Posts Tagged ‘Lucy Liu’

Golden Globes 2013, a premiação dos nossos sonhos que teve um red carpet que foi um verdadeiro pesadelo

Janeiro 14, 2013

Se o Golden Globes 2013 de ontem a noite se concretizou como a premiação dos nossos sonhos, seu red carpet não conseguiu atingir o mesmo feito e acabou virando um pesadelo.

Mas não dos grandes, tão pouco com direito a direção do Tarantino. Sorry. Não foi para tanto e digamos que esse, embora tenha sido um pesadelo escuro, porém morno, foi também bem preguiçoso e quase sem esforço nenhum.

Mesmo assim, conseguimos separar as melhores e piores da noite, que é a nossa tarefa preferida em noite de premiação e todo mundo sabe disso!

 

E o prêmio de pior colagem com cola quente vai para:

Sienna

Quem quer que seja o responsável por esse look horrorendo em duas peças da Sienna Miller. Sério, que coisa mais pavorosa é essa, Sienna?

Porque se isso não foi um presente de dia das mães enviado diretamente do futuro pelo seu filho recém nascido, gostaríamos muito de ouvir a sua justificativa para tamanho erro. Deve ser algo interessante, porque olha isso…

Sério, desembucha Sienna. Alguém te obrigou? Você não pode contar porque estão ameaçando a sua família?

Ela que também ganhou o prêmio no quesito melhor cara de castor da noite. Clap Clap Clap!

By Erdem

#NAOTABOMNAO

 

Quem escolhe ir de calva em uma premiação onde você tem grandes chances de ser uma das vencedoras?

Chastain

_ Vai de que hoje dona Xhasssstain? (língua pressa)

_ Ah bee e se a gente tentasse aquele look calvo?

Aposto como o casamento do Hugh Jackman é real, pelo menos na Australia antiga e que pode significar qualquer outra coisa no dialeto dos cangurus (rs), que esse foi o papo de salão da Jessica Chastain com a bee vingativa e ou incompetente que cometeu esse crime na sua cabeça.

E se o cabelo já não estava bom, ela fez o que mesmo?

Coroou o desastre da noite com esse vestido pavoroso e com decote generoso que ninguém olhou por que estava todo mundo feito aquela figurante passando ali atrás, sem entender como é que alguém escolhe assumir a careca em dia de premiação.

#NAOTABOMNAO e o que é pior, a imagem entrou para a história porque ela foi uma das premiadas. E a gente faz a dancinha do #TOLDYOUSO.

By Calvo Harrys… quer dizer, Calvin Klein

 

Falando nela, não aprendeu mesmo nada com a Karen Walker, não é mesmo Grace?

debra-messing

Viveu por 8 temporadas cercadas das bees (e hoje trabalha em Smash, uma série musical, ou seja, continua cercada das bees, rs), com uma assistente impiedosa como a saudosa Karen Walker e até hoje parece que a Debra AMO Grace Messing não aprender nada na fila da buatchy moderna, não é mesmo?

Quem precisa de todo esse volumão logo no quadril?

#NAOTABOMNAO

By Donna Karan

 

Quando até a sua prima mais feia tem coragem de rir da sua cara e julgar o seu look, é sinal que #NAOTABOMNAO

Halle Berry

Viu Halle Berry, a única berry que nós não gostamos nada (porque as outras, blue + black + red, são todas bem vindas, rs), quando até a sua prima mais feia, que é como vamos aproveitar para identificar aquela senhoura de xale e flor branca na cabeça passando ali atrás, tem coragem de rir descaradamente da sua escolha, isso só pode ser um sinal claro & evidente de que #NAOESTABOMNAO mesmo.

E o desespero de colocar tudo de fora, inclusive a pose eternizada por Joliezão para tentar pelo menos virar meme? Nunca serás!

Nem meme de “You Suck” com GIF da sua “Catwoman” em qualquer uma das cenas daquele filme vale (cuspida no chão em formato de bola de pelo), porque ninguém consegue lembrá-la desde que a Anne Hathaway passou a ocupar o mesmo espaço com muito mais graça e fundamento. Meow!

 

Falando em desespero…

eva-longoria

… lembramos de desemprego e tem gente fazendo de tudo para conseguir entrar em um casting qualquer, não é mesmo Eva Longoria?

Se o decote na frente não existisse e só houvesse o das costas (e ele tinha um decotão em U nas costas) e também não existisse essa fenda, porque ninguém estava pedindo por tanta generosidade assim, estaria perfeita. Mas…

#NAOTABOMNAO

By Emilio Pucci (pucci some clothes on, rs)

 

Alguém segura as gêmeas Deschanel da Deschanel?

zooey-deschanel

Ela que mais uma vez não foi de Chanel e nem de chapéu (que é o meu sonho dizer por aqui, nessa ordem e e isso significa que A- A FOX está sem prestígio, ou B- A FOX não paga bens) Mas tem que ser alguém que se importe, caso contrário, pode deixar assim mesmo para a gente morrer de rir da falta de sustentação das gêmeas.

E as unhas que estavam cheias de desenhos e ela fez questão de dividir isso com o mundo em seu Estragão?

Certeza que a Alcione já mandou copiar. Certeza!

#NAOTABOMNAO

 

Suck it, Taylor Swift

taylor-swift

Taylor foi com a mesma cor da Lena Dunham. Bitch. Mas errou. YEI

Taylor estava concorrendo na categoria melhor cara de alface. Bitch. Mas perdeu para a Adele. YEI. Mas se fosse só pela cara de alface mesmo, seria merecido! rs

Taylor quase soltou um palavrão do tipo “boba feia” quando perdeu. Ohhh, bitch. Mas se segurou e fez cara de constipada com um 1/2 sorriso de lado. MORREMOS de rir por três gerações diferentes com o momento em close.

E que grotesca essa parte “sereia” do vestido, não? EW!

By Dona Karan

#NAOTABOMNAO

 

Desde o seu final em #TDKR, perdemos Marion, é isso?

marion-cotillard-

Não, não é isso e só pela cara dela de emoção no momento do discurso da Jodie Foster The People, nós ainda podemos garantir que ela é uma ótima atriz.

Mas ultimamente tem feito cada escolha.. como essa saia de bico horrorenda. Sério?

Volte a ser linda, Marion!

By Christian Dior Haute Couture

#NAOTABOMNAO

 

Momento contraditório

rachel-weisz-daniel-craig

Isso porque eu amo tudo no vestido da Rachel Weisz e ao mesmo tempo, não gosto nada dele. Acho que é porque desde que esse hype apareceu, nunca fui muito fã.

E sério, ao bater o olho pela primeira vez na imagem dela com o Daniel Craig de óculos, pagando a permuta, achei que ela estava acompanhada do Psy, rs #CREDINCRUZ

E o high five mais sensacional do Golden Globe desse ano foi do James Bond himself + Adele. Invejável e sensacional!

By Louis Vuitton

ps: esse foi o ano dos escuros, pretos e ou vermelhos na premiação, não? Tomem nota, porque pode cair na chamada oral… rs

 

Muito menos é mais mais

katharine-mcphee

Menos decote, menos fenda, mais tiras nessa sandália pavorosa e mais cuidado com esse coque, Katharine Mcphee.

By Olivier Theyskens for Theory

#NAOTABOMNAO

 

Nunca se vai na festa da concorrente vestida como a estatueta da outra

Anne Hathaway

Essa é uma regra básica dos bons costumes que a Glorinha não contou no seu livro e nem em seu programa, mas que a Anne Hathaway deveria ter pensando por ela memso antes de escolher esse vestido que se fosse em dourado, ela estaria a própria estatueta do Oscar, não estaria?

Aliás, suas duas últimas escolhas foram completamente meio assim…

By Chanel (esse que deve ser um número 2 e 1/2 no máximo, porque não chega ao 5)

#NAOTABOMNAO

 

Agora uma pausa para repor o milk shake de Nutella para aproveitar e dizer 3 verdades sobre os meninos na noite de ontem, porque eles também merecem a nossa atenção no red carpet, ou vocês pensam que aquele tapete se estende sozinho em noite de premiação? E é por isso que precisamos deles, ainda mais quando estamos de pele e cabelo feito e todo mundo sabe disso. Lidem com essa informação meninos…

day lewis

Daniel Day-Lewis, esse é um homem bonito, o resto é tudo aprendiz de feiticeiro. Tirando alguns, claro, eles que já estão na classe avançada. (rs)

Höy e beijo para toda a gangue de NY! #RESPECT

sofia-vergara

Esse foi o homem que mais acertou no tux na noite de ontem. Lindo, interessante, com cor, textura e de quebra, Ben Affleck ainda saiu com dois prêmios, melhor diretor e melhor prêmio. Está bom para vocês? Höy!

sofia-vergara

Agora e toda essa gracinha dele para cima da Gloria de Modern Family (que não levou nada, eu acho. Suck it! – mesmo assim)? Não sei não viu, até ela pareceu não acreditar no que estava acontecendo naquele momento. Mas achamos que por enquanto, Jenn não tem com o que se preocupar. Apenas por enquanto…

Apesar de que, sempre achamos que os meninos agem como bobos em apenas duas ocasiões: quando querem alguma coisa e não sabem como e o que fazer para conseguir e ou quando estão no seu estado normal, sendo apenas meninos. #Meh (rs)

O capeta está de olho…

damian-lewis

E esse é um representante digno da magia mágica ruiva, não?

Por isso, i do declare Brody, que com tanto talento, você acabou de entrar para o clã raríssimo da magia mágica ruiva, sir. Höy!

Agora voltando aos trabalhos, vamos ver quem esteve melhor no Golden Globes 2013, porque nem só de pesadelos vive o homem. WOO

 

Megan Crossfox, finalmente acertando na vida

90210s

E não, eu não cai de cabeça no chão ou entrei em um buraco negro no universo de onde eu jamais deveria ter saído para fazer esse tipo de declaração sobre a Megan Fox, de quem todo mundo sabe que a gente não gosta.

Mas dessa vez ela se deu bem, não pelo fundamento, beleza ou qualquer outra coisa do tipo e sim porque ela fez a melhor cara de arrogante da noite para quem foi acompanhada do David de 90210 original. PÁ!

Se tivesse voltado no tempo e conseguido ir com o Brandon ou o Dylan antigo, ganharia ainda mais pontos positivos, mas como o assunto é o presente e o David é o único que nos resta da turma digno de atenção, aceitamos o feito. Höy!

ps: ela que foi uma das pelo menos 3 recém paridas que já voltaram ao seu shape antigo e original, não? O milagre? Ninguém conta…

 

Eu poderia estar matando, eu poderia estar roubando, eu poderia estar defendendo esse floral da Lucy Liu…

Lucy Liu

… que tinha uma estampa linda, que deu vontade de forrar a cama ou mandar revestir toda uma poltrona com cara de antiga e ou vintage com ele (vestido que com menos volume, ficaria bem melhor) mas eu prefiro me atentar ao detalhe ao fundo, do lado direito de quem vê, com o que parece ser a primeira aparição em público do Valentino himself travestido de mulher. E nasce uma DIVA!

HAHA. Sério, nada nessa vida me convence de que aquela não é ele e se alguém souber se o Valentino andou passando férias na Tailândia, a gente pode confirmar se o salame ficou por lá mesmo e virou presunto de Parma, rs

Aguardando contatos…

By Carolina Herrera

 

Vamos dar um vale crédito para a Michelle Dockery usar com sabedoria?

michelle-dockery-

Ela que acabou de chegar na America antiga, possivelmente sem marido (drama dramático da mágoa do caboclo indeed) e que tinha tudo para ter acertado no modelo de ricah, se ele não tivesse marcado tanto a underwear. (principalmente em outra imagem, que eu não vou postar porque tenho esperança do meu nome aparecer no testamento de Downton, onde estava tudo marcado de forma grotesca, pior do que esse costurão do corpo do vestido)

Go Mary! Go Mary!

 

Não sabemos quando de fato é a rainha, a Meryl Streep ou a Glenn Close, mas em todo caso

hellen mirren

Precisamos dizer que queremos crescer conservados nesse shape. #AMEM (que nem hoje em dia está tudo isso, rs)

#GODSAVETHEQUEENINAGOODSHAPEFOREVER

E aquela figurante ali no fundo, se não tivesse removido os seus canais lacrimais em sua última intervenção cirurgica, certamente estaria chorando enquanto chegava a conclusão de que se não tivesse feito tantas intervenções na cara, teria a chance de envelhecer dignamente assim. Tarde demais minha senhoura, tarde demais.

 

Se já gostamos de casal que combina o pantone, imaginem então o que sentimos por aqueles que mantem o mesmo fundamento no picumã

ryan + hough

O vestido era lindo, mas casal que divide até as escovas/escovadas, é só amor. Nada a declarar porque pouco importa quem eles são além do fato de viverem essa relação perfeita de salão… rs (sorry Ryan)

 

Porque nós AMAMOS um vestidão vermelho casca de ferida

naomi-watts

Sim, vermelho casca de ferida, do tipo quando quase madura, é a nova cor do momento. Anotem…

E qualquer pessoa coberta nesse nível, não está para brincadeira, não é mesmo Naomi Watts? (ela que na busca por um prêmio está indo em todas as festas da temporada, inclusive regabofe de coxinha fria em noite de eleição de novo sindico na reunião de condomínio mais ou menos)

 

Deitando todas em P&B by Julianne Moore

Julianne Moore

 

Eu sou linda, eu sou ricah, eu sou premiada, eu sou ruiva. Sem mais. 

 

Esse deveria ser o resumo do perfil da Julianne Moore para a vida e ou o refrão do seu funk.

MARAVILEEEANDRA!

 

(♥)

lena-dunham

AMAMOS ainda mais premiada e vestida de princesa nessa Zac Posen, em dia da premiere da nova temporada da sua série, pela qual você voltou para casa com dois prêmios por sua temporada antiga.

#TEMCOMONAOAMAR?

Não, não tem. (♥²) #Ghols

 

Morena Baccarin, aquela que ninguém suporta em Homeland e só consegue perder para a sua filha insuportável e pedante na mesma, nos fazendo engolir o seu Valentino escolhido por dedos de fadas

damian-lewis

SIM, depois daquele crime que ela cometeu contra ela mesmo no PCA 2013, Baccarin estava mesmo precisando se redimir e nada melhor do que um Valentino como esse para deitar com todas, não?

MARAVILEEEANDRA

 

Assim chegamos ao fim do nosso pesadelo, para você que conseguiu resistir bravamente até o final desse post, recomendamos uma encarada na imagem do Day-Lewis por pelo menos 13 minutos e 1/2 antes de tentar dormir novamente. Isso porque nós sempre desejamos o bem para os nossos leitores. SEMPRE!

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Elementary minha cara Watson… Oh, wait?

Setembro 18, 2012

Elementary, série da CBS retratando a vida de Sherlock Holmes, agora em um novo endereço, NYC e também em nova companhia, que apesar do mesmo sobrenome, dessa vez veio com o gênero diferente. Claro que essa era a minha aposta certa de xoxo para os pilotos da temporada, uma vez que eu amo a Sherlock da BBC, mas antes de qualquer comparação (até se tornar inevitável), vamos falar apenas da nova série americana que acreditem, não é uma versão. (apesar dessa ter sido a intenção inicial, que foi muito bem recusada pelos ingleses indeed)

Um piloto até que bacana, parte disso por conta do elenco, que é realmente bem bom e já foi possível perceber a química entre os dois personagens. O que não acontece logo de cara, onde pareceu que a Dra Joan Watson da Lucy Liu ainda não tinha entendido exatamente qual era a sua função dentro daquela história, até que ela resolveu peitar o novo Sherlock Holmes e tudo começou a fluir mais naturalmente. (realmente achei que ela quase sumiu durante a primeira parte do episódio)

E o Sherlock Holmes do Jonny Lee Miller tem sim o seu mérito, uma vez que ele consegue ser bem diferente dos demais que ganhamos nessa nova safra (Downey Jr, Cumberbatch), principalmente se comparado com o personagem que gostamos tanto em Sherlock. A diferença está no seu próprio tom, que é bem diferente do Sherlock meio “autista” ou quase com “Síndrome de Asperger” da série inglesa, além de provavelmente ser uma vantagem de ter um bom ator como o Lee Miller nesse papel atualmente tão disputado, mas essa diferença parece estar também principalmente no ponto onde passamos conhecer a sua nova história, encontrando um Sherlock Holmes lidando com a rehab (aparentemente bem perturbado), praticamente fugido de Londres (e com o coração partido, claro e isso só pode ser coisa da Irene Adler) e tendo que se comportar para continuar tendo onde morar em uma das várias propriedades do seu pai em NY (acho que nessa versão não teremos um Mycroft e sim um papa Holmes), onde para isso ele precisa aceitar Watson como sua nova companion (e ela faz questão de se identificar assim… mais alguém acha que isso foi uma provocação direta para o Moffat?) para monitorar a sua recuperação.

Mas tirando as boas atuações o que nos resta é um procedural daqueles, que a CBS parece saber fazer muito bem para quem gosta do gênero. Confesso que como esse nunca foi o meu tipo de série preferida, a minha tolerância com o gênero é bem baixa, o que não significa que eu não consiga reconhecer quando alguma coisa realmente parece boa, como é o caso de Elementary.

Claro que agora vai ser inevitável não comparar o que acontece na nova série e o que acontece em Sherlock e isso fica mais do que evidente na forma como o caso misterioso do episódio é tratado. Tudo é muito mais corrido, obviamente, ainda mais no pilto que eles ainda precisavam introduzir os personagens de forma interessante e só poderia ser diferente mesmo em uma série como a inglesa, onde cada um dos seus três episódios por temporada é tratado praticamente como um filme, com 1h30 de duração por episódio, o que faz com que acabe sobrando tempo para reviravoltas e muito mais profundidade nos casos todos, além de todo o cuidado visivelmente maior com toda a produção de cada um deles.

Pelo menos a nova série me pareceu também se preocupar com a estética, para não acabar virando mais um CSI da vida, seguindo um mesmo padrão que eles já estão mais do que acostumados, mas isso também não dá para negar que eles tiveram que usar como referência a estética na série inglesa, que tem um cuidado absurdo com esses detalhes que enchem os olhos e que é parte do que a faz tão especial e diferente de qualquer outra coisa na TV atualmente, o que também seria uma covardia até mesmo pensar em uma comparação, nesse caso não só com Elementary mas com qualquer outra coisa na TV de hoje. Gostei bastante daquela primeira cena em slow motion do assassinato em si e esperava que eles fossem seguir essa linha, o que não foi exatamente o que aconteceu na sequência, mas que eu sinto que será um elemento que deverá se repetir na sua mitologia. (o que se não ocorrer, pelo menos deveria…)

Como fã da série inglesa e sabendo da atual rivalidade Sherlock vs Elementary, é possível perceber que eles estão pisando em ovos, tentando ao máximo fugir de qualquer coisa que possa levá-los a serem confundidos com a série da terra da rainha (que os ingleses bem avisaram que vão ficar de olho). Algo que eu acho bem bacana e consegui perceber nitidamente é que embora tenham o mesmo personagem principal, ambas as séries são produtos absolutamente diferentes, onde ganhamos uma nova versão para um personagem tão querido e tão explorado ultimamente. (temos três versões diferentes de Sherlock Holmes atualmente, contando também com o filme)

O que não chega a me animar a ponto de sentir vontade de acompanhar Elementary, apesar da ausência de Sherlock na minha atual agenda televisiva, o que faz bastante falta. Ainda mais sabendo que a Season 3 da série da BBC só volta no segundo semestre do ano que vem (SACANAGEM!), para o que possivelmente será a sua última temporada (SACANAGEM MAIOR AINDA). Talvez essa lacuna enorme me faça ver mais algum episódio de Elementary até lá, mas sem compromisso, só por saudade do personagem mesmo e talvez para lembrar o quanto a série inglesa é superior, rs. (#TeamSherlock)

E eu tenho uma pista: apesar de ter surgido um certo climão entre os dois por mais de uma vez no episódio piloto (o que eu acho um desperdício, pq o bromance Holmes/Watson sempre foi sensacional!) , nada me surpreenderia se daqui um tempo (talvez na finale) a Dra Watson acabasse se revelando lésbica hein? Nada me tira da cabeça que todo aquele seu interesse por baseball significa… (ou a pessoa que morreu e que ela visita no hospital foi seu “namorado”…)

 

ps: e para quem tiver alguma dúvida sobre qual time escolher nesse caso, aqui estão as minhas colaborações para engrossar o Team Sherlock, Season 1 e Season 2

♥ Já está seguindo a magia do Guilt no Twitter? Ainda não? @themodernguilt

Elementary, o trailer

Maio 17, 2012

E na versão Americana, Sherlock Holmes é tatuado, boy magia recém saído da rehab, hoje vivendo em Manhattan e um tanto quanto mais “confortável”, digamos assim…

Achei ótimo que logo de cara, tudo já me pareceu bem diferente da primorosa série da BBC (Season 1 e Season 2), que prometeu ficar de olho em toda e qualquer semelhança que a versão americana tiver a cara de pau de chupar. E mesmo assim, não é que eu me interessei? (Blame Jonny Lee Miller, que eu AMO desde “Trainspotting” antigo)

Pelo menos o piloto é claro que eu verei… (que chegará na Fall Season 2012)

Veremos…

ps: mas não se sinta traído Benedict Cumberbatch, vc continua sendo o meu Sherlock. (♥)

Elementar, minha cara Watson

Março 23, 2012

Lucy Liu e Jonny Lee Miller gravando cenas da nova série da CBS sobre o Sherlock Holmes com o nome de Elementary. (Zzzz)

Já disse que com uma série como Sherlock no ar atualmente, eu ficaria morrendo de vergonha de tentar fazer qualquer outra coisa sobre o personagem nesse momento, de tão sensacional que a série inglesa consegue ser. (sério, estou apaixonado – ♥ – parte 1 e parte 2)

Também já disse que eu acho que o fato do Doutor Watson nessa nova versão americana ser uma Doutora Watson, a série já perde boa parte do seu charme que sempre foi a relação quase “homoafetiva” entre os personagens principais. Além disso, será uma produção da CBS, ou seja, corremos o sério risco de ganhar mais um CSI procedural preguiça. Já imagino até os crossovers se a série conseguir algum sucesso. (o que eu não duvido nada, isso pensando em quem ainda não conhece Sherlock …)

Agora a minha sugestão dessa vez é que pelo menos eles não criem aquela dinâmica de “casal” entre os dois personagens (quem sabe ela não pode ser lez neam? Ou simplesmente ele não fazer o tipo dela…Ou quem sabe até ele ser de fato gay nessa versão?) porque nós não precisamos do novo “A Gata e o Rato” (Moonlighting).

ps: Moffat e Gatiss estão de olho…


%d bloggers like this: