Posts Tagged ‘Kate’

Evangeline Linda!

Outubro 5, 2011

Será que vale a pena mencionar que a  Evangeline Lilly teve um baby não faz muito tempo?

Não, não precisa. Höy!

#FRECKLES

A cara da Kate

Agosto 23, 2011

E que foufurice esse filho da Evangeline Lilly (a Kate Sardenta, rs), que tem a cara dela não? Lucky boy!

Foufo mil!

ps: só eu fiquei sabendo que ela esta grávida um dia desses? Que rápido, não? 

Live Together, Die Alone – Enfim o final de Lost

Maio 23, 2010

Ainda hoje chega ao fim uma das maiores séries de tv de todos os tempos e certamente uma das mais (se não a mais) importante série de TV da década.

Ultimamente vcs me viram fazer várias críticas sobre a série e sua atual temporada final que não tem me deixado muito feliz. Mas ainda assim eu preciso esclarecer uma coisa com todos vcs: I ♥  Lost!

Mesmo não tendo ficado nem um pouco satisfeito com o caminho obscuro que a série caminha em sua reta final, não tem como negar e nem desmerecer o trabalho de  uma das melhores séries de tv de todos os tempos, afinal foram 6 anos de puro entretenimento.

Quem não ficou de cara com o episódio piloto de Lost e pensou: C@&@#&!, essa série vai ser muito, mas muito boa! Hein?

E assim foi, pelo menos em grande parte de sua existência.

Na Season 1  fomos apresentados a esse grupo de sobreviventes e passamos a conhecer um pouco da bagagem de cada um deles. Vários issues, falhas e muitas imperfeições. Sem contar o climão de suspense na ilha em que tudo pode acontecer, com direito a um monstro assustador que arrancava árvores com a maior facilidade desse mundo e até ursos polares perdidos na floresta. Cool!

Logo nos envolvemos com a história pessoal de cada um deles e acompanhamos o surgimento do triângulo amoroso inevitável em quase toda série de TV: Jack + Kate + Sawyer

Eu sempre torci para o Jack, porque ele é quase do time dos nerds como eu, rs. Mas entendo perfeitamente o apelo do Sawyer…e quem não entende? Höy!

No final da primeira temporada temos Jack e Locke olhando para aquele buraco que eles ainda não sabiam do que se tratava. Até que descobrimos com o começo da Season 2 que tratava-se da escotilha. E dela surge um dos personagens para quem eu mais torci durante a série: Desmond, o homem que viaja no tempo. Cool!

Passsamos a conhecer os Outros e a introdução de Benjamin Linus não poderia ter sido melhor. Mentiroso, cheio de mind games e seus grandes olhos azuis arregalados, ele bem que tentou nos enganar, mas não conseguiu nos convencer por muito tempo.

Até que tivemos outro final incrível, com Michael traindo seus amigos para recuperar o seu filho sequestrado pelos Outros e seguindo para fora da ilha no barco do Popeye (euri), deixando os seus amigos para trás e nas mãos dos Outros.

Começa a Season 3 e temos a Dharma Ville, Juliet e seus amigos vivendo em casas pré-fabricadas em uma vila feliz, discutindo um assunto qualquer no clube do livro, até que eles passam a observar um acidente na ilha, o avião do voo 815 se partindo em dois no céu e ai começamos a entender que essas pessoas a quem fomos apresentados recentemente  (os Outros) já tinham planos para os passageiros daquele avião.

Eles ficam de reféns, presos em jaulas e “aquários”  por um tempo com o pessoal Dharma e descobrem que eles são mais estranhos do que eles pensavam. Enquanto isso, mais coisas estranhas acontecem na ilha e ninguém parece entender do que se trata. Mistério.

Aqui, no final da temporada  nós tivemos o que na minha opinião foi o momento mais importante da história de Lost. A cena do episódio final quando vimos Jack, bem diferente de como estavamos acostumados, inquieto, perturbado e gritando para Kate que eles tinham que voltar para a ilha. Uow! Quase morri nessa hora! Como assim eles tem que voltar para ilha? Quer dizer que eles conseguiram sair de lá? Howcoolisthat? E a partir de agora, surgia uma nova dinâmica para que essa história nos fosse contada: a introdução do Flashforward.

Pra mim, esse foi o momento alto e inatingível de Lost, um momento único e díficil de alguma outra série conseguir superar. Que emoção boa neam?

Na Season 4, tivemos a introdução do pessoal do cargueiro e finalmente passamos a conhecer a história que levou eles para fora da ilha. Mas não todos, apenas 6 deles. E com isso tivemos outra cena emocionate, quando os sobreviventes chegam em terra firme e reencontram suas famílias. Foi outro momento bem bacana. Mas não foi das melhores temporadas, isso é fato. Ahhhh, e ainda teve a ilha se movendo e desaparecendo diante dos olhos deles e dos nossos tmbm. Meio absurdo, mas cool mesmo assim. É, cool!

A Season 5 pra mim foi a mais arrastada (até eu começar a assistir a sexta neam?) e mais difícil de engolir. Tudo ficou bem confuso com as viagens no tempo, a volta dos personagens que sairam da ilha e a divisão da linha do tempo só colaboraram para deixar tudo mais confuso ainda. Então vamos explodir tudo e tentar apagar o passado? E foi isso que eles fizeram. BOOM! Nota 5 para ela.

E chegamos a reta final, “LAX” abrindo essa Season 6 e nos apresentando um novo cenário com o voo da Oceanic chegando de fato ao seu destino em LA. Mas espera ae, 1 cenário não, 2! Porque ainda temos os sobreviventes do acidente lutando para sobreviver na ilha. Confuoooso não?

Daqui para frente vcs conhecem a história porque eu escrevi aqui no Guilt sobre todos esses eps e vcs, meus 6 leitores (Guilt Six, rs) são bem informados e leem meus posts, mesmo esses enormes e meio sem sentido, rs.

Lost teve altos e baixos como toda série de tv dramática que dura muito tempo no ar. É justo dizer que foram muito mais altos do que baixos, mas de vez em quando eles bem que escorregaram não? Mesmo tendo duras críticas a essa temporada final, eu não acho que foi um tempo perdido (como ouvi muito por ai  ultimamente) passar por todas as temporadas anteriores, mesmo quando a história atual apresenta pouca relação com tudo que aconteceu na ilha ou fora dela até hoje. Sou fã de Lost, sim, é isso mesmo. Por isso eu acho válido criticar, não assisto Lost para procurar defeitos, assisto para me divertir. E quando isso não acontece eu falo/escrevo. Mas faço o mesmo quando acontece, então…

Só sei que eu já estou com saudades. Qual outra série será digna de ocupar esse espaço que ficará vazio em minha vida depois desse final? Snif…

Pausa dramática antes que eu fique cafona de vez, rs

A maior importância que eu dou para Lost foi como a série conseguiu mudar o costume de como as pessoas assistem tv. Fomos apresentados ao Paolo Torrento por ela, passamos a não ter mais que esperar a série ser exibida tardiamente  por aqui, o que eu acho bem digno. A forma com que a série mobilizou os fãs a se reunirem e dividirem o assunto foi absurda, quase assustadora. E foi um primeiro passo da evolução do modo como assistimos tv hoje, fatão. Hoje em dia assistimos muito mais coisas pelo computador do que pela TV e acho que esse é um caminho sem volta.

E mais uma vez eu digo, a velocidade com que as legendas de Lost apareciam era incrível! E esse mérito é todo dos legenders que se dedicaram a facilitar a vida de muita gente. Um trabalho gratuito, de quem é fã mesmo e que deve ser reconhecido por todos. Outra vez eu agradeço aqui no Guilt pela dedicação de todos vcs. Clap Clap Clap!

É claro que esse não será o meu último e nem o penúltimo post sobre a série, afinal ainda temos o “The End” pela frente neam? E certamente eu vou escrever pencas sobre ele e é bem possível que eu escreva pencas tmbm sobre as opiniões otimistas sobre a série que sempre me irritam, ainda mais se o episódio final for bocó como a grande maioria dessa ultima temporada. Que Jacob não cruze o meu caminho!

Mas aqui estou eu, já saudoso com o series finale mais aguradado no mundo todo. Antes eu previa a data do episódio final de Lost como o dia em que a internet cairia no mundo todo e que não teria Paolo Torrento certo nessas horas para salvar as nossas vidas. Mas como a série não continua mais a mesma eu já não tenho certeza de que isso poderá acontecer.

A única certeza que eu tenho é a que eu, Essy, vou passar a noite em claro a base de ansiolítico até a chegada desse grande final que eu ainda espero que assim seja! (mesmo mantendo pouca esperança)

Namaste!

Jack + Kate + Sawyer para a Vanity Fair

Maio 20, 2010

O ensaio esta bem báfu, mas por enquanto vou postar apenas esse aperitivo porque eu pretendo usar as demais fotos em um post báfu que eu ainda vou fazer antes do final da série que será no próximo domingo, declarando o meu amor e tmbm algumas reclamações sobre Lost.

E eu sugiro que vcs aguardem pq vai ser bem báfu tah?

Agora para quem não se aguenta de curiosidade, dá para ver as fotos aquiam

Suri toda feliz, NOT!

Dezembro 10, 2009

Suri grita com os olhos: Help Me! Eu só queria ser normal e poder me cagar inteira no play com a Violet e o Kingston! 

Not neam? Carinha de bored…e porque será hein? Nem o kit make up da garota foi o suficiente para deixa-la um pouco mais feliz hein? Tadeeeenha…ouço gritos de “HELP!” em seu olhar hein? Ou será que ela anda fazendo um bico de make up artist no novo filme de seu poppy e anda mesmo cansada de tanto trabalhar hein? Vai saber…com Tom Cruise Wee tudo é possível!

Mas eu fico imaginando, quando ela não deve ficar confooosa no set de filmagens  enquanto ela observa de longe seu poppy wee todo dando uns pegas na Cameron Diaz, eu ficaria super confoooso! Aposto que ela pergunta para a Kate:

_ Manhêeeeeeee, mas que po$%# é essa? Comofaz?


%d bloggers like this: