Posts Tagged ‘Rafinha Bastos’

O melhor momento do VMB 2011

Outubro 21, 2011

Além dos comercias e quando a gente mudava de canal, é claro, rs.

Wanessa sendo vaiada e se desconcertando toda com os gritos de “Rafinha” vindo direto da platéia. Ro-lei!

Sabe Karma?

Então, dizem que o marido dela vai ligar para o Ronaldo, que vai aproveitar seus minutos de bônus com aquela operadora lá e vai ligar para todos os anunciantes da MTV cancelarem seus contratos. Ronaldo também deve ligar para os chefes/pais de cada uma das pessoas que gritou o nome que não se deve dizer no momento constrangedor com a Wanessa no palco, para que todas sejam demitidas ou deserdadas.

Ronaldo a qualquer momento pode ligar aqui no WordPress para cancelaram minha cota de patrocínio com a quitanda da esquina e a padaria do seu Manoel, e inclusive essas podem ser as minhas últimas palavras por aqui. #TENSO

E todos devem ser processados por Wanessa, pelo marido, pelo bebê que ainda não nasceu e por todos os filhos de Francisco, de todos ue tem o pai com o nome “Francisco” no mundo. Tá pensando que é o que?

Geralmente, eu tenho vergonha da falta de educação do povo brasileiro, que não sabe muito bem o que é respeito e em dia de premiação por aqui, fica cada vez mais claro, e não só pelo comportamento da platéia, como também dos próprios artistas. Mas em uma hora como essas, não tem como não se deliciar com um climão merecido e sensacional como esses, não?

Carteirada Who?

Sabe aquele problema que vc não precisava acumular para a sua vida, ainda mais agora que vc estava começando a ser aceita pela sociedade? Então, confirmou: KARMA is a bitch!

ps: só acho que agora que ela é rica, a Janessa (Jana) não merecia ter passado por essa…(piada que inclusive pouca gente entendeu naquela hora…)

Uma reação babaca para uma piada babaca

Outubro 13, 2011

Eu sei que o assunto é antigo e eu não costumo comentar o que acontece por aqui nesse meu Brasil, justamente para evitar qualquer tipo de reação babaca por parte de celebridades babacas que se sentem ofendidas, mesmo quando dão motivo.

Não achei a piada engraçada, mas também não me senti constrangido, ou agredido. Talvez esse seja o tal limite do humor, tão discutido ultimamente, que é o simples fato da piada ser engraçada, ou não.

Isso desde que o humor não seja usado como muleta para qualquer tipo de preconceito que ninguém tolera mais. Nesse caso, aceitamos até a palavra “intolerância”.

O que eu acho pior disso tudo, além de todo o mimimi de gente rica e seus 364581454 advogados de plantão a espera de uma oportunidade de fazer mais dinheiro ainda, é a carteirada, ameaças de chamar os amigos “influentes who?” para interferir nos negócios da outra pessoa, isso sim me deixa constrangido e ofendido. Ainda mais vivendo em uma país onde propinas, chantagens, e o famoso “vc sabe com quem é que vc esta falando” ainda são artifícios tão usados por alguns e pior, aceitos pela sociedade.

Assim como fica difícil ter vontade de continuar trabalhando em um programa de humor em uma empresa que aceita esse tipo de pressão, sem peitar as ameaças a favor do seu funcionário. E pior ainda se a ideia foi algo mais ou menos como “relaxa, fica ali no cantinho quietinho, que daqui a pouco todo mundo esquece o assunto”, o que seria uma atitude ainda mais babaca do que toda a história.

Nesse caso, eu realmente acho que o humorista em questão é melhor do que essa piada tola e sem graça e talvez esse seja um sinal claro de que está na hora de começar a rever o seu repertório assistindo Louie (que eu aposto que ele assiste), e caso ele se sinta influenciado pelo material do comediante ruivo de lá, talvez seja melhor até considerar mudar de país, porque por aqui pelo jeito que as coisas andam, seria praticamente impossível que qualquer uma de suas piadas fossem aceitas sem um processo qualquer. Assim como eu também achava a outra parte da história envolvendo a progenitora dos bisnetos de Francisco,  muito mais bem resolvida do que isso. Pelo menos, é o que ela sempre tentou mostrar, não?

ass: blogueiro babaca

ps: por favor não me processem, que esta puxado…

Pele preta é o futuro

Novembro 3, 2010

Aqui estamos falando de pele para se usar (Alô, PETA?) e segundo a Agyness Deyn e as irmãs Olsen, porque eu nem tenho nada com isso. (rs)

#EUSOURICAH!

Entrando em outro assunto muito mais delicado que agora é a cor da pele mesmo (para alguns, pq eu acho natural na verdade), adorei uma propaganda que eu vi ontém por acaso, com a Tais Araujo ensinando o Brasil  a dizer  a cor da sua pele. Menina mulher da pele preta! Fiquei orgulhoso da propaganda, simples e linda.  Clap Clap Clap!

Ontém tmbm, por outro acaso, acabei assistindo a um programa chamado “A Liga”(que eu até gosto sabia?) onde o Rafinha Bastos estava tendo aulas de estiqueta com uma senhora muito da escrota, mas que se dizia muito bem educada.

Até que, em um certo momento da matéria, a tal senhora que tem como profissão ensinar as pessoas a se comportar educadamente,  usou um termo ofensivo e preconceituoso ao descrever a raça de uma pessoa. Fiquei indignado é claro, mas o próprio Rafinha se posicionou (muito bem por sinal) e mostrou a tal senhora, que na verdade quem estava ali para aprender alguma coisa era ela, e não ele.

Educação, respeito, dignnidade. Não se aprende não é mesmo? Uma hora escapa, não é mesmo velha escrota?


%d bloggers like this: