Posts Tagged ‘John Galliano’

Louis Vuitton emocionando todo mundo com o seu carrossel em Paris

Outubro 6, 2011

Ideia simples, bem executada e com um resultado final emocionante.

A coleção é foufa, com cor de algodão doce (que eu AMO), muito bordado inglês e algumas plumas, que causaram um efeito sensacional. Sem contar que qualquer desfile que termina com uma entrada da Kate Moss já merece o nosso respeito, rs.

Dizem que pode ser o desfile de despedida do Marc Jacobs à frente da marca e a fofoca dos últimos dias é que ele estaria partindo para a Dior, ocupar o lugar vago do Galliano.

Mas a pergunta foi proibida no backstage e há quem fale a respeito da simbologia do desfile, onde o carrossel poderia signifar algo como um “ciclo cumprido”  do estilista com a marca de bolsas poder.

Não sei, mas pensando por esse lado, pode significar também como a imprensa perseguindo o próprio rabo, rs.

Se Marc vai mesmo para a Dior nós ainda não sabemos, mas que esse seu desfile para o Spring Summer 2012 da Louis Vuitton foi maravileeeandro, isso foi.

ps: preciso dizer que eu já trabalhei o tema durante a faculdade. Suck it Marc. (euri, mas vcs acham que eu perderia essa chance?)

Acabou para a Kate Moss, hein?

Julho 1, 2011

Ou começou, depende da sua visão para as coisas, rs

O vestido é maravileeeandro e como a Kate é bafoneira, ele foi assinado pelo John Galliano, que é um dos convidados da festa, assim como nossa Anneeenha Wintour!

Jamie Hince foi de YSL, tsá?

Mario Testino esta clicando tudo e há quem possa jurar que os próprios  Rolling Fucking Stones podem tocar na festa, que ganhou o apelido carinhoso de Mosstock e que só deve terminar no domingo. Howcoolisthat?

Todas fashistas desejam todo o amor dessa  vida para a nossa top preferida ever!

Dior guardando a emoção para o final do seu desfile/velório Fall 2011

Março 5, 2011

Climão de velório, nenhuma celebridade do momento implorando por um convite para a primeira fila, algo provavelmente para evitar a associação de imagem com o constraginmento total que John Galliano causou na última semama, envolvendo os seus comentários inaceitáveis de antissemistismo.

Um comportamento apropriado para uma marca tão importante quanto a Dior, que tomou a decisão certa demitindo imediatamente o estilista após a divulgação do tal video, onde ele encerra a sua carreira da pior maneira possível. Sem grandes protestos e apenas com um discurso sincero antes do desfile feito pelo seu CEO, a Dior coloca na passarela a sua última coleção, ainda sobre os cuidados do estilista. E o olhar baixo das modelos na entrada final revelavam um certo constrangimento que estava no ar…

Antes do video ser revelado, fiquei com medo de que o mundo estivesse cometendo uma grande injustiça com um dos maiores nomes da moda do nosso tempo. Depois do video achei mais do que necessário comentar o fato e achei também o climão de velório do desfile da Dior bem apropriado, estava na hora de aceitar os fatos. Enterrado vivo, existe algo mais terrível? Me-do

Fico triste e me sinto extremamente incomodado depois de tudo que aconteceu na última semana, principalmente quando escuto uma modelo dizer “mas ele sempre foi um doce comigo e também ele estava visivelmente alterado neam?” ou quando uma das maiores editoras de moda do nosso tempo diz “que os jovens e os seus gadgets ajudaram a arruinar a carreira do estilista”. Acho quase inaceitável alguém ainda tentar justificar esse erro grotesco com qualquer tipo de argumento, ainda mais se for desse tipo.

Galliano não foi vítima da modernidade e nem de um vício qualquer e sim, foi vítima da sua ignorância. Todo mundo sabe, que não é de hoje que o alcool é usado como combustível para deixar as pessoas menos inibidas, corajosas para ser (fazer, dizer)  aquilo que elas realmente são. No caso de John Galliano e o seu comentário anti-semita, isso só ajudou a provar que o gênio na verdade, não era tão genial assim.

Tão pouco foi vítima da modernidade e da velocidade da informação dos tempos atuais. Sorte nossa que em nosso tempo, temos a possibilidade de registrar algo desse tipo e revelar para o mundo o quanto a ignorância ainda faz parte da nossa realidade. Caso contrário, seria apenas mais um daqueles absurdos que vc ouve sentado na mesa do bar e que em outros tempos, acabaria passando desapercebido.

Sinto vergonha de saber que ainda há quem pensa assim, tanto quanto Galliano e seu discurso despresivo, quanto com a justificativa da tal editora, que além de também ser inaceitável, só revela a sua idade e a dificulade que as pessoas de mais velhas sentem quando precisam enfrentar as novas tecnologias. É claro que tudo em sua devida proporção.

Vivemos nos decepcionando com as pessoas e isso não é nada agradável (eu detesto passar por esse tipo de situação, humpf!), mas antes descobrir a verdade do que passar uma vida inteira enganado, não?

De qualquer forma, achei que foi um momento importante para a gente parar e começar a repensar quem são os nossos ídolos, ou se nós os conhecemos tão bem assim, a ponto de nos tornarmos fãs de seu trabalho. E não há genialidade ou tão pouco importância para o mundo da moda que resista a tamanha ignorância.

Mas, tentando se redimir com o público, a Dior que em nada teve culpa do comportamento inaceitável de Galliano, resolveu encerrar o seu desfile climão de Fall 2011 dessa forma:

Com quem realmente importa em uma marca: toda a sua equipe entre o pessoal da criação, design, costureiras, enfim, todos vestidos de branco, para mostrar que a genialidade da marca não pode ser creditada apenas a um nome.

Nome esse que a essa altura, perdeu toda a sua importância e encerra a sua carreira de forma vergonhosa. Tenho certeza que o mundo da moda vai fazer questão de superar essa perda. Uma triste perda, tanto por sua história, quanto pelo motivo.

A equipe foi aplaudida de pé, inclusive pela Anna Wintour que estava presente, causando uma verdadeira comoção ao final do desfile. Uma forma de homenagear a marca e quem trabalha por ela, que vai muito além do nome do estilista mais conhecido e que quase sempre acaba recebendo todo o crédito pelo trabalho. Algo também para se repensar…

E quem disse que o mundo da moda é apenas um mundo de futilidades, hein?

Clap Clap Clap!

Todas sentem vergonha por vc Galliano, humpf…

Fevereiro 25, 2011

Que vergonha ser preso em Paris por crime de insultos de carater antissemita hein? Ou seja, PRECONCEITO neam? SHAME ON YOU

E logo vc Galliano? Que esta sempre todo montado e eu aposto que já deve ter ouvido algumas palavras preconceituosas e nada agradáveis por ai…

Tenho certeza que vc já sentiu na pele o que é sofrer preconceito por quem vc é e isso não é nada agradável, além de ser pouco inteligente da outra parte. E se não é bom para vc, também não deve ser para os outros neam?

E nem adianta colocar a culpa no nível do colocón, que todos nós sabemos que é um combustível para soltar a verdade (de alguns…).

E eu sempre achei que vc era mais genial do que isso…humpf!

A Dior bem esperta, suspendeu as atividades de Galliano na marca, enquanto ele é investigado. Garantindo que as ricahs da colônia continuem gastando o seu rico dinheireeenho na marca. Acho justo!

Todas ficam constrangidas por vc, seu ignorante!

Shalom!

Parlez-moi d’Amour – o novo cheiro do John Galliano

Dezembro 23, 2010

E a Taylor Momsen que é a cara do perfume e a voz tmbm (boa essa música “You” da trilha, que é dela, não?) do novo perfume do John Galliano

Insisto em dizer que eu teria pedido para ela tirar a extensão do cabelo que eu acho pavorosa e tmbm teria pedido para fazer menos carão de Courtney Love antiga, fatão!

Tendencismos para o Verão 2011 da Europa antiga

Outubro 11, 2010

Já desabafei sobre o mesmo do mesmo da semana de moda de NY e acho que o chocho ainda vale para o que vimos nas passarelas da Europa antiga durante essa temporada. Poucos riscos, quase nenhuma surpresa e todo mundo trabalhando o que já havia dado certo no passado em suas marcas. Seria esse um reflexo do medo da crise mundial? Pode até ser, afinal como eu já disse antes, ninguém quer perder dinheiro não é mesmo?

E logo na Europa antiga, que concentra os maiores nomes do mundo da moda. Londres, Milão, Paris…humpf!

Mesmo assim, tivemos bons desfiles, com as informações de sempre quando o assunto é verão: branco, cores, leveza, fluência, transparência… Zzz

Basicamente, observei uma “repetição” dos tendencismo que eu apontei em NY, com uma diferença aqui e outra ali. Vamos conferir?

 

Vestidos realmente para todas: curtos, médios e longos

Curtos/médios

Longos

Parece que realmente todo mundo vai poder usar vestidos no próximo verão. Para todos os tipos de pessoa, eles aparecem em todas as coleções. Os ombros perdem a atenção, que agora é voltada para a cintura, para  a silhueta femina. Modelagem arredondada, justos, camadas, fendas e o fundamento da camisaria masculina. Mesmo quando muito bem trabalhados, vc consegue perceber a leveza dos tecidos. Nada mais natural para o verão neam? Zzz

Adorei que no McQueen, sua assistente e agora estilista da marca, manteve o  estilo do criador em sua primeira coleção sem o próprio. Só senti um pouco a presença de coisas que poderiam ter feito parte da coleção anterior de McQueen, a última que ele mesmo realizou (infelizmente…). Morri por esse tom de azul do longo do Mathew Williamson e uma das minhas coleções preferidas da estação ficou por conta do Jil Sander e a sua modelagem absurda.

Na ordem: curtos e médios: Bottega Veneta, Jean Paul Gaultier, Dolce & Gabbana, Nina Ricci, Gucci, Burberry, Lanvin, Viktor & Rolf (2), Dsquared2, Viktor & Rolf, Balenciaga, Alexander McQueen e Chanel. Longos: Bottega Veneta, Elie Saab (2), John Galliano, Givenchy, Emilio Pucci, Jil Sander (2), Mathew Williamson, Valentino, Zac Posen, Viktor & Rolf e Alexander McQueen (3)

 

Saiais e + saias

Em NY começamos a observar o tendencismo das saias em comprimento médio ou longo. Já na Europa antiga, os modelos curtos tmbm apareceram, timidamente, mas deram as caras. Mas, a aposta da vez é mesmo a saia longa, leve, com ou sem fendas e com algum volume. A única unanimidade nesse caso é a cintura marcada, que apareceu em todos os desfiles (exceto na Balmain)

Não sou grande fã dos modelos longos, embora tenha achado bens as que eu vi durante a temporada. Mas ainda prefiro o comprimento médio, na altura do joelho para essa estação. E as muito curtas eu substituiria por shorts, fikdik. Cintura alta tmbm é um boa pedida. Alô Prada? Valentino? Jil Sander?

Na ordem: Balmain, John Galliano, Viktor & Rolf, Gucci, Valentino, Prada, Miu Miu, Bottega Veneta, YSL, Celine, Nina Ricci, Jil Sander, Prada, Stella McCartney, Chanel, Paul Smith, Alexander McQueen e Lanvin.

 

Shorts? Vc por aqui?

Novamente comparando com NY, vimos bem menos shorts nas passarelas americanas. Já na Europa ele ainda apareceu, tmbm em menor quantidade do que as últimas temporadas, mas anuncia que ainda continua. A modelagem “boyfriend” todo mundo já tem, assim como a barra italiana portanto, eu apostaria no modelo em couro com cintura marcada, fikdik.

Realmente os modelos em couro com cintura alta são bem maravileeeandros não? Chamaria atenção para o vermelho da Balenciaga (que não teve a sua melhor coleção nessa temporada, fatão!) e o em couro preto da Balmain, que deve custar pencas. $$$ Catching!

Na ordem: Balmain (3), Chanel, Jean Paul Gaultier (2), Valentino, Dsquared2, Elie Saab, Balenciaga, Valentino, Nina Ricci, Dsquared2 e Paul Smith (2)


God save the white queen

Não adianta, tem algumas coisas na moda que sempre se repetem, do tipo verão=branco. Quase sempre é assim, talvez porque a cor ilumina e lembra os dias “claros” de verão. Anyway, o look total branco ainda tem força.

Meu sonho é fazer um look todo branco myself. Mas não consigo, sempre coloco uma cor no final das contas. Mas acho chic mesmo assim! Mas esse Paul Smith esta lindo nção? Junto com o Jil Sander, uma das minhas coleções preferidas da estaçán.

Na ordem: Alexander McQueen, Chanel, Paul Smith, Bottega Veneta, Dsquared2, Celine, Valentino, Stella McCartney e Viktor & Rolf.

 

Back To Black

Um clássico que vira e mexe sempre aparece neam? Como a cor por si só já carrega um certo peso, o ideal aqui é usar peças com tecidos mais fluentes e leves. Ou, mesclar com uma ou outra peça com tecido mais pesado. Agora, um fato que ninguém pode negar é que o preto é sempre chic, não?

Preto eu acho mais fácil de fazer um look total usando apenas a cor como base. Só tem que tomar cuidado para ver se todas as peças estão em bom estado e portanto com o  mesmo “tom” da cor, fikdik que preto desbotado nesse caso não dah neam? Eu deixaria outro fikdik, para usar a cor com transparência nessa estaçán. Como na Chanel de ricah e no look da Freja para o Emilio Pucci.

Na ordem: Dsquared2, Chanel (2), Jean Paul Galtier, Emilio Pucci, Gucci, Bottega Veneta, Paul Smith, YSL, Viktor & Rolf, Nina Ricci e Lanvin.

 

Combo 2 de estampas

Sim, é claro que quando se trata de verão, as estampas tmbm são sempre bem vindas. Com muitas cores e padrões, vale das listras até as estampas florais. Menos do que em NY, o mix de estampas tmbm apareceu na Europa antiga, mas talvez os americanos tenham resolvido melhor esse fundamento, fato. E as bananas da Prada hein?

Prefiro o mix de estampas americano, acho mais atual, mais moderno. Mas as bananas da Prada são muito divertidas não? Euquero!

Na ordem: Celine, Viktor & Rolf, Missoni, Balenciaga, Burberry, Miu Miu, Nina Ricci, Jean Paul Gaultier, Chanel, Paul Smith e Stella McCartney.

 

As calças que são o must have da estaçán

Skinny e curtas, cenoura, com a modelagem arredonda ou com muito volume. Nunca tinha visto tanta calça no verão viu? Acho bem chic por sinal. Gosto dessas mais largas e com a cintura marcada. Mas a velha e boa skinny não vai sumir tão cedo, isso porque já se tornou um clássico. E a barra dobrada agora esta um palmo acima, fikdik.

Gosto muito desse fundamento alfaiataria maxi, com volumes e movimento que fazem todo um efeito ao caminhar neam? Jil Sander fez as mais “diferentes” da estaçán e o Paul Smith ahazou no fundamento masculeeeandro!

Na ordem: Balmain (2), Paul Smith, Burberry, Jean Paul Gaultier, Gucci, Bottega Veneta, Celine, Viktor & Rolf, Dsquared2, Paul Smith, Givenchy, YSL, e Jil Sander.

 

Overall 4 All

É, ele é o vestido dessa estação, fatão! Como nem todo mundo é magra e alta, nem se anime se vc não pertencer a esse seleto grupo, as preferidas de Cher (rs). Mas que é lindo isso ninguém pode negar, não? Gostei muito que na Europa antiga eles apareceram em mais opções. Se tem alguma coisa que eu apostaria nesse verão, a minha escolha seria o overall. (tipo vale a pena gastar um pouco mais e garantir a sua peça fundamento, entende?)

Definitivamente eu deixaria de comprar um vestido caro se fosse vcs e apostaria em um overall bafoneiro. Gucci, Viktor & Rolf, Lanvin e Paul Smith, escolha qualquer um deles, vai por mim, rs

Na ordem: Gucci (2), Lanvin, Gucci, Zac Posen (2), Viktor & Rolf, Jean Paul Galtier (2), Nina Ricci, Elie Saab, Givenchy, YSL, Celine, e Paul Smith

 

Muita textura

Aqui o fundamento sempre é: coisas que me dão vontade de tocar. E eu fico imaginando: como é que eles conseguiram fazer isso hein? rs

Não tem pra ninguém, quero tudo com tachas e pontas da Burberry. Da para mandar a coleçán aqui pra casa?

Na ordem: Alexander McQueen, Burberry, Gucci, Alexander McQueen, Burberry, Givenchy, Jean Paul Gaultier, Balenciaga, Valentino, Nina Ricci, Zac Posen, Dolce & Gabbana, Chanel (2) e Emilio Pucci.

 

E realmente o bege é o novo nude

Não sei, eu sempre acho o bege meio sem graça, fato. Ainda mais quando o look é inteiro bege, hmm mmm. Prefiro quando ele esta mais para o nude, ou quanto tem um certo “brilho dourado”. E gosto mais ainda quando ele vem misturado com outras cores.

Nunca aceite um simples bege. Escolha entre o claro ou o escuro (nunca o médio) e combine com outras cores que ai eu acho bens, fikdik!

Na ordem: Nina Ricci, Valentino (2), Roberto Cavalli, Alexander McQueen, Burberry, Jean Paul Gaultier, Bottega Veneta, Gucci, YSL, Dsquared2 e Lanvin

 

True Blue

Em NY tivemos o amarelo, que se repetiu em vários desfiles. Na Europa antiga, o azul chamou mais a atenção, embora o amarelo tmbm tenha aparecido. Eu combinaria as duas cores, fikdik (que atualmente é o tom do meu jogo de cama. Confirmou! rs)

Esse azul, além de ser lindo é super fácil de combinar. E é uma ótima opção para combinar com aquele marrom sem graça, por exemplo. Mas fica muito bom tmbm com amarelo ou laranja. Gosto dele vibrante como na Prada, ou mais claro e mais fosco como esse modelón Jil Sander.

Na ordem: Celine, Dsquared2, Jean Paul Galtier, Miu Miu, YSL, Prada, Stella McCartney, Jil Sander e Emilio Pucci

Jeans sempre é bens

Ele geralmente não chama muito a atenção nas passarelas a não ser quando ele é o grande centro das atenções. E isso propositalmente, pq eles estão mais interessados em nos fazer comprar as peças de maior fundamento e consequentemente maior preço tmbm, fatão!. Mas não tem jeito e todo mundo sabe que a maioria dessas grandes marcas sobrevive graças ao velho e bom jeans.

Jeans é sempre jeans neam? Acho um bom momento para optar por lavagens mais claras e com um fundamento maior de alfaiataria.

Na ordem: Balmain (2), Chanel, Dsquared2, Celine e Jean Paul Gaultier.

 

Ufa, finalmente consegui encerrar o assunto tendencismos de uma noite de verão 2011 por aqui no Guilt neam? Com sempre, separei o que mais me chamou atenção na temporada do Verão 2011 da Europa antiga e se vc não viu a minha cobertura exclusiva (euri) de NY, pode sijogar aqui. Agora é só esperar fazer aquele sol de 40º, se vestir inteira de bronzeador e escolher o modelón poder. Nos encontramos no Iate Clube. Smacks


Nova campanha do Galliano

Fevereiro 26, 2010

Da série Babado & Confusão

Fevereiro 20, 2010

Tavi & Galliano, Hoy!

ps: melhor referência de como usar laço na cabeça hein? Ahazou Tavi! A propósito, eu e Tavi temos o mesmo gosto, pq eu quase fiz a mesma coisa que ela no picumã hein? Blame as referências do Jack & Jill, rs

Direto do vulcão de John Galliano – Verão 2010

Outubro 9, 2009

Paris

00340m

00330m

00320m

00290m

00250m

00240m

00160m

00150m

00140m

00100m

00080m

00070m

00060m

00050m

00040m

00020m

00010m

A mulher vulcânica de Galliano. Primeiro que tecnologia é tudo neam? Essa passarela com leds que refletiam imagens de larvas de vulcão ficou incrível! E as bolhas cheias de fumaça que subiam o tempo todo hein? ?Todo um efeito bem báfu! Assim como a mulher báfu de John Loucurinhas Galliano, leeeandra, exótica! Muita renda, babados e transparências. Aplicações, laços e bordados de ricah! Galliano neam? Não dá pra ser diferente! Assim como não da para ser diferente os saltos dos sapatos para o verão 2010 que estão beeeem altos! O de John na versão meia pata nas alturas! Azul, laranja, rosa, nude, marrom, verde, dourado e cinza.

O film noir de Galliano – Verão 2010

Outubro 3, 2009

41347

41346

41345

41344

41342

41340

41339

41338

41352

41348

41349

Anos 40, tecidos leves e fluentes, curtos e longos, cintura marcada no alto, fundamento lingerie, transparências mil, brilho, metalizados, plataformas, cores fortes, inspiração no film noir e Rita Hayworth para o make…essa é a mulher misteriosa de John Galliano para o verão 2010


%d bloggers like this: