Posts Tagged ‘Louie’

Louie provando que é possível vencer a guerra apenas com a ajuda de um filhote de pato

Setembro 5, 2011

Sensacional o episódio da semana passada de Louie hein? (2×11 Duckling)

Louie é aquele tipo de comédia que te faz rir, as vezes até dar boas risadas (dependendo do seu tipo de humor), mas ao mesmo tempo te faz pensar e talvez esse seja o seu maior diferencial.

Dessa vez fomos convidados para uma viagem ao Afeganistão na companhia de Louie, que tinha como tarefa tentar levar algum entretenimento para os soldados americanos em guerra.

O episódio tinha tudo para ser meio lame, mas como Louie não é uma comédia qualquer, foi exatamente o oposto e com um episódio especial de 42 min, Louie conseguiu fazer mais do que se ter vontade de rir, ou de pensar, ele conseguiu emocionar com uma idéia simples e que mais tarde durante os créditos,  nós descobrimos que saiu direto da mente da sua filha de seis anos de idade, foufo mil.

Podemos observar um retrato bem respeitoso até, da realidade dos soldados americanos que estão longe de casa. De uma forma direta, sem piada ou qualquer outro tom ou intenção, nos foi mostrado diferentes tipos de realidade de uma mesma situação.

Primeiro, um “acampamento” mais bem cuidado, com instalações básicas de conforto e tudo mais. E na segunda realidade, um outro retrato da guerra, com uma segunda instalação um tanto quanto mais simples, bem precária até, em uma área de risco, onde aqueles homens são obrigados (muitos, não todos…) a viver em condições mínimas de conforto. E tudo isso diante do risco eminente de acontecer um ataque ou entrar em conflito a qualquer momento e essa tensão é possível de ser percebida se vc parar e reparar que mesmo quando estão à mesa, os soldados estão com suas armas no colo, ou segurando-as com a outra mão, talvez para que não sejam surpreendidos em nenhum momento.

Um retrato honesto e até bem sensível de uma realidade que a gente desconhece. Gostei da sinceridade, do respeito e da coragem que ficou para o final do ep.

De uma forma bem humorada e apelando para a comédia pastelão, que é compreendida em todas as línguas, tivemos Louie  que certamente era quem estava se sentindo como o mais  “covarde” dentro daquela situação (algo mais perto de como eu tmbm me sentiria), rolando ladeira abaixo atrás do pato que a sua filha de 5 anos colocou secretamente na sua bagagem, para protegê-lo de qualquer coisa que viesse acontecer. Tudo isso ainda com a cara lambusada de protetor solar, porque Louie além de tudo, tem a pele sensível, rs. #TEMCOMONAOAMAR?

Ao final, tivemos irônicamente aquele pequeno pato selando a paz do que poderia ter se tornando um conflito violento, tudo isso pela falta  de comunicação e entendimento entre aqueles homens grandalhões “corajosos”, munidos de suas armas potentes e que não conseguem falar a mesma língua, talvez por não se esforçarem o suficiente e também porque ganhar na força sempre é mais fácil, humpf…

E só de pensar que essa simples ideia que saiu da cabeça de uma pequena garota de apenas seis anos e que poderia mudar a história de muita gente (de todos na verdade…), só podemos sentir vergonha de quem esta no comando e que nunca conseguiu pensar em algo mais ou menos parecido para acabar de vez com essa situação lamentável.

Comunicação é o futuro. 10 anos. 10 ÂNUS  de ignorância, para ambos os lados.

Episódio delicioso, super sensível e emocionando sem a menor apelação,  daqueles que certamente vai entrar para a sua lista dos melhores episódios ever.

ps: bom momento para comemorar que o FX acabou de renovar Louie para a sua Season 3. Yei!

E os indicados ao Emmy 2011 são:

Julho 14, 2011

(esse ano com comentários de Essy Ewald Filho Wilker, rs, e com corações nos meus preferidos como sempre)

 

Melhor Série Dramática

 

Dexter

♥ Mad Men

The Good Wife

♥ Game of Thrones

Friday Night Light

Boardwalk Empire

Dexter deixou de ser legal já tem algum tempo. The Good Wife não deu pra mim. Acho possível que Friday Night Light leve, por ter sido a sua última temporada. Das novatas, ambas são muito bem feitas, mas eu me animei mais com GOT. Mas Mad Men é sempre excelente, então fico entre as duas…


Melhor Série de Comédia

 

Modern Family

♥ Parks & Recreation

The Office

♥ 30 Rock

Glee

Big Bang Theory

Novamente ignoraram Community completamente hein? Sério, essa gente não deve ver televisão…E outra que me fez rir como nunca nessa temporada foi Raising Hope, que também não aparece na lista., humpf! 30 Rock também voltou a boa forma, mas Parks And Recreation foi além, então meu voto vai em homenagem ao Li’l Sebastian, rs


Melhor Ator em Série Dramática

 

Hugh Laurie (House)

♥ Jon Hamm (Mad Men)

Michael C. Hall (Dexter)

♥ Kyle Chandler (Friday Night Lights)

♥ Steve Buscemi (Boardwalk Empire)

Timothy Olyphant (Justified)

 

Dizem que o Timothy Olyphant esta ótimo em Justified, série que eu pretendo começar a ver em breve. Jon Hamm tem a magia que encanta todas, mas estou achando que o coach Taylor esta merecendo esse prêmio pelo conjunto da obra hein? Mesmo com o Steve Buscemi (que levou o Golden Globe, fikdik) atropelando todo mundo em Boardwalk Empire.

 

Melhor Atriz em Série Dramática

 

Julianna Margulies (The Good Wife)

Mariska Hargitay (Law & Order: Special Victims Unit)

♥ Elizabeth Moss (Mad Men)

Kathe Bates (Harry’s Law)

Connie Britton (Friday Night Lights)

Mireille Enos (The Killing)

 

Difícil. Eu sempre acho que a Elizabeth Moss merece ganhar todos os prêmios nessa categoria, só pelo delicioso desconforto da sua personagem Peggy. E a Mireiille Enos, quando aprender pelo menos mais duas caras diferentes, a gente pensa no seu caso…

 

Melhor Ator em Série de comédia

 

Steve Carell (The Office)

♥ Alec Baldwin (30 Rock)

Jim Parsons (Big Bang Theory)

Matt LeBlanc, (Episodes)

♥ Louie CK (Louie)

Johnny Galecki (The Big Bang Theory)

 

De todos, o Alec Baldwin foi que me fez rir mais. Mas o Louie além de rir me fez pensar, então fiquei balançado, rs. Agora, alguém me explica o que é que o Matt LeBlanc esta fazendo nessa lista? O mesmo vale para o Johnny Galecki…

 

Melhor Atriz em Série de Comédia

Tina Fey (30 Rock)

♥ Amy Poehler (Parks and Recreation)

Melissa McCarthy (Mike & Molly)

Laura Linney, (The Big C)

♥ Martha Plimpton (Raising Hope)

 

Amo The Big C, mas eu acho que esta mais para uma dramédia (assim como a finada United States Of Tara, Nurse Jackie, Glee). Tina Fey escreve melhor do que atua, fato. Agora a Amy Poehler é sensacional, não? Meu voto é dela, mesmo com o coração partido pela Martha Plimpton que eu também amo! (ainda mais pq ela fez Os Goonies neam?)

 

Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática

♥ John Slattery (Mad Men)

Andre Braugher (Men of a Certain Age)

Alan Cumming (The Good Wife)

♥ Peter Dinklage (Game of Thrones)

Josh Charles (The Good Wife)

Walton Goggins (Justified)

 

John Slattery, foi o único que eu não precisei me esforçar para lembrar. Mas graças ao IMDB, descobri que o Peter Dinklage é ninguém menos do que o anão de Games Of Thones e ai, não tem para mais ninguém. Pode preparar a forma especial para o mini prêmio, rs

 

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática

 

Margo Martindale (Justified)

♥ Michelle Forbes (The Killing)

Christine Baranski (The Good Wife)

♥ Christina Hendricks (Mad Men)

Archie Panjabi (The Good Wife)

Kelly Macdonald, (Boardwalk Empire)

Margo Martindale (Justified)

 

Eu tenho uma implicância enorme com a Michelle Forbes, mas tenho que reconhecer que ela foi excelente em The Killing.

 

Melhor Ator Coadjuvante em Série de comédia

 

♥ Chris Colfer (Glee)

Jesse Tyler Ferguson (Modern Family)

Jon Cryer (Two and A Half Men)

Eric Stonestreet (Modern Family)

♥ Ty Burrell (Modern Family)

Ed O’Neill, (Modern Family)

 

AMO o Kurt, mas acho que Glee exige muito mais do lado dramático dele do que do cômico por exemplo, e assim ele acaba prejudicado. Como todos os outros são de Modern Family e durante essa Season 2 eu já não dei mais tanta risada quanto na Season 1, whatever. Mas mesmo assim eu voto no Phill, que foi quem salvou a temporada ao lado do Luke e da Gloria. Mas não vou ficar surpreso se o outro de Two And A Half Men levar, só para eles terem mais um motivo para fazer piadinha batida com o Charlie Cheen…

 

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de comédia

 

Jane Lynch (Glee)

Kristen Wiig (Saturday Night Live)

Jane Krakowski (30 Rock)

Julie Bowen (Modern Family)

♥ Sofia Vergara (Modern Family)

♥ Betty White (Hot in Cleveland)

Kristen Wiig (Saturday Night Live)

 

Gloria! Gloria! Gloria! Ela merece vai? Se bem que, a Betty White além de ser um senhora foufa, me faz rolar de rir com a sua Hot In Cleveland. E agora?

 

Melhor Ator Convidado em Série de comédia

 

Idris Elba (The Big C)

Nathan Lane (Modern Family)

Zach Galifianakis (Saturday Night Live)

Justin Timberlake (Saturday Night Live)

Matt Damon (30 Rock)

Will Arnet (30 Rock)

 

Fico com o Will Arnet inimigo nº1 de Jack Donaghy. Mas eu morri de rir com o episódio no avião de 30 Rock, com a participação do Matt Damon também…

 

Melhor Ator Convidado em Série Dramática

 

Bruce Dern (Big Love)

Beau Bridges (Brothers & Sisters)

♥ Michael J. Fox (The Good Wife)

Paul McCrane (Harry’s Law)

Jeremy Davies (Justified)

Robert Morse (Mad Men)

 

Estou achando que o Michael J. Fox leva essa hein? Mesmo com a torcida contra…

 

Melhor Atriz Convidada em Série de Comédia

 

Kristin Chenoweth (Glee)

Dot-Marie Jones (Glee)

Gwyneth Paltrow (Glee),

♥  Cloris Leachman (Raising Hope)

Tina Fey (Saturday Night Live)

♥ Elizabeth Banks (30 Rock)

 

Elizabeth Banks esta sensacional em 30 Rock, fatão! Mas e a avó de Raising Hope, hein?

 

Melhor reality show de competição

 

So You Think You Can Dance

Top Chef

The Amazing Race

American Idol

Dancing With the Stars

Project Runway

 

Preguiça…Mas ano que vem, meu voto vai para The Glee Project, meu novo vício!

 

Melhor minissérie ou filme para a TV

 

Cinema Verite

Downton Abbey

The Kennedys

Mildred Pierce

The Pillars Of The Earth

Too Big To Fail

 

Será que alguém consegue tirar essa dos Kennedy?

Bom, depois de nos decepcionar mais uma vez com a ignorada que as nossas preferidas sempre acabam levando em toda e qualquer premiação (Fringe, Community, It’s Always Sunny, Sons Of Anarchy) agora só nos resta esperar a premiação, que acontece no dia 18 de Setembro lá na america antiga e que dessa vez terá como hostess a deliciosa Sue Sylvester (Janie Lynch)

Louie, uma comédia meio amarga deliciosa

Julho 8, 2011

Uma das coisas mais divertidas da vida é tirar o sarro da gente mesmo, o que muitos consideram uma arte. Não se levar muito a sério e aprender a rir dos próprios defeitos pode ser um ótimo mecanismo de auto defesa, além de ser também uma divertidíssima forma de encarar a vida. E é exatamente isso que Louie nos apresenta durante a sua deliciosa (apesar de amarga) Season 1. E embora uma nuvem negra esteja sempre o perseguindo, o que acaba colaborando e muito para o seu humor, digamos “triste”, o cara é boa gente, pode apostar (sempre pensei em tatuar uma nuvem pequena e negra com um relâmpago no alto das costas…)

Mas não estou falando de uma comédia fácil, já vou avisando. E talvez por isso, vc embora consiga achar graça das piadas de humor super ácido da série, acabe sempre com um gostinho amargo ao final de cada episódio. Mas também não estou falando de algo completamente amargo, apenas meio amargo, só para variar os sabores de vez em quando.

Ao mesmo tempo, encontramos escondidas no texto afiado da série as melhores piadas da atualidade quando o assunto é a vida real, para quem esta longe de qualquer padrão ou do que muitos acreditam ser a “perfeição”, todas elas despejadas a todo momento e sem o menor pudor pelo protagonista, com a força de uma sinceridade absurda.

E a graça da série esta exatamente nessa facilidade que o seu ciador, o próprio protagonista (Louie CK) tem em tirar sarro de qualquer assunto, sem filtro ou preocupação com o que é politicamente correto ou não e geralmente falando de assuntos ligados ao que ele encara como fracasso em sua própria vida.

Seja o seu corpo que não esta nada em dia, consequência dos seus péssimos hábitos alimentares (e muito sorvete na madrugada), o seu desconforto quando o assunto são as mulheres, tentativas desastrosas de encontros ou assuntos normais do cotidiano de todo mundo, tudo é motivo de piada em Louie.

A princípio, o texto afiado pode até parecer agressivo demais ou em algumas situações até ofensivo. Mas se vc parar para perceber, existe uma crítica por trás daquela piada e as risadas do público presente nas mesas do clube de comédia, muitas vezes representam a ignorância de uma audiência que não está muito acostumada a pensar.

Entre os momentos mais engraçados da Season 1 esta a sua visita ao médico (1×03 Dr Ben/Nick), interpretado por ninguém menos do que o Ricky Gervais. Louie é torturado durante a consulta em um dos momentos mais vulneráveis dos seres humanos, que é quando ele se encontra pelado e dentro do consultório do médico (seu amigo de longa data), que aterroriza o pobre coitado insinuando que ele tenha doenças pavorosas e ainda chama a enfermeira assistente para tirar o sarro do formato exótico do seu pênis. Howcoolisthat?

Realmente o humor da série é para poucos, mas a coragem de Louie em abordar temas polêmicos e encontrar graça em assuntos até então considerados como tabus é coisa phina, do tipo que vale a pena dar uma chance para um ruivo calvo e acima do peso, recém divorciado e com duas filhas pequenas para criar, rs.

Um dos melhores diálogos da série acontece quando em uma espécie de flashback (1×09 Bully) no final do episódio, onde ele já adulto encontra com a sua versão ainda criança, que fica horrorizado com o seu futuro. “Não acredito que além de gordo eu vou ser feio”, diz o pequeno Louie, enquanto a sua versão adulta responde enquanto tira o seu boné: “e pode ficar pior, pq vc ficará careca também. PÁ!”. Ro-lei.

Mas o melhor episódio dessa primeira temporada se passa quase inteiro em um dos flashbacks de Louie enquanto criança (1×11 God), envolvendo um trauma na aula de catequese. E se a culpa imposta pela religião colocou Jesus na cruz por conta dos pecados da humanidade, Louie vai lá, assumindo a sua parcela de culpa por se considerar uma “má pessoa pecadora” e retira Jesus daquela situação, em um cena foufa e extremamente forte ao mesmo tempo. Coisa linda, repito: COISA LINDA!

Devorei toda a primeira temporada (que tem apenas 13 eps) em pouco mais de uma semana, de tão deliciosa que a série é. Ee recomendo a aventura para todos que estiverem carentes dos seus seriados preferidos durante essa midseason gelada. A season 2 começou recentemente na américa antiga e Paolo Torrento já esta trazendo tudo pra mim, porque não consigo mais viver sem essa parcela ruiva na minha TV.

ps: me sinto uma das integrantes do Supremes durante a abertura e acredito que eu sou afinado, rs (sei que não são elas, mas me sinto assim, rs)


%d bloggers like this: