Posts Tagged ‘SP’

My tears dry on their own

Janeiro 16, 2011

 

He walks away, the sun goes down
It takes the day, but I’m grown
And in your way, in this blue shade
My tears dry on their own

 

É, vão secar…humpf!

O triste fim do Belas Artes (e uma última esperança)

Janeiro 14, 2011

 

Fiquei muito triste quando li a notícia na Folha de que o Cine Belas Artes iria fechar as suas portas.

E o pior, que além de fechar definitivamente, viraria uma loja. Mais uma, humpf!

A notícia seria de que o local,  famoso pela exibição de clássicos do cinema e também por exibir filmes que não ganham espaço em salas mais comerciais, fecharia as suas portas no dia 27 de Janeiro.

Triste mil…

Mas uma última esperança surgiu depois de um protesto de cinéfilos e muitas pessoas que presa pela preservação do patrimônio histórico, onde após uma manifestação contra o fechamento do cinema, que aconteceu na frente da casa do atual propretário Flávio $$$Catching Maluf (que não é filho do Maluf, fikdik) ganhou a atenção do secretário adjunto da cultura do Município, que entrou com um pedido de urgência para tentar um possível tombamento. Cool!

Não sabemos ainda se essa ação vai mesmo garantir que o espaço seja definitivamente preservado, mas como esses processos precisam de uma avaliação, ganhamos com isso pelo menos mais 6 meses de cultura em nossa cidade.

Os proprietário do Belas Artes garantem que caso não aconteça o tombamento (bate na madeira 3 vzs), eles pretendem abrir um outro cinema na cidade, mantendo o mesmo fundamento. O que também não deixa de ser uma boa notícia.

Atualmente, o Cine Belas Artes mantém uma programação especial, além dos filmes atualmente em cartaz (teóricamente até o dia 27), onde filmes de grande sucesso durante a história do cinema serão exibidos todos os dias as 18h30 e sessões com pencas de clássicos diversos as 21h00. Howcoolisthat?

Eu que estudei por anos na Paulista, durante o período da Faculdade, as vzs eu acabava indo mais cedo, descia no centro, subia a Augusta ou a Consolação e por muitas vezes eu pegava uma sessão antes de ir para a aula, fatão! O que eu achava um delícia! (sempre encontrava por lá também algum ator desses mais alternativos ou ainda fazendo escola, rs)

Tem muita gente que mora em SP e nunca nem deu atenção ao espaço, que fica quase na esquina da Paulista com a Consolação, ou seja, nem é difícil de chegar e tem Metrô quase na porta. Talvez esse seja um bom momento para vcs se redimirem com um dos cinemas mais sensacionais da história da nossa cidade. Fikdik

E que saudade dos Noitões, hein? Bons tempos!

D.Edge 2.0

Novembro 29, 2010

+ mais 1 pixxxta + lounge + terraço com vista para o Memorial…tsá?

Projeto do Muti Randolph, com uma pixxxta cheia de leds e iluminação que é de  enloquecer qualquer um!

Vai lá, vai

Alameda Olga, 170 – Barra Funda – SP

Me desculpa Sir?

Novembro 22, 2010

Um dia eu prometi para mim mesmo que quando um dos  Beatles viesse tocar aqui, que eu não perderia por nada nessa vida…

Pois bem, aqui estou eu escrevendo esse post pra lá de revoltado e arrependido, de PJ’s, com os olhos e ouvidos colados na tv assistindo a trasmissão do show em SP e com os olhos cheios de lágrimas, pq é claro que eu não cumpri a minha own promessa comigo mesmo. Humpf!

Não sei pq eu ainda confio em mim mesmo…

E eu que pensava que nesse dia eu faria um look Stella McCartney bem báfu e que o seu pai me reconheceria de longe no meio da audiência (rs)

Ou que talvez eu fosse de London Boy magia mesmo, só para me enturmar (euri)

Mas que na verdade, todo mundo sabe que a minha vontade mesmo era ir de Sgt Peppers, neam? E talvez eu até fosse hein? (euridenovo)

Paul McCartney diz: Perdeu Essy! (com sotaque)

E Paul ainda para ahazar de vez com o meu coração me apareceu lindo, com um jovem de Liverpool antigo, com a imagem de seus companheiros ao fundo no painel de leds gigante (glupt)

Detalhe, ele passou parte do tempo do show de suspensório, howcoolisthat? (real tears)

E a pergunta que não quer calar: que roqueiro é vc Essy, que perdeu essa chance de encontrar o Paul Fucking McCartney? Ai ai ai…vai jogar Rock Band, vai! Imperdoável…

Tudo bem, não foi dessa vez Paul…, mas quem sabe eu ainda não tenho essa chance hein? Posso ir visita-lo em sua casa um dia desses, quem sabe? Se tiver que ser assim, let it be!

#ESSYINDODORMIRMAGOADOECOMOCORACAOPARTIDOFEELINGS

Alguém mais reparou como o Parque Trianon esta lindo com a sua iluminação de Natal?

Novembro 19, 2010

Fiquei bem surpreso quando um labirinto infinito de árvores azuis chamou a minha atenção um dia desses…e não é que era a decoração de Natal do Parque Trianon?

Decoração linda, azul, fugindo um pouco do óbvio, com árvores cobertas de lâmpadas em  leds cobrindo as árvores do parque, que ainda dizem que economizam energia (segundo o blog onde eu li, 80%!)

Me lembrou um até um pouco o universo do Tim Burton, não?

Well Done! Ficou maravileeeandro e me emociomou, ainda mais eu que AMO o Natal! E se vc tiver passando por lá um dia desses, vale a pena dar uma paradeeenha e reparar na sua cidade, fikdik (e xocotô para essa onda de violência que andou rondando a região por esses dias. Pura ignorância, humpf!)

Iai Jeremy Scott?

Outubro 27, 2010

Aproveita que vc veio visitar a minha própria cidade e manda tudo da marca das 3 listras aqui pra casa tsá? Obrigatô! (G/41)

Se tiver alguma coisa da sua own coleção passada, dos Flinstones de ossos mil (do tipo que a Beth Dito esta usando na capa da Paper abaixo) eu tmbm aceito tsá?

Beeeijo!

Ai meodeos, será que ele veio a minha procura?

Setembro 17, 2010

E eu só me perunto: o que será que ele estava fazendo por aqui hein? Será que ele descobriu o meu paradeiro e veio a procura de um jedi legítimo? (euri)

Me-do! (glupt)

Diz que o Stormtrooper estava a caminho de Pinheiros e se vc deu aquela cochilada com as duas moças do banco ao lado, vc perdeu esse momento neam?

Só sei que se ele veio a minha procura, errou feio de endereço, fikdik

E eu aposto que o Sr contemporâneo do Harrison Ford (euri)  ai da frente estava falando no telefone com os amigo tudo eles lá da Mooca: Meo, cê nacredita quem tava no trem meoo?

Volta a ser moreno vai Mark Ronson?

Agosto 20, 2010

Veio visitar a minha cidade e me apareceu assim, fazendo a early Madonna?

Não né?

Quero vc moreno de novo, por favor hein?

Obrigado!

Aposto que ela estava indo para a “acadimia”

Julho 5, 2010

Pelo amor de Cher, oqueéqueéisso Brasil? Meodeos!

Quando vc acredita na recuperação, que tudo tem jeito nesse mundo de meodeos (rs), vêm Britney Spears e nos mostra toda a realidade, simples assim: Pah!

E esse look de rata de “acadimia” carioca? Ew!

Cabelo de maluca que brigou com a escova + uma leve pata de camelo sacuda (euri) + furos e texturas exóticas + meião e esse tênis uó que eu conheço alguém que usa um igual (por favor, garoto do Metrô das 18h50 + ou -, vamos abandonar esse par que não combina nada com vc?)

O que não combina nada nada com esse copão tall da Starbucks neam?

E nada contra os cariocas hein? LOVE Rio! E o Guilt não participa dessa briga cafona SP vs Rio, isso é coisa de gente estúpida e antiga.

E o mesmo vale para os nossos hermanos argentinos, que eu sempre achei bens e nunca entendi muito bem o pq de toda essa implicância.

#C.R.A.Z.Y Feelings

House of “falling” cards

Março 29, 2010

E não é que no último dia 22 completou 1 ano da minha viagem ao arco-íris? Uia!

Show do Radiohead, até que enfim neam? Para quem passou parte da adolescência ouvindo a voz suave e as letras tristes de Tom Yorke, já estava mais do que na hora de ver a magia de uma das melhores bandas do mundo ao vivo.

O show foi perfeito é claro, todos os hits da banda que embalaram a minha turbulenta adolescência, passando pelas músicas incríveis do In Rainbows, álbum mais recente da banda, até terminar com a música que mais representa todo jovem nerd desse mundo: Creep! (tears)

Lindo, colorido, quase que hipnótico. Mas eu preciso corrigir alguma coisa aqui, não posso dizer que o show foi perfeito porque pra mim ele teve gosto de despedida e digamos que esse gosto não é dos melhores.

Mas enfim, acho que a história encerrada nesse dia não poderia ter uma trilha sonora mais perfeita. E foi triste, bem triste e foi também muito difícil, como toda despedida costuma  ser…

Tudo isso com as cores da turnê de In Rainbows como plano de fundo para essa história cheia de páginas viradas, algumas até que nem tanto. Tantos capítulos, tantas lembranças…

E foi bastante sincero também, sem grandes mágoas ou ressentimentos, alguns arrependimentos e muitas, mais muitas memórias de coisas incríveis, que não foram feitas para serem esquecidas. Jamais!

Cada música era um passo mais perto do inevitável final, que já havia sido acertado antes em comum acordo, mas que nem por isso tornou o processo menos doloroso e acho que posso falar pelos dois protagonistas dessa história.

Em “Nude” eu flutuei sobre aquelas milhares de pessoas hipnotizadas na Chácara do Jockey, como o jovem Max em um dos memoráveis promos de Skins, perdi completamente a noção do meu corpo no espaço e flutuei, literalemte. (tears)

E eu posso dizer que em “All I Need” mesmo com o climão de despedida no ar, o refrão chiclete não perdeu a sua força e nem o seu sentido, honestamente. E foi outro momento lindo, inesquecível eu diria.

E teve ainda Karma Police, 15 Step, The National Anthem, All I Need, Pyramid Song, Weird Fishes/Arpeggi, The Gloaming, Talk Show Host, Optimistic, Faust Arp, Idioteque, Climbing Up The Walls, Exit Music (For A Film), Bodysnatchers, Videotape, Paranoid Android, Fake Plastic Trees, Lucky, Reckoner, You And Whose Army,  separando o começo e o fim daquela noite de despedida, de um novo começo para os envolvidos, de olhar de volta para a minha vida e ser “eu” novamente e não mais “nós”. E se é para ser assim, que seja bom para todo mundo não é mesmo?

“There, There” serviu para consolar, para buscar refugio em um amigo? E porque não? Ainda mais quando esse amigo precisa encontrar exatamente a mesma força que vc, afinal estamos compartilhando esse momento.

E para fazer valer a pena “Jigsaw Falling Into Place” garantiu o momento jogaçán na pixxxta, afinal dizem que foi onde nos conhecemos não é mesmo? euri. Dancei enlouquecidamente até o último acorde da música, mostrando que definitivamente eu sou alguém na noite, sozinho ou não! E nem confi! Se é para ter um final, que ele tenha de tudo, do drama a comédia. Jogaçón digna, sem apelar para turma do “WooHoo people” da qual eu definitivamente não faço parte.

Confesso que foi bem difícil ouvir o ínicio de “House of cards” compreendendo ao máximo o seu significado: I don’t wanna be your friend, I just wanna be your lover…(tears). Alguma coisa ainda fazia sentido naquele momento, que talvez tenha me feito começar esse post de forma errada. Mas como esse foi realmente “Aquele com o último episódio”, eu talvez  tenha aqui justificado a minha escolha para o título desse texto.

Coincidência ou não, a sequência final do show ficou por conta de ” True love waits / Everything In Its Right Place”  ou seja, o que é certo é certo e se for preciso esperar para entender alguma coisa, fazer o que neam?

A espera pode até ter sido longa, pelo Radiohead e por todo o resto da história, mas pode ser uma espera inspiradora e criativa também, o que me levou a esse pôster que eu fiz em uma das primeiras aulas da Pós-Graduação, um dos quais eu mais gosto, embora tenha sido chochado do meu projeto…

…que dizem ter virado poster na parede de alguém ae…vai saber neam?

E com “Creep” encerramos essa história e todo aquele clarão que vinha direto da iluminação do palco de Tom Yorke só serviu para tentar animar algo que naquele momento parecia impossível. Na sequência o  último smack e muita saudades a partir daí. Bye bye Tom York! (volte logo)

Oh Crap!

A história nem tão feliz acima pode servir para justificar a ausência de novos posts no finde, porque embora não pareça, eu tenho sim um coração tah? Euri!

E sim, eu uso o meu espaço aqui para passar mensagens subliminares. E eu quase sempre faço isso com humor, mas as vezes eu sou apenas sincero, como hoje por exemplo.

Sorry por aborrece-los com coisas tolas, meus 5 leitores.

Essy, The Sad Reckoner

ps: cidade grande é o cacete…vcs querem saber quem eu encontrei do nada na semana passada, 1 ano depois do episódio final? 😉

Destino? Coincidência? Mais drama?  Saudades? Bata tudo no liquidificador e vejamos no que vai dar no futuro…

Só sei que esse foi o series finale dessa história, mas vai saber se não rola um spin-off, ou quem sabe um filme neam? euri


%d bloggers like this: