho até que eles perderam a chance de promover um encontro das mães de todos os personagens. Imagina que bacana?

Mas eu me lembro com saudades de um tempo onde toda semana, era bem divertido assistir aqueles quatro nerds, totalmente diferentes da maioria dos personagens que a gente encontrava na TV, apenas sendo estranhos sendo eles mesmos. E essa memória anda ficando cada vez mais distante, onde a série nunca mais conseguiu fazer um episódio memorável sequer e hoje vive apenas de alguns poucos bons momentos bem soltos ou perdidos no meio da temporada. O que é sempre uma pena, porque a genialidade desses personagens prometia muito mais…

A vulgarização da Penny no final da temporada meio assim de The Big Bang Theory

Maio 24, 2011

Definitivamente, essa Season 4 não foi um boa temporada para os nerds mais divertidos da tv. Das 4 temporadas até agora, essa foi com certeza a mais fraca de todas (nesse momento, estou revendo a Season 3 no meu box lindo que eu ganhei de nivers e que chegou essa semana, Yei!). Não sei se a briga Chuck Lorre vs Charlie Sheen teve alguma influência para a série nerd, mas suspeito que sim. Ou se a caída aconteceu mesmo devido a entrada das garotas…

Ganhamos uma nova dinâmica para The Big Bang Theory com a entrada das garotas, namoradas dos meninos, isso é fato. Uma dinâmica que não foi fácil de engolir a princípio.

No começo foi bem difícil, talvez porque elas tenham começado a se tornar constantes na série meio que de uma só vez, mas achei que eles começaram a acertar mais no tom quando decidiram separar os núcleos Clube do Bolinha vs Clube da Luluzinha. Por pior que isso possa parecer, pq eu acho que em uma série com vários persnagens, todos devem funcionar bem juntos, ou em parcerias diferentes e alternadas, do que estamos acostumados como as dobradinhas Sheldon + Leonard ou Howard + Raj. Mas como eles não tiveram todos um começo juntos, acho que talvez essa separação tenha sido mesmo o melhor caminho, pelo menos por enquanto.

Aliás, falando em parcerias, alguns dos poucos bons momentos dessa temporada aconteceram na dobradinha Sheldon + Raj, que já havia acontecido em alguns momentos das temporadas anteriores. Eu apostaria mais no potencial da dupla, fikdik

E o Sheldon namorando? Com ciúmes? Ganhando o seu primeiro beijo da Amy? Excelente! E se tem um personagem que se mantém favorito e sempre bem na série, esse é o Dr Sheldon Cooper. Clap Clap Clal Jim Parsons, que sempre faz um excelente trabalho!

Leonard foi quem mais veio perdendo o brilho durante o tempo na série, se tornando o mais chato de todos e grande parte dessa culpa durante essa Season 4 pode ser creditada a insuportável Priya, que para a nossa sorte, esta voltando para a Índia. Todas comemoram, Yei!

Demorou um pouco, mas a essa altura já consideramos aceitar Amy, que começou bem chata tamb[em, em diálogos longos demais com o Sheldon no Skype, recheados de piadas “inteligentes demais” para o meu gosto. Mas depois eles conseguiram acertar no ritmo entre os dois e até um beijeeenho no nosso nerd preferido ela deu. Howcuteisthat?

Ok, a partir da segunda metade da temporada aceitamos Amy. Welcome guél!

Bernadette sempre foi uma foufa, doce, uma queridona, mas eu tenho que falar que a graça do Howard estava no fato dele não pegar ninguém nunca, fato (além do outro fato dele ser o único que não é Doutor ainda, o que rendeu as melhores piadas do ep, rs).   Graça essa que foi repassada como presente para o Raj, que brilhou muito mais nessa temporada, ganhando um destaque maior do que nas outras 3 temporadas inteiras.

E assim começaram os triângulos amorosos: Raj se interessa por Bernadette. Boring…

Ainda prefiro Raj com ciúmes de perder o seu melhor amigo para sua namorada e acho esse o melhor caminho para os personagens, fikdik. Raj funciona bem como a alma feminina do grupo dos meninos, não?

E agora no episódio final da temporada, eles cometeram o maior erro com aquela cena que encerrou o ep,  com o walk of shame da Penny + Raj pós coito (rolo com a palavra coito, rs). Não precisava, neam?

De todas as meninas, Penny é a mais querida óbviamente e vem fazendo um contraponto ótimo na vida desses meninos ao longo de todas as temporadas. A essa altura, a sua personagem já não precisava mais disso neam? Considero esse erro algo como em Friends, quando eles decidiram juntar a Rachel e o Joey e ai tudo ficou muito chato e todas torceram o nariz. Achei totalmente desnecessário…

E na verdade esse é um medo que eu tenho, o da vulgarização da Penny, pelo fato dela ser a única mulher do grupo e ter outros atributos (rs). AMAMOS a Penny perdida no meio de toda aquela genialidade dos meninos, adoramos ela aprendendo aos poucos sobre a cultura nerd e se identificando e quase morremos quando ela faz alguma referência desse universo ao qual ela esta cada vez mais pertencendo. Agora coloca-la dormindo com cada um deles, isso é demias pra mim. Até agora, já foram 2…E olha que quem acompanha o Guilt sabe que de careta eu não tenho nada, hein? Mas não gosto desse caminho ara Penny, nem um pouco…

Além disso, esse meu medo tem um fundamento. Não sei se vcs sabem ou se já assistiram (se não assistiram, vale a pena procurar!), mas existe um outro episódio piloto da série, diferente do que conhecemos como 1×01, quase que um B side. Nele, Leonard e Sheldon não são tão legais (e nem tão nerds) assim e o papel da Penny fica por conta de uma garota super hiper vulgar  e sem o menor carisma que é pavorosa (interpretada por outra atriz), e provavelmente deve ter sido o motivo desse piloto em si não ter sido aprovado, para a nossa sorte, porque essa série não duraria nada, fatão!

Penny tola, a gente aceita. Penny fútil a gente super aceita. Penny com uma inteligêncioa normal, comparada a qualquer um dos outros 3 cérebros de gênio do grupo, a gente também acieta. Agora Penny bitch? Essa a gente não aceita…NOT!

Por isso, diga não a vulgarização da Penny vc também, fã de The Big Bang Theory! (euri, mas estou falando sério!)

E como a série terminou nesse ponto, sem a cofirmação dos fatos (rs), ainda da para consertar, com um flashback talvez daquela noite? E de repente, nada do que pareceu ser tenha realmente acontecido? Hmm mmm…

Ok, roteiristas, se quiserem mais terão que me contratar. Porque eu não sou pago para isso, rs.

Bom, vamos manter a esperança para uma Season 5 nelhor, neam?

Até lá. BANG!

Jim Parsons e Lee Pace juntos na Broadway

Março 11, 2011

E não é que dois dos personagens mais queridos (por mim, rs) da tv vão se juntar na Broadway?

Sim, a produção com o nome “The Normal Heart” já tem o nome dos dois atores no elenco. Promissor, não?

Será que é dessa vez que finalmente vou me encontrar com Sheldon Cooper em pessoa, só que disfarçado?

E será que é dessa vez que o pie maker mais foufo ever vai me servir uma torta?

Ansioso mil!

ps: acabei de rever o meu box da Season 2 de Pushing Daisies. Que série maravileeeandra, não?

Posso abraçar também?

Janeiro 31, 2011

Hein? Euquero!

Foufo mil!

Alguém por aqui assistiu o último ep de The  Big Bang Theory? (4×13)

Ro-lei, como fazia tempo que eu não rolava com a série, fatão!

ps: queria ser BFF dos dois, pode ser?

Golden Globe 2011: Que entrem os boys magia! Höy!

Janeiro 17, 2011

Os looks dos meninos são sempre preguiça neam?

Então vamos aproveitar para explorar o estagiário do Guilt e pedir closes, porque nós vivemos para isso não?

Preparados para tanta emoção? Repitam comigo após cada foto um “Höy”, rs

Dessa vez, temos 3 categorias:

 

Boys Magia New Generation (a nova safra da magia)

Jesse Eisenberg

Höy!

Andrew Garfiled

Höy!

Armie Hammer

Höy!

Puck, rs

Mark Salling

Höy!

Porcelain…rs

Chris Colfer, que teve a reação e o discurso mais foufo da noite, com os colegas de elenco chorando e bem emocionados com o talento do garoto sendo reconhecido

 

I think I just dropped my heart between Natalie Portman and Julianne Moore (euri)

 

Boys Magia versão I’m not a girl, not yet a woman (a entressafra da magia)

Jake Gyllenhaal

Höy!

Matt Bomer

Höy!

Zachary Levi

Höy!

Ryan Kwanten

Höy!

Ryan Gosling

Höy!

James Franco

Höy!

 

Pausa:

Uma pequena pausa para outro agradecimento foufo mil: Jim Parsons

 

…my writers, how crass? (ro-lei)

 

Boys Magia Antiga (a safra envelhecida com alguns beirando o cacurismo)

Michael C. Hall com uma mega barba ruíva fazendo o look lenhador é tipo covardia!

HÖY!

Johnny Depp de banho tomado. Coisa rara, fikdik

Höy!

Brad Pitt versão bicheiro

Höy!

The Iron Man, rs

Höy!

Christian Bale, que já esteve melhor porém mantém uma invejável barba ruiva

Höy!

Don Draper, the womanizer (e a cara que ele fez quando seu nome foi anunciado? Howcuteisthat?)

Höy!

Matthtew Morrison

Höy!

Matt Damon e o eterno boy magia, Robert de Niro

Höy! Höy!

Para fechar a lista e não aceitar a máxima de que os looks dos meninos precisam ser bem preguiça toda vez, o mais bem vestido da noite:

Kevin McHale e o seu fundamento todo com estampa de bolinhas, tsá?

Certamente o mais bem vestido da noite, fatão! Höy!

Golden Globe 2011 – Os Vencedores da TV

Janeiro 17, 2011

Posso falar que eu achei até que justo? Veja a lista com os vencedores em destaque (e ♥ para a minha torcida pessoal, porque esse não é um blog imparcial, rs) e alguns comentários é claro:

 

MELHOR ATOR EM SÉRIE CÔMICA OU MUSICAL

♥  Alec Baldwin – 30 Rock (AMO!)

Steve Carell – The Office (vejo de vez em quando…)

♥  Jim Parsons – The Big Bang Theory (#NERDPOWER)

Thomas Jane – Hung (vejo, mas não é a mais engraçada vai?)

Matthew Morrison – Glee (não acho ele engraçado…)

 

Sheldon! Sheldon! Sheldon! Realmente ele é o cara mais engraçado da tv atualmente, fatão! E que lindo que ele estava, não? Höy! Clap Clap Clap!

 

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE CÔMICA OU MUSICAL

♥  Tony Colette – The United States Of Tara (AMO!)

♥  Edie Falco – Nurse Jackie (AMO desde Sopranos)

Tina Fey – 30 rock (acho o texto dela melhor, rs)

♥  Laura Linney – The Big C (meu novo vício, rs)

Lea Michele” – Glee (coitada, o personagem mais chato da série e não por culpa dela…)

 

Outra que seria difícil não levar neam? Big C realmente foi uma deliciosa surpresa em 2010 e a Laura Linney estava excelente em todos os eps. Clap Clap Clap!

 

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA


Julianna Margulies – The Good Wife (nem vejo…)

Piper Perabo – Covert Affairs (Zzzz)

♥  Elisabeth Moss – Mad Men (Peggy!)

♥  Katey Sagal – Sons of Anarchy (AMO!)

Kyra Sedgwic – The Closer (eu tenho mais o que fazer, preguiça…)

 

Mamma Gemma é mesmo uma mulher incrível não? E a Kate Sagal mais do que merecia levar esse prêmio. E eu já disse que embora Sons tenha um climão de “série masculina”, onde os homens pensam que mandam, quem realmente comanda todos aqueles brutamontes de colete de couro e caveira estampada nas costas é ela e não tem para mais ninguém. Clap Clap Clap! (uma série que merecia mais atenção da crítica…)

 

MELHOR MINISSÉRIE OU FILME DE TV

Carlos

♥  The Pacific (muito boa)

Pillars of The Earth

Temple Grandin

You Don’t Know Jack (quero ver ainda…)

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE  EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU FILME DE TV


♥  Eric Stonestreet – Modern Family (o mais engraçado ever!)

Chris Colfer – Glee (foufo mil)

Scott Caan – Hawaii 5.0 (Zzz)

Chris Noth – The Good Wife (Mr Big!)

David Strathairn – Temple Grandin

 

Fiquei surpreso que o Kurt tenha levado essa, mesmo adorando o garoto. Mas esse prêmio era para ser do Eric Stonestrret não? Nada foi mais engraçado do que ele e o seu divertidíssimo Cameron em Modern Family na temporada de 2010, nada!

 

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA

♥  Mad Men

Boardwalk Empire

Dexter

The Good Wife

The Walking Dead

 

A disputa realmente estava entre as duas: Mad Men vs Boardwalk Empire. Acabou dando Boardwalk (que por um acaso eu acabei de assistir faz pouco tempo). Não sei se essa primeira temporada foi tão boa quanto a Season 4 de Mad Men não, mas que são duas séries excelentes, isso ninguém tem o que discutir.

ps: The Walking Dead estava ocupando o lugar de Damages nessa categoria hein?

 

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA

Michael C. Hall – Dexter (excelente, mas não foi a sua melhor temporada)

♥  Bryan Cranston – Breaking Bad (sempre sensacional!)

♥  Jon Hamm – Mad Men (boy magia antigo, rs)

Hugh Laurie – House (Zzzz)

♥  Steve Buscemi – Boardwalk Empire (virei fã de uns 15 dias pra cá)

 

Fiquei até emocionado quando o Steve Buscemi levou esse prêmio hein? E realmente ele roubou a cena durante boa parte da Season 1 de Boardwalk Empire. Bem merecido! Clap Clap Clap!

 

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU FILME DE TV

Idris Elba – Luther

Ian McShane – Pillars Of The Earth

Al Pacino – You don’t know Jack (por isso que eu ainda quero ver, fikdik)

Dennis Quaid – The Special Relantionship

Edgar Ramirez – Carlos

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV


Hope Davis, A Miraculous Year

♥  Jane Lynch,  Glee (diva, ano que vem a Becky Evil tem que concorrer também)

Kelly Macdonald, Boardwalk Empire

Julia Stiles,  Dexter (bem boa)

♥  Sofia Vergara, Modern Family (#TEMCOMONAOAMAR)

 

Achava bem difícil alguém tirar esse prêmio dela. Mas se a Sofia Vergara tivesse levado por sua deliciosa Gloria em Modern Family, eu também aceitaria, rs.

 

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME DE TV

Hailey Atwell – Pillars Of The Earth

Claire Danes – Temple Grandin

Judi Dench – Return to Cranford

Romola Garai – Emma

Jenifer Love Hewitt, The Client List

 

MELHOR SÉRIE CÔMICA OU MUSICAL


Glee

30 Rock

The Big Bang Theory

♥  Modern Family

Nurse Jackie

The Big C

 

Sinceramente? Não mereceu…sorry. Glee é muito boa, mas nada foi melhor do que Modern Family nessa categoria, não? Corrigindo, a única série tão boa quanto não estava na lista e eu estou falando de Community, que foi totalmente ignorada da premiação. Shame on you!

Prontos para muita foufurice?

Outubro 18, 2010

Meosonho participar da Sesame Street, fatão!

Quando é que eles vão começar a chamar os blogueiros influentes  hein? (euri)

Eu tenho 5 leitores, já não esta bom? (e aposto que um deles é o Elmo…)

#PURAFOUFURICE

E não é que agora eu tenho algumas fotos do ensaio de The Big Bang Theory para a TV Guide?

Setembro 20, 2010

Ainda não são todas, mas eles estão liberando ao poucos. E o making off hein?

E agora um pequeno SPOILLER sobre a Season 4:

Para quem assistiu o video que eu postei aqui no Guilt, viu que os 3 acabaram deixando escapar algumas informações sobre a nova temporada de The Big Bang Theory neam?

No meio da conversa solta dos 3, eles deixaram escapar que a Penny iria perceber o potencial da relação entre Sheldon e a sua “namorada” e após isso iria atacar de cupido para tentar desenrolar a história do possível casal, planejando um encontro entre os dois. Pois bem, achei a foto que comprova o spoiller:

Foufo mil o desconforto no ar e os dois super duros neam? E que cabelo é esse Penny?

#NAOTABOMNAO


%d bloggers like this: